sábado, 3 de setembro de 2016

Contra o jornalismo golpista!

 Joice Hasselmann foi denunciada pelo Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas do Paraná (Sindijor-PR) por 65 plágios de veículos como Gazeta do Povo, Bem Paraná e G1 escritos por 42 pessoas diferentes. O sindicato comprovou a cópia dos conteúdos e impediu, definitivamente, o ingresso da jornalista no quadro da entidade (leia aqui).



Nota de desagravo à Senadora Regina Sousa

Letramento não é sinônimo de educação. Cor não é sinônimo de superioridade. Respeito é atitude que se aprende na vida. Ética é postura que se adota e se aplica em qualquer situação.
A Senadora Regina Sousa, cujo histórico de dignidade, honradez, senso de justiça e de muito trabalho e luta em defesa de uma sociedade mais justa e menos preconceituosa e conservadora, foi alvo da agressão desvairada de uma senhora denominada Joice Hasselmann. A instruída jornalista é, coincidentemente, o estereótipo de tudo aquilo contra o qual a Senadora luta: preconceito, conservadorismo, ignorância, injustiça, desrespeito, falta de ética. Ética é, por sinal, um substantivo que não consta no dicionário da senhora Hasselmann, que ficou conhecida por plagiar reportagens de mais de 42 profissionais diferentes.
Não haveríamos de perder tempo com a performance de tal figura, se não fosse tão somente para manifestarmos todo o nosso respeito e apreço à Senadora Regina Sousa pela força, determinação, simplicidade, coragem e história da mulher, da trabalhadora, da liderança política que se forjou na luta contra as adversidades e aprendeu no caminhar o sentido mais profundo do que é ser superior.
Secretaria Nacional de Mulheres do PT

(Fonte: 247)

Nenhum comentário: