terça-feira, 16 de agosto de 2016

Eleições 2016: PSOL larga na frente!








PSOL vem com 13 candidatos a vereadores e candidatura própria a prefeito


Finalizamos a Série Eleições 2016: Coligações Proporcionais (Vereadores). Depois que for divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os registros (deferimentos e indeferimentos) das coligações e/ou partidos faremos as atualizações e complementações. O último partido a ser comentado é o PSOL que também vem sem coligações. O PSOL foi à primeira agremiação partidária de Marabá a ter os registros deferidos de seus militantes pelo sistema do (TSE). http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2016/divulgacao-de-candidaturas-e-contas-eleitorais



O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) nasce da dissidência política com o PT acredita no “Socialismo com democracia, como princípio estratégico na superação da ordem capitalista” no Pará é liderado pelo deputado federal Edmilson Rodrigues (que tem chances reais de voltar a prefeitura de Belém).

O PSOL, considerando a densidade eleitoral dos seus membros e os princípios do partido, em Marabá não faz coligações com o atual quadro político, pois seria desnecessário fazer aliança apenas de cunho eleitoral e arriscar a defesa de um amplo programa que prevê mudanças radicais para políticas públicas. Neste sentido, confiando em fazer o quociente partidário/coeficiente e conseguir eleger um vereador, o partido lança seus nomes e aguarda um bom debate em torno de ideias. Lembrando na eleição de 2012 foi de 5.269 votos para dar direito a uma vaga.


candidato a prefeito é Rigler da Costa Aragão
O candidato a prefeito é Rigler da Costa Aragão – professor da Universidade Federal do Sul de Sudeste do Pará (UNIFESSPA), é natural de Belém (PA), iniciou sua militância política na região no município de Parauapebas onde também foi professor. Nas eleições passada foi candidato a deputado federal e obteve 542 votos, tem como vice o advogado Elho Araújo, também do PSOL, que atuou como servidor público e fez grandes enfrentamentos com o vereador Coronel.

Em relação aos candidatos a vereador/a, é uma equipe olímpica de treze (13) atletas, alguns veteranos, outros estreantes no mundo da política. Abaixo a relação:

Georgetown Pinheiro (atuou como rodoviário na função de cobrador de ônibus, para vereador foi o mais votado em 2012 com 224 sufrágios e reeleito conselheiro tutelar com 690 votos, o segundo mais votado); Elitis Suzana (servidora pública municipal), Elizangela Dias (cozinheira); Emídio Nunes (moto-táxi e liderança dos Bairros: Folha 33 e Conjunto Vale do Tocantins), já foi candidato a vereador em 2012 e para deputado estadual em 2014 teve 615 votos); Hélio Silva (vigilante); Elismar Ribeiro “Lima Show” (servidor pública municipal); Naide Pacheco (esposa do candidato a prefeito Rigler, professora do ensino fundamental, atua com movimento de mulheres);

Otávio Barbosa (sociólogo, sindicalista com atuação no sindicato dos urbanitários é servidor da COSANPA, ainda no PT foi candidato em 1996 obteve 215 votos em 2000 chegou a 252 sufrágios, ainda foi candidato a federal em 2010, e na última eleição para vereador teve 122 eleitores/as); Profª. Joyce Rebelo (sindicalista com atuação o SINTEPP, foi candidata a vice prefeita em 2008); Professor Ricardo Fernandes (na juventude atuou nas lutas estudantis pela UNEMAR, motorista da UEPA e professor do ensino fundamental, para deputado estadual 86 votos, e é presidente do PSOL);  

Raimundo Gonçalves (comerciante no bairro Liberdade é sua segunda candidatura); Felix Urano Gama de Souza “Tibirica” (professor do ensino fundamental na área de artes, combativo companheiro em várias trincheiras sobretudo no SINTEPP nos anos 80 e 90, foi candidato a prefeito em 2008, mas tivera problema com a prestação de contas e os dados não aparece no site do TSE); Sebastião dos Santos “Xuxa Moto Taxi (atua no transporte alternativo de passageiro de onde origina seu apelido).
Pelo o histórico de votação do partido, só se ocorrer uma revelação milagrosa, a avaliação é que esta coligação não conquistará nenhuma vaga na Câmara Municipal de Marabá.

Na visão do sociólogo (doutorando em Antropologia Social na UFMG) Ribamar Ribeiro Júnior “O quadro eleitoral para prefeito de Marabá começa a ficar definido: O PSOL foi o primeiro partido a fazer convenção e registrar candidatura, tendo o professor Rigler Aragão e o advogado Elho Araújo como candidato a prefeito e vice. Os psolistas tem uma ampla estratégia para fazer o debate do programa de governo e mostrar que é necessário ter uma alternativa em Marabá. ” Neste sentido já está disponível as propostas do PSOL para o povo marabaense. Esse Programa foi formulado por meio de reuniões nas comunidades e sistematizado com a ajuda de professores das Faculdades de Geografia, Educação e outras da UNIFESSPA.


Vale ressaltar que o professor Ribamar Ribeiro Júnior não participa este ano do processo eleitoral porque está no doutorado em Belo Horizonte. Ele que é blogueiro http://ribamarribeirojunior.blogspot.com.br/ acompanha os bastidores pelas redes sociais e os meios de comunicação. A sua atuação profissional se dá no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFPA – Campus Rural de Marabá) e projeta para 2020 vim candidato a prefeito.




Nenhum comentário: