sexta-feira, 12 de agosto de 2016

IFPA: Paralisação geral dia 16


 Foto do perfil de Sinasefe IFPAETRBSINASEFE






Assembleia Geral realizada essa semana, no Auditório do IFPA - campus Belém, aprovou a adesão da categoria à paralisação nacional do dia 16 de agosto e a intensificação de ações de mobilizações contra o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/2016 e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/16, que representam o fim da carreira dos servidores públicos e dos serviços públicos para a população.
mesa da atividade foi composta pelos diretores sindicais Guaraci Soares, Rita Gil e Jefferson Lima, pela Assessora Jurídica Roberta Dantas, e pela 1° vice-presidente da Regional Norte II do ANDES-SN, Andréa Solimões, que aceitou o convite do Sindicato para explicar pormenores e complementar informações sobre projetos de lei que têm por objetivo interferir diretamente nos conteúdos abordados nas salas de aula, com base no "Programa Escola Sem Partido".
Segundo ela, são cerca de cinco projetos que pretendem cercear a autonomia pedagógica, a liberdade de expressão e pensamento nas escolas brasileiras. Um deles veda a discussão de gênero dentro das escolas e prevê pena de prisão para os professores que desrespeitarem a determinação. Outro cria um crime que só o professor pode cometer: o crime de assédio ideológico. "É o avanço de projetos conservadores que pretendem controlar e punir quem ousar expressar opiniões políticas, ideológicas e religiosas em sala de aula. Promovem alterações nos currículos para engessar o trabalho do docente e compromete o ensino dos estudantes, pois considera que eles não tem capacidade crítica", disse.

Entre as ações para barrar a aprovação dos PLs, Andréa informou que, no dia 03/08, representantes da Frente Nacional Escola sem Mordaça, da qual o ANDES-SN e o SINASEFE fazem parte, protocolaram uma carta no Ministério da Educação e outras três cartas no Congresso Nacional exigindo a realização de audiências públicas e debates sobre o tema, porque até agora há somente uma consulta virtual disponibilizada na página do Senado Federal. (Fonte: Sinasefe)

Nenhum comentário: