terça-feira, 5 de julho de 2016

Nota da UFRJ sobre a morte do estudante paraense

 A UFRJ está de luto. Estamos consternados com a morte de Diego Vieira
Machado, nosso estudante do curso de Português-Hebraico, da Faculdade
de Letras. Ele faria 31 anos no próximo mês, e saiu do Pará para
estudar no Rio. Sua vida foi perdida tristemente para uma violência que
não deverá passar impune. Recebemos a notícia no sábado à noite, e
desde então trabalhamos para dar amparo à sua família e amigos. A
cooperação de amigos de Diego também tem sido fundamental. O
sepultamento ocorrerá em Belém, no Pará, onde moram seus familiares,
e os procedimentos para o traslado do corpo estão sendo realizados pela
Reitoria.

 Também estamos cooperando de todas as formas possíveis com as
autoridades policiais para garantir que as investigações cheguem ao(s)
responsável(is) pelo crime hediondo. Na manhã de hoje, fizemos contato
com o secretário de Segurança do Estado do Rio em exercício, Roberto
Sá, e também pediremos uma audiência com o secretário José Mariano
Beltrame, objetivando celeridade nas investigações. A Cidade
Universitária da UFRJ tem monitoramento por câmeras, e esperamos que
as imagens cedidas contribuam para o trabalho da polícia. A reitoria
está apurando informações sobre mensagem de ódio endereçada a
estudantes com conteúdo LGBTfóbico e racista, e solicitará apoio da
Polícia Federal para identificação dos autores.

 Não podemos admitir que qualquer integrante da comunidade
universitária sinta-se sob ameaça. Indignada e entristecida, como os
rostos de todas e todos na UFRJ, a Reitoria declara, nesta
segunda-feira, luto por três dias, e reafirma o seu empenho para que o
rigor da lei seja aplicado ao caso.

 Roberto Leher
 Reitor da UFRJ

 Cidade Universitária, 4 de julho de 2016.

Nenhum comentário: