quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

ESTÁ NO AR O NOVO SITE DO GEMAA!

O GEMAA [2] (Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa)
é um núcleo de pesquisa com sede no IESP-UERJ [3] e registro no CNPq.
Ele foi criado em 2008 com o intuito de produzir estudos sobre ação
afirmativa no Brasil e no mundo. Hoje o GEMAA é referência nacional na
produção de conhecimento e divulgação de informações sobre o tema.
Nos últimos anos, o Grupo ampliou sua área de atuação e agora
desenvolve estudos acerca das desigualdades de raça e gênero na
política e em diversas instituições (judiciário, legislativo) e
mídias (cinema, telenovelas, jornais, videogames). Confira nossas
pesquisas em andamento [4].

O site do GEMAA [5] funciona como um repositório de dados sobre as
ações afirmativas, como um mapa interativo [6] que permite a consulta
de informações sobre as modalidades de política adotadas em cada
universidade pública brasileira, além de uma compilação da
legislação sobre ações afirmativas [7] no Brasil. Disponibilizamos
também um resumo da legislação federal relacionada à luta
antirracista [8], além de uma linha do tempo [9] com os eventos mais
marcantes do combate ao racismo no mundo.

Lá você também tem acesso a todas as publicações do GEMAA.
Destacamos aqui artigos acadêmicos [10]publicados em revistas
científicas, que interessam especialmente a estudantes e pesquisadores;
levantamentos periódicos [11] sobre a adoção de políticas de ação
afirmativa pelas instituições públicas brasileiras de ensino
superior, tanto em nível federal como estadual; infográficos [12], que
ilustram estudos de caso sobre o tema da desigualdade de raça e de
gênero; e textos para discussão [13], nos quais analisamos mais
detidamente outros aspectos relacionados às políticas de ação
afirmativa e às desigualdades de gênero e racial.

Nossa seção de publicações tem novidades. A primeira delas é o
levantamento "Evolução da Lei nº 12.711 nas Universidades Federais
(2015) [14]", estudo no qual comparamos a situação das políticas de
ação afirmativa no ano de 2015 com o levantamento realizado em 2013
(leia aqui [15]), primeiro ano de implementação da lei, e com o perfil
da ação afirmativa no país em 2012, antes de sua promulgação,
quando muitas das universidades públicas já adotavam algum tipo de
ação afirmativa em seus processos de seleção.

A segunda novidade é o texto para discussão "A cor do ENEM 2014:
comparações entre o desempenho de brancos, pardos e pretos [16]", que
aborda a estratificação racial e seus impactos educacionais entre os
inscritos no ENEM de 2014. Com o objetivo de realizar uma análise
socioeconômica, exploramos dados sobre as desigualdades de classe
social, renda, educação dos pais e tipo de escola. Examinamos também
o desempenho dos inscritos nas provas, assim como a taxa de
participação no ENEM de acordo com os grupos raciais, por Estado. Por
fim, comparamos os dados de desempenho em relação à condição
socioeconômica dos candidatos.

Visite o novo site do GEMAA. Navegue por suas diversas páginas e
seções e aproveite o material disponível para leitura e download.
Estamos abertos para quaisquer sugestões de alteração ou
modificação do site que possam contribuir para seu aprimoramento,
assim como para sugestões de novos tópicos de pesquisa de real
interesse. Para falar conosco envie mensagem para gemaa@iesp.uerj.br

Nenhum comentário: