sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Com PMDB, Não!!!!

NOTA À MILITÂNCIA DO PSOL - BELÉM
A campanha do PSOL e do companheiro Edmilson Rodrigues à prefeitura cresce e se fortalece com o apoio cada vez maior dos trabalhadores e do povo pobre de Belém.
Nesse segundo turno seguimos lutando pela mudança e contra o candidato Zenaldo Coutinho (PSDB) que representa a aplicação do ajuste fiscal do governo Temer (PMDB) em nossa cidade. Este ajuste, materializado na PEC da morte 241, que retira investimentos dos estados e municípios, tais como em educação e saúde; na MP 746 que prejudica ainda mais a qualidade do ensino médio; na reforma da previdência que levará à miséria milhares de trabalhadores que não mais terão acesso à aposentadoria.
Lutamos por um projeto que atenda as necessidades da maioria da população, carente de serviços públicos de qualidade e, ajudamos a construir desde o primeiro momento, um projeto que esteja em sintonia com os anseios da maioria da população verificados em cada local de trabalho, estudo e moradia. Essas propostas foram levadas ao companheiro Edmilson para governar Belém.
Por isso somos contrários às alianças com os partidos da ordem como o PDT, PV, etc. e somos críticos a manifestação de apoio dado à nossa candidatura pelo candidato derrotado do PMDB (Partido de Temer) professor Maneschy.
Consideramos um erro, aceitar o apoio e ainda tirar foto ao lado de Maneschy. E o mais grave, não ter feito o debate com a militância do PSOL, em especial com os professores e as categorias da Universidade Federal do Pará (UFPA) que acumulam uma experiência negativa de 7 anos com esse senhor na gestão da instituição.
Mesmo com essa opção política errada, seguiremos firmes na campanha do companheiro Edmilson, pois nessa disputa temos um lado. Não daremos nenhum passo atrás e não mediremos esforço militante para que o PSOL ganhe a prefeitura de Belém, pois com Edmilson à frente da prefeitura, nós de Luta Socialista (Tendência Interna do PSOL) e os trabalhadores de Belém saberemos como cobrar e fazer acontecer as mudanças que tanto necessita nossa cidade.
Só existe uma candidatura que pode fazer essas mudanças, e por isso será cobrada, que é a do companheiro Edmilson.
Defendemos a mais completa independência dos movimentos sociais, dos sindicatos e de toda organização política dos trabalhadores e do povo pobre frente aos governos. Sejam eles quais forem.
Diante do quadro político e das alianças estabelecidas, ao se concretizar a vitória do companheiro Edmilson, nós de Luta Socialista não comporemos cargos na prefeitura. Manteremos nossa coerência política e programática, de total independência, colocando-nos na linha de frente das mobilizações para garantir na luta os direitos sociais e trabalhistas que o povo pobre e trabalhador de Belém tanto precisam.
Belém-PA, 13 de outubro de 2016
Silvia Leticia – Executiva PSOL Belém e ex-candidata a vereadora
Douglas Diniz – Membro da Executiva Estadual do PSOL-PA
Luta Socialista – Tendência Interna do PSOL

Nenhum comentário: