quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Encontro de pesquisa tratará das continuidades e rupturas do processo histórico

Tempo: permanências, rupturas e transições na História é o tema da sexta edição do Encontro de Pesquisa em História da UFMG (Ephis), que será realizada de 8 a 12 de maio. Promovido pelo corpo discente do curso de História da UFMG, o evento está com inscrições de trabalhos abertas até o dia 5 de fevereiro nas modalidades de Comunicação livre, Comunicação em simpósio temático e Minicursos. As inscrições para ouvintes podem ser feitas até a data do evento.
Nesta edição, o Ephis volta seu olhar para as continuidades e descontinuidades que marcam o processo histórico e para grandes debates da contemporaneidade, como as interseções entre história e teorias de gênero e o legado autoritário das ditaduras militares latino-americanas. A conferência de abertura será ministrada por Durval Muniz de Albuquerque Júnior, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e autor do clássico A invenção do Nordeste e outras artes.
O Encontro de Pesquisa em História da UFMG surgiu em 2012 com o objetivo de promover o diálogo entre alunos de pós-graduação e de graduação em História e áreas afins. Nos últimos anos, o Ephis alcançou dimensão nacional, consolidando-se como espaço de debate entre jovens pesquisadores.
As inscrições para participação no Ephis devem ser feitas pela no site do evento. Cada pessoa pode inscrever até duas propostas de apresentação, uma como autor e outra como coautor. Os minicursos também são limitados em até dois por pessoa. Os valores de inscrição variam de R$10 a R$ 40, dependendo da modalidade, e devem ser pagos após o recebimento da carta de aceite, em março. No site, também é possível reservar convite para a festa de confraternização do evento.
Mais informações podem ser obtidas no site do evento e em suas redes sociais.

fonte UFMG

Nenhum comentário: