quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Os favoritos e seus financiadores




Os favoritos à presidência da Câmara representam as empresas que os financiaram
Rodrigo Maia e Jovair Arantes, os favoritos na disputa pela presidência da Casa são figurinhas carimbadas. Há muito tempo recebem apoio vultoso do grande capital, que, como se sabe, não faz doação, faz investimento. O PSOL sempre foi contra o financiamento empresarial de campanhas justamente por entender que tais doações viciam as decisões dos políticos, que depois de eleitos precisam devolver os favores prestados.
Não podemos ter a ingenuidade de pensar que foi por acaso que Rodrigo Maia apresentou projetos que beneficiam o mercado financeiro, a exploração de petróleo às custas do meio ambiente ou isenções à indústria de sucos, sabendo que assim respondeu aos seus principais doadores. Tampouco podemos crer que é pelo interesse da nação que Jovair Arantes atendeu a demandas de empresas de telecomunicação, agronegócio, táxi aéreo, mercado financeiro e bebidas. O financiamento empresarial de campanha é a chave para compreender sua atuação.
A Casa que pouco tempo atrás era presidida por Eduardo Cunha não está conseguindo recuperar a imagem. Não será com as mesmas práticas de sempre que a Câmara poderá elevar sua baixíssima popularidade.

Mandato do Dep Ivan Valente

Nenhum comentário: