sexta-feira, 29 de julho de 2016

Fortalecer o Ensino Médio sem cursinhos!

 Enquanto não se fortalece o Ensino Médio com uma educação de qualidade para que todos possam acessar o ENEM com condições e sem a necessidade de "cursinhos", o Emancipa avança em Marabá como uma alternativa a negligência do Governo do Estado que não potencializa o Ensino Médio.


------------------

EMANCIPA EM MORADA NOVA
Emancipa Cursinho Popular, projeto de extensão da Unifesspa, vai promover aulões preparatórios para o Enem destinados a estudantes que moram nos bairros mais afastados do centro de Marabá. A ideia é descentralizar as atividades do Cursinho Popular, levando aulões interdisciplinares, gratuitos e de qualidade aos alunos dos bairros Morada Nova, São Felix, Conjunto Tiradentes e Liberdade/Paraíso. O projeto chamado "Emancipa nos Bairros" oferecerá aulões nas escolas dos bairros, abertos à comunidade.
O primeiro a ser contemplado pelo projeto é o bairro Morada Nova. Serão oferecidas 100 vagas e as aulas acontecerão todos os sábados do mês de agosto, das 14h às 18h, na Escola Gabriel Sales Pimenta. Para participar dos aulões, os interessados deverão fazer as inscrições na secretaria da Escola. O primeiro aulão será de Português, Literatura, Redação e Direitos Humanos. O segundo, com aulas de Matemática e Física. No terceiro, serão contempladas as disciplinas História, Geografia, Sociologia e Filosofia. O último aulão será de Química e Biologia.
Sobre o Emancipa - Emancipa é um cursinho popular preparatório para o ENEM. Atualmente conta com 14 bolsistas da Unifesspa e atende cerca de 200 alunos oriundos da escola pública. As aulas do cursinho acontecem aos sábados e domingos na Unidade I, do Campus de Marabá (Folha 31). O projeto Emancipa Marabá, iniciado em 2012, já obteve importantes resultados, com a aprovação de diversos alunos nos cursos da Unifesspa e de outras instituições de ensino superior no Pará.
“Com esse projeto, o investimento que a sociedade faz em nossa formação tem retornado sob a forma de políticas públicas, voltadas para a democratização do acesso à universidade e superação das barreiras geográficas”, destacou o estudante do curso de Direito da Unifesspa e professor do Cursinho, Andrei Cesário de Lima Albuquerque.
O Cursinho Popular, coordenado pelo professor da Unifesspa Rigler Aragão, pretende criar um modelo de trabalho, com conteúdo autoral e direcionado à preparação para o ENEM, que poderá ser replicado em diversas escolas nas zonas urbana e rural de Marabá, contribuindo, assim, para a democratização do acesso à universidade pública.
(Fonte: Unifesspa.edu.br)

Nenhum comentário: