sábado, 31 de dezembro de 2016

FELIZ 2017


MP de Temer favorece grileiros

por Patrus Ananias, via sua assessoria de imprensa
O governo publicou no Diário Oficial de 23 de dezembro a Medida Provisória 759, em que se mantém fiel a um autoritarismo sem povo, sem debate, sem nenhuma conversa com setores atuantes e organizados da sociedade civil.
Especialmente no campo, não há porque modificar todo o arcabouço legal agrário do país (leis 8.629/93, 11.952/09 e 13.001/04 e até mesmo a Lei de Licitações Públicas) sem debater com ninguém que vive no meio rural.
É vergonhoso excluir a democracia do processo da reforma agrária, onde ela tanto vicejou, seja na amplitude e no conhecimento de causa das grandes entidades de camponeses, como a CONTAG, a CONTRAF, o MST, a CNS, a CONAQ e outras, seja na participação de toda sociedade nas discussões de desenvolvimento rural, por meio de organizações interessadas no âmbito das igrejas, das universidades e nas nossas cidades.
A Medida Provisória 759 nos leva a vislumbrar o passo inicial de um grande retrocesso, que seria a municipalização da reforma agrária. É certo que os municípios têm importante papel de apoio nesta seara, mas a Constituição Federal exprime sabedoria ao designar, em seu artigo 184, a exclusividade do protagonismo da União na reorganização fundiária do território.

Eu leria mais AQUI

E o golpe continua!

E os bens bloqueados de Eliseu Padilha?

Por Altamiro Borges
Na semana passada, o desesperado Michel Temer se reuniu com João Roberto Marinho, um dos três herdeiros do império da Rede Globo, e pediu uma cobertura jornalística mais generosa da empresa. Também nos últimos dias, vários prepostos da mídia monopolista visitaram os aspones da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência. Pelo jeito, as conversas renderam frutos. Somente as revistonas - como Veja, Época e IstoÉ - tiveram um aumento de 900% nas verbas publicitárias. Como contrapartida, a mídia mercenária parece que deu uma trégua ao covil golpista. Um dos chefes da quadrilha, o ministro Eliseu Padilha, por exemplo, já sumiu do noticiário.

Leitura completa AQUi

Passagens de ônibus aumentam!

Aproveitando que todo mundo estão em período de festas natalinas e  de ano novo, o empresariado pressionou e prefeitos e governadores atenderam os pedidos.

A juventude ainda de ressaca das ocupações, muita gente de férias, outros viajando: a estratégia de aumento de passagem deu certo.








Fonte: G1, Jornal da Bahia

O CONTO DO TIÃO


Realmente 2016 ficará para história. Um ano de muitas jogadas políticas que ficarão na memória do povo, foi ano de um golpe político, impulsionado por uma farsa política que levou o que há de pior na política nacional, a governar o país para aplicar um profundo plano de retiradas de direitos.
A nível local 2016 também está marcando os marabaenses. Muitos estão supressos com a renúncia de Tião Miranda como algo inesperado, no entanto, já vínhamos escutando a algum tempo que existia esta intenção. Durante a campanha escutei várias vezes “Tião vem para ganhar, mas quem vai assumir será o Toni”, isso dito por pessoas próximas de Tião, e não foram poucas vezes. Bem, como ser humanos que somos, estamos suscetíveis a enfermidades. Assim devemos ser respeitosos com o estado de saúde de Tião Miranda. Mas isso, não significa que deixaremos de fazer a análise necessária dos fatos.
Na política não há inocentes, há princípios, estratégias e táticas para se disputar o poder. E para alguns, todas as táticas são possíveis, independente se afeta negativamente a vida da maioria das pessoas. Creio que talvez a tática da renúncia não estava em primeira mão, de forma clara, mas poderia ser utilizada e foi.
A renúncia se encaixa muito bem. Primeiro, para o próprio Tião, que continuará sendo deputado estadual, não sairá do círculo do poder e assegurará a sua reeleição em 2018, contando com o apoio da máquina administrativa local. Segundo, o grupo de Tião voltará ao poder, sob nova liderança, sem Tião candidato a prefeito não teriam condições de ganhar. Assim, a renúncia sempre esteve posta, tanto é verdade, que seu gabinete na ALEPA não foi desmontado.
O cenário político no país é de instabilidade combinada com uma crise econômica que tem suas repercussões nos municípios. Marabá, além de refletir esta crise, soma-se a desastrosa gestão de João Salame que multiplicou a instabilidade política e econômica no município, tendo como uma das consequências o atraso no pagamento dos servidores municipais, sucateamento da saúde e etc. A renúncia será mais um elemento de instabilidade, gerando desconfiança na população e descrédito nos políticos de carreira.
A caracterização que já tínhamos durante a campanha do que seria a Gestão Tião Miranda, o vice Toni Cunha irá assumir. Uma gestão com perfil conservador que aposta na redução de direitos a exemplo do que vem sendo aplicado por Temer e por Jatene no Pará, tendo na sua base concepções privatistas.
Para concluir, caracterizo como um estelionato eleitoral o que acontece hoje em Marabá. Mesmo sabendo que é uma chapa formada por duas pessoas, o povo vota no titular da chapa, pois é quem expressa e personifica durante a campanha um programa. Tanto é verdade, que se Tião não viesse candidato talvez teríamos mais candidatos e grandes possibilidades de debates entre os candidatos. A grande questão é: se Tião já avaliava que não poderia assumir por que se lançou candidato? Espero sinceramente que melhore de saúde, mas repudio com veemência a irresponsabilidade e o desrespeito com que trata o povo de Marabá, não podemos aceitar como algo natural esse jogo político que brinca com os anseios e esperança de toda uma população, isso não é normal, tão pouco é honesto.

Rigler Aragão - Ex candidato a prefeito de Marabá pelo PSOL

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Extra, Extra....Tião Miranda vai renunciar???

Ainda não foi tomada a decisão!

Tudo leva a crer que o prefeito diplomado e já com o governo montado renuncie nas próximas  horas.

No entanto, vamos aguardar o desenrolar dos fatos.

Abaixo matérias completas do Blog do Hiroshi e ZeDudu




leia aqui no Blog do Hiroshi - http://www.hiroshibogea.com.br/tiao-miranda-anuncia-que-vai-renunciar-mandato/

Zedudu -  http://zedudu.com.br/tiao-miranda-prefeito-eleito-de-maraba-vai-anunciar-hoje-sua-renuncia-ao-cargo/

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Para imprensa marron, são apenas SUSPEITOS!!



Governo de Tião "Eterno" Miranda começa repetindo erros







Com Karam no Planejamento, Tião dará continuidade ao desgoverno Salame

A composição do III Governo Tião "Eterno" Miranda  começa com secretário que já fez parte do Governo Maurino e Salame, isso pra não dizer que o mesmo também já foi do governo Veloso e dos Governos I e II do Tião.
Para a Secretaria de Gestão Fazendária , o advogado Aldo Maranhão (PSC), foi candidato a vereador; Já na Secretaria de Obras Públicas , o engenheiro Fábio Moreira (Construfox); na de Urbanismo, Múcio Eder Andalécio; - secretaria que deveria ser extinta para evitar gastos.
 Mas Tião não para por ai, convidou remanescente do Grupo Sinobrás para assumir a Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração, trata-se de Ricardo Pugliese. Na Procuradoria Geral, o advogado Absolom Mateus.
A secretaria de Educação, o também advogado Luciano Dias, ex Secretario Estadual de Integração Regional no II Governo Jatene e Presidente da Cosanpa no III Governo Jatene, terá a tarefa de mudar o Plano de Cargos e Salario e enfrentar o sindicalismo.
 Para a Secretaria de Saúde,o advogado Marcone Leite. Vale ressaltar que todos os três advogados do governo Tião são contemporâneos.
 A Secretaria de Agricultura, será novamente comandada por um o médico e pecuarista Adailton Sá (PSDB) e o seu chefe de Gabinete será publicitário Walmor Costa. A Secretaria de Assistência Social, terá como secretária a psicóloga Lanúzia Lobo (REDE).
 Uma das novidades será a possivel extinção da Secretaria de Segurança Institucional.
 DMTU e Guarda Municipal liderados pelo inspetor aposentado de Polícia Rodoviária Federal Jair Barata (REDE) que também foi candidato a vereador.
 o Ipasemar que quase eternizou com Karam, ficará com Silvânia Ribeiro que também já foi secretaria de administração no I Governo Tião.

Se também for confirmado a permanência do atual secretário de Meio Ambiente, o engenheiro Válber Araújo (PSB), fica claro a continuidade do governo Salame.


Vale ainda destacar que apenas, o PSDB, PSC e REDE estão sendo contemplados até agora no III Governo Tião.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

57 jornalistas perdem a vida em 2016

Estudo mostra que morreram 57 jornalistas durante este ano

O relatório anual da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) publicado nesta segunda-feira (19) informa que 57 jornalistas morreram no mundo em 2016 no exercício da profissão, principalmente em países em guerra como a Síria.
Somente na Síria, 19 profissionais da imprensa foram assassinados, seguido pelo Afeganistão (10), México (9), Iraque (7) e Iêmen (5), destaca a ONG. Além das 57 vítimas fatais, nove "jornalistas-cidadãos" (blogueiros) e oito "colaboradores" de meios de comunicação estão entre as vítimas.
No total, 2016 registrou dez mortes a menos do que 2015. "Essa redução significativa se explica pelo fato de que cada vez mais jornalistas fogem de países muito perigosos: Síria, Iraque, Líbia, mas também Iêmen, Afeganistão, Bangladesh ou Burundi, que se transformaram em buracos negros da informação, onde reina a impunidade", diz o relatório da RSF.
Quase todos os jornalistas morreram em seus países, com exceção de quatro que perderam a vida quando trabalhavam no exterior. Com 19 vítimas em 2016, contra nove em 2015, a Síria se tornou o país mais perigoso para o jornalismo.
Pelo menos 780 jornalistas foram assassinados nos últimos 10 anos, de acordo com os números da RSF. "Os dados alarmantes traduzem uma violência cada vez mais deliberada e o fracasso de iniciativas internacionais a favor da proteção dos jornalistas", afirmou o documento. Dois terços dos jornalistas mortos estavam em zonas de conflito, "uma dinâmica que se inverteu na comparação com a situação de 2015, quando muitos repórteres morreram em tempos de paz, como ocorreu no ataque contra a revista Charlie Hebdo em Paris", explica a ONG.
Cinco mulheres entre as vítimas
Entre os 57 jornalistas assassinados este ano há cinco mulheres, incluindo as afegãs Mariam Ebrahimi, Mehri Azizi e Zainab Mirzaee, que morreram em janeiro em Cabul em um atentado suicida. Pela primeira vez, o relatório da RSF incorpora os jornalistas-cidadãos e colaboradores dos meios de comunicação, que antes entravam em outras categorias.
O número de jornalistas presos no mundo aumentou em 2016, em particular na Turquia, onde mais de 100 profissionais da imprensa estão detidos, segundo um relatório da RSF publicado em 13 de dezembro. A organização se uniu a outras iniciativas para apresentar um pedido "solene" de criação de um posto na ONU responsável pela proteção dos jornalistas.
(Com informações da AFP)

ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA FORMA TURMA DE JOVENS RURAIS



Exibindo 3 formandos.jpg

A Escola Família Agrícola (EFA) Professor Jean Hébette, localizada no km 23, da Rodovia BR 230 - Transamazônica (sentido Itupiranga) município de Marabá formou a terceira turma de jovens rurais curso: agricultor técnico (ensino fundamental).
A formatura (colação de grau) ocorreu na sexta-feira (16) a partir da 19:00 horas nas instalações da própria EFA com ampla participação das famílias, que fizeram depoimentos emocionados sobre o desenvolvimento dos/as filhos/as. O formando Sérgio Araújo pediu “não esqueça da gente”.
A turma de formandos composta por 8 homens e 6 mulheres, são: Aires Assunção, Bruna Vitória, Fabrício Silva, Hilton Carlos Lindozo, Ícaro Conceição, Josmar Yeis Júnior, Keven Gabriel Oliveira, Lara Barbosa, Mateus Santos, Nayra Carvalho, Pedro Enrique Carvalho, Raissa Souza, Sérgio Araújo e Yanka Silva.
O Diretor do Ensino do Campo da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) reafirmou “é importante a família na vida formativa do filho”. Ressaltou a importância da parceria com a EFA.
O coordenador da Equipe de Monitores/as Rafael Marques agradeceu ao empenho de todos/as educadores/as e colaboradores/as. Citou nominalmente os profissionais que participaram diretamente do processo formativo: Yank Torres, Vanalda Araújo, Emery Castro, Antonio Santana, Glaucilene Silva, Glecia Sousa e Lucas Alexandre.
O educador Damião Santos que coordena a articulação das parcerias e projetos falou sobre as perspectivas para 2017: “implantação em parceria Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Pará (IFPA – Campus Rural de Marabá) do curso de Técnico em Agropecuária, para funcionamento nas instalações da EFA. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e EMATER a implantarão na EFA duas Unidades de Aprendizagens (UAs) de hortaliças e piscicultura  no âmbito do Fundo Amazônia.” Está sendo articulada o patrocínio de empresas para funcionamento das Unidades Produtivas e Educativas.
 Exibindo Damiao.jpg

Participaram da mesa solene: Sérgio Araújo representando os formandos, Rutilene Reis pelas mães e pais, Antonio Mineiro – Presidente do PA Grande Vitória, Tião Branco – Diretor de Políticas Agrárias da Federação dos Trabalhadores/as na Agricultura Familiar (FETRAF), Rafael Marques – coordenador da EFA e Damião Santos representando a EMATER e UNEFAB. A responsável pelo cerimonial Emery Castro. Ainda teve um ato ecumênico com representantes das igrejas católica e evangélica.
Nos dias 20, 21 e 22 de janeiro de 2017 será promovido o ENCONTRO DAS FAMÍLIAS E PARCEIROS/AS DA EFA, com cinco eventos em um: I Ato Político, Encontro de Jovens Rurais, I Seminário de Pesquisas, II Sarau da EFA e I Feira da Agricultura Familiar na EFA. Participe...

sábado, 17 de dezembro de 2016

Diretas já!

Diretas já! Antes que seja tarde

Por Antonio Lassance*
Para o Carta Maior
O golpista empossado presidente comemora a aprovação da PEC 55, a PEC da Morte. Aquele que se acovarda com medo de vaias em velório fala agora em coragem. O golpista é um fingidor. Finge tão deverasmente que chega a fingir pudor ao marchar impunemente.

Não poderia haver maior homenagem ao retrocesso do que aprovar a PEC da Morte no aniversário do Ato Institucional no 5, o AI-5. O governo bem poderia aproveitar o embalo e adotar, como lema, aquele registrado nos anais pela verve de Jarbas Passarinho, que consagrou o AI 5 mandando "às favas, senhor presidente, neste momento, todos os escrúpulos de consciência."
Leia mais: AQUI

Reforma da Previdência

Continuando o pacote de maldade do Governo golpista Temer

Por Altamiro Borges

A proposta de “reforma” da Previdência do Judas Michel Temer é tão cruel e desumana que até já virou motivo de piadinhas macabras. O irreverente José Simão não perdeu a oportunidade: “Se eu estivesse morto, eu teria que trabalhar mais 20 anos pra me aposentar! E o Congresso? O Congresso vai se aposentar por anos de propina. Aposentadoria por tempo de propina... E o [site] Kibeloco: ‘A reforma é simples: se você não é militar, não vai se aposentar’. A Reforma da Previdência é simples: você não vai se aposentar! Pronto! E adorei a charge do ATorres com uns véinhos numa mesa branca: ‘Seu Astrodo, o senhor está entre nós? Já saiu sua aposentadoria, seu Astrodo’”.

leia mais AQUI

Deputados fascistas!

Aos gritos, deputados intimidam o ouvidor da polícia paulista


Da Redação
O repórter Leandro Calixto fez o flagrante, reproduzido primeiro na Ponte Jornalismo: os deputados Álvaro Camilo (PSD) e Paulo Telhada (PSDB) tentaram intimidar o ouvidor da polícia paulista, Júlio Fernandes.
Ele foi convocado a depor na Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários da Assembleia Legislativa de São Paulo depois de fazer críticas à atuação da Polícia Militar.
A audiência terminou em bate boca (veja o vídeo acima).
Iniciativa pioneira no Brasil, a Ouvidoria da Polícia foi criada pelo Decreto nº 39.900, em 1º de janeiro de 1995 e reconhecida pela OEA. Desde 1997 está regulamentada por lei. A idéia deu tão certo que inspirou a criação de Ouvidorias da Polícia no Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Pará.
A Ouvidoria da Polícia é uma espécie de ombudsman da segurança pública no Estado. Trata-se de um órgão dirigido por um representante da sociedade civil, com total autonomia e independência, cuja principal função é ser o porta-voz da população em atos irregulares praticados pela Polícia Civil e Polícia Militar.

leia mais AQUI

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

ATO PLURINACIONAL INDÍGENA CONTRA O DECRETO ETNOCIDA


Contra a o Retrocesso Social Racista e Genocida!



O Governo Federal está elaborando uma proposta de Decreto para alterar as regras na demarcação das terras indígenas, prevendo a indenização e a aplicação do marco temporal como solução para esse conflito que é a principal causa do genocídio dos povos indígenas. Trata-se de uma medida autoritária que consolida as articulações dos ruralistas para fragilizar ainda mais os direitos dos povos indígenas.
A Constituição Federal, no artigo 231, parágrafo 6º, diz que são nulos e extintos, não produzindo nenhum efeito jurídico, os títulos de propriedade sobre terras indígenas. Como o artigo 231 da Constituição também diz que o direito dos povos indígenas sobre as terras ocupadas tradicionalmente são originários, ou seja, existem antes mesmo da chegada do invasor colonial, qualquer proposta de indenização de indígenas e não-indígenas sobre essas terras viola frontalmente esse direito originário sobre a terra tradicional.
Do mesmo modo, a aplicação do marco temporal sem o cuidado necessário com institutos como “direito adquirido”, “ato jurídico perfeito” e “renitente esbulho” deixa evidente o propósito desse Decreto que está sendo gestado pelo Governo Federal.
Esse Decreto e também a PEC 215 pretende viabilizar novos questionamentos sobre terras indígenas já demarcadas, violando o ato jurídico perfeito e o direito adquirido, uma vez que todo processo de demarcação sempre contou com a possibilidade de contraditório e ampla defesa durante o processo administrativo.
Além disso, o Supremo Tribunal Federal, no julgamento do caso Raposa Serra do Sol, definiu que somente seriam consideradas terras indígenas aquelas que estavam sendo habitadas por indígenas em 05 de outubro de 1988 (marco temporal). No entanto, o STF também decidiu que essa tese do marco temporal não se aplicaria nos casos de “renitente esbulho”, ou seja, nos casos em que os indígenas não estavam ocupando a terra tradicional por terem sido expulsos da terra.
No caso da Terra Indígena “Limão Verde”, o STF disse que renitente esbulho não pode ser confundido com ocupação passada ou com desocupação forçada, ocorrida no passado. Há de haver, para configuração de esbulho, situação de efetivo conflito possessório que, mesmo iniciado no passado, persistia na data da promulgação da Constituição. Em outros termos, o que o STF disse foi que a tese do marco temporal somente não se aplica aos casos em que os indígenas, expulsos de suas terras, estivessem fazendo retomada.
Ocorre que essas decisões do STF se aplicam a casos concretos e não podem ter efeito para todas as terras indígenas, pois ao decidir dessa forma o STF desconsiderou 1- que os povos indígenas foram e continuam sendo vítimas do crime de genocídio (o que, por si só, configura renitente esbulho) e 2- que os indígenas muitas vezes deixaram de fazer retomada porque o próprio Estado Brasileiro, através das Polícias e do Judiciário criminalizam sistematicamente os movimentos de retomada, encarceram lideranças, estupram crianças e mulheres e, com isso, inviabilizam por completo os processos permanentes de retomada de terra.
Exatamente por isso convocamos os povos indígenas para um ato nacional para fazer valer a Constituição de 1988, cujo texto foi objeto de muita luta dos parentes durante o processo da Constituinte.
*ATO DIA 21 DE DEZEMBRO*
Organize sua comunidade, em sua cidade.

ASSEMBLEIA GERAL DA REDE MUNICIPAL

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

16 de Dezembro de 2016
O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ – SINTEPP, subsede de Marabá vem a público CONVOCAR todos os Trabalhadores da Rede Municipal de Ensino, para uma Assembleia Geral, que acontecerá dia 16/12/2016, às 16:30hs, em frente a Prefeitura Municipal de Marabá, para deliberar sobre a seguinte pauta: 1- Suspensão do Calendário Letivo de 2016 por falta de condições de trabalho.
Destacamos que nessa reta final de ano, o governo não atendeu nossas pautas, mantém os salários atrasados, não pagou nosso Visa Vale, nem devolveu o dinheiro que retirou de nossos proventos e enrolou as horas extras dos trabalhadores do apoio. Além, da falta de respeito da Assessoria de Comunicação desse governo com os trabalhadores, uma vez que todos os dias publicam ou tentam iludir os trabalhadores com falsos calendários de pagamentos!
Portanto, todos os trabalhadores em educação sintam-se convocados para assembleia para deliberar de forma concreta a suspensão de nossas atividades nesse ano letivo, pois é humanamente impossível continuar trabalhando sem condições dignas, e pior, sem nossos vencimentos.
A COORDENAÇÃO

Governo Jatene e o pacote de maldades

O governador Simão Jatene (PSDB) enviou à ALEPA um pacote de maldades contra o povo e o funcionalismo público estadual. O pacotaço que o governador quer ver aprovado até o dia 20/12 prevê aumento do ICMS, ou seja, aumento na conta de luz e demais tarifas e mercadorias, prevê aumento na alíquota do Iasep e Pas, prevê aumento de impostos. 
Tudo isso para diminuir ainda mais nossos salários.
Para os sindicalistas, "está na hora de os trabalhadores e trabalhadoras organizarem uma forte luta no Estado. Está na hora de construir a Greve Geral no Pará". Exemplos de luta já estão sendo dados.
Amanha (14) uma comissão de sindicalistas, incluindo o Sintepp, está na ALEPA em conversa com os parlamentares, para exigir a retirada do pacotaço da pauta.
O governador Simão Jatene encaminhará a ALEPA proposta de reforma do RJU que extinguirá muitos benefícios dos servidores. A proposta será encaminhada sem alardes para evitar manifestações em contrário. A proposta segue a linha da encaminhada pela presidência da República ao congresso!
Deputados começam a estudar pacotaço de Jatene -

Fora Temer!

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Unidade Socialista: “Todo apoio a Jean Wyllys”


image
O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) é vítima da perseguição política feita pelo conservadorismo encrustado na Câmara dos Deputados.
Jean é um grande combatente em defesa dos direitos humanos, da liberdade de crença, da cidadania plena para aqueles que são cotidianamente açoitados pela barbárie homofóbica, racista, machista e neoliberal.
Por sua postura firme diante das injustiças que vitimam o povo brasileiro, Jean colecionou adversários dentro da Câmara que, no dia a dia, o agridem, ofendem e tentam se impôr pela intimidação.
Deputados que não têm respeito pelas mulheres, pelos negros, pela diversidade sexual e, fundamentalmente, pela democracia.
Jean responde a uma representação no Conselho de Ética por ter reagido, com um cuspe, a insultos violentos contra ele disparado durante seu voto contra o golpe que apeou a presidenta Dilma Rousseff do cargo.
A própria posição de ambos nessa votação diz muito a respeito dos dois. Enquanto Jean está ao lado da democracia, o fascista está com os saqueadores da República.
Jean está sendo processado porque, depois de aturar inúmeras ofensas ao longo de seus dois mandatos e também durante o voto na ocasião, reagiu. Representou naquela reação o sentimento de milhões de brasileiros que não suportam mais um deputado que faz da apologia ao crime a sua política.
Somos solidários ao deputado Jean Wyllys e expressamos nosso repúdio ao filhote da ditadura, que promove o ódio e representa os tempos mais sombrios da nossa história.
Unidade Socialista - RJ
Rio de Janeiro, 8 de dezembro de 2016.

MOÇÃO DE APOIO SOMOS TODOS JEAN WYLLYS

A imagem pode conter: 1 pessoa, meme e texto
A atuação do deputado federal Jean Wyllys é um orgulho para nosso partido. Sua presença na Câmara dos Deputados deu novo vigor a lutas fundamentais, antes secundarizadas pela esquerda, como a defesa dos direitos LGBT, o respeito às religiões de matriz africana e a necessidade de legalização e regulamentação das substâncias psicoativas. Por isso Jean Wyllys é um deputado fundamental não apenas para o PSOL 50, mas para a própria democracia brasileira.
Dessa forma, não aceitamos a tentativa de calarem Jean Wyllys. O processo movido contra ele no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados é uma afronta à democracia. Enquanto corruptos notórios seguem exercendo seus mandatos tranquilamente, um deputado honesto e comprometido com os excluídos é obrigado a defender-se no órgão disciplinar da Câmara dos Deputados por um episódio absolutamente irrelevante. Fica claro viés claramente homofóbico desta iniciativa.
Por isso o PSOL conclama sua militância a manifestar sua irrestrita solidariedade ao companheiro Jean Wyllys esta semana, durante a votação do relatório no Conselho de Ética. Não aceitamos qualquer punição ao nosso deputado e exigimos o arquivamento da denúncia contra ele. Jean é um de nós e a atual composição da Câmara dos Deputados não tem qualquer moral para condená-lo.
Somos todos Jean Wyllys!
São Paulo, 10 de dezembro de 2016
Executiva Nacional do PSOL

CRIADA DELEGACIA SINDICAL DOS/AS TÉCNICOS/AS AGRÍCOLAS DE MARABÁ E REGIÃO




 Exibindo SINTAG Maraba.jpg
Os/as técnicos/as agrícolas da Região Sudeste Paraense se reuniram quinta-feira (08), na Câmara Municipal de Marabá, e criaram a Delegacia Sindical de Marabá e Região do Sindicato dos/as Técnicos/as Agrícolas do Pará (SINTAG – PA). Foram eleitos: Delegado Sindical – Lázaro Andrade (ADEPARÁ), Delegado Sindical-Ajunto Edvan Almeida,  Secretário  - Richardson Mourão (EMATER), Tesoureiro - Willen Souza (autônomo).
A organização sindical conta com apoio do vereador de Marabá Ilker Moraes (PHS) tem a formação de técnico agrícola e vínculos com a Assessoria Técnica, Social e Ambiental (ATES), há muitos anos. É diretor da Agroatins Carajás e tem atuado na Rede de ATER.
A intenção é que ocorra uma descentralização do SINTAG – PA para as regiões Sul e Sudeste Pará. Que se amplie o número de sindicalizados/as é possa ocorrer uma participação além da contribuição sindical. “Juntos, somos mais fortes”. Fortaleça sua profissão. Por exemplo: Itupiranga que tem mais de 150 técnicos/as deve brevemente criará sua Delegacia.
Os/as Técnicos/as Agrícolas cumpre papel indispensável na produção de alimentos para o abastecimento interno e exportações. “Semear a vida, essa é a verdadeira profissão os/as Técnicos/as Agrícolas”. A FENATA, a cada ano, presta uma justa homenagem através de prêmio para as personalidades políticas e Técnicos Agrícolas com atuação destacada. Em 2011 foi publicado um livro que conta a história de 100 anos desta importante profissão.
O SINTAG – PA tem sede em Belém é presidido por Marcio de Paulo Dias - Mãe do Rio, com filiação à Federação Nacional dos/as Técnicos/as Agrícolas (FENATA) e à Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB).

AGRICULTORES/AS E PARCEIROS PROMOVEM A I FEIRA DO ASSENTAMENTO BOA ESPERANÇA DO BURGO





 Exibindo Feira carro de boi.jpg


A partir da iniciativa e organização de estudantes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) do curso Licenciatura Plena em Educação do Campo no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), como parte de uma atividade de pesquisa desenvolvida na Escola Municipal de Ensino Fundamental (local), em parceria com os/as Agricultores/as Familiares, Associação dos/as Agricultores/as do Boa Esperança do Burgo (AABEB) e Secretaria Municipal de Educação (SEMED) foi promovida no sábado (3) a I Feira dos/as Agricultores/as Familiares do PA Boa Esperança do Burgo, que fica a 30 km da cidade de Marabá.
A equipe de organização da Feira: estudantes Carlene Oliveira, Deusina Laurinda e Gracilene Alves de Arruda (PA Grande Vitória), o diretor da Escola Boa Esperança do Burgo Celso José Modesto e a servidora Leidiana Silva, a professora Maria Célia Vieira da Silva e a da Faculdade de Educação do Campo da UNIFESSPA.
O Pibid é um programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) que tem por finalidade fomentar a iniciação à docência, contribuindo para o aperfeiçoamento da formação de docentes em nível superior e para a melhoria da qualidade da educação básica pública brasileira.
O objetivo da Feira contribuir no processo de comercialização e divulgação da produção dos/as agricultores familiares, assim como o incentivar a produção local. Foram comercializados: frutas, verduras, macaxeira, maracujá (fruta e polpa), milho verde, peixe (tambaqui), artesanato, bolos, salgados, doces, sucos naturais, óleo de babaçu e andiroba, mel de abelha.
Os vereadores de Marabá Pedrinho Correa e Ilker Moraes prestigiaram a Feira fazendo suas compras. Também visitaram o evento a engenheira agrônoma Lélia Jorge e o técnico em agropecuária Rick Mourão da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará), diretores do Sindicato dos/as Trabalhadores/as Rurais de Itupiranga (STTR). O presidente da Associação do Bairro Francisco Coelho Estanislau Cordeiro esteve presente e propôs uma possível parceria.
 A agricultora familiar, técnica em agropecuária pela EFA e atualmente cursando Licenciatura Plena em Educação do Campo, trabalha em uma propriedade familiar que fica no PA Grande Vitória, foi uma das pessoas da equipe de organização e avaliou “que a Feira foi um sucesso e que a sua realização poderá começar a se tornar eventualmente uma vez por mês até se tornar permanente. ”
Nos dias 20 a 22 de janeiro de 2017 será realizada a I Feira da Agricultura Familiar na Escola Família Agrícola (EFA), localizada no PA Grande Vitória km. 23 (sentido Itupiranga), município de Marabá.