quinta-feira, 3 de março de 2016

Sintepp emite nota de apoio a vereadores


NOTA DE ESCLARECIMENTO


Sintepp – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará, vem a público informar que os Trabalhadores em Educação alcançaram uma grande vitória hoje na Câmara Municipal de Vereadores. Com a força da categoria e o apoio de alunos e pais, obtivemos a SUSTAÇÃO do Decreto do Prefeito João Salame, suspendendo a retirada de direitos dos servidores via Decreto, conforme arquitetado pelo Prefeito de Marabá.
O Prefeito enviou ofício a Coordenação do Sintepp de Marabá propondo pontos para a suspensão da greve. O referido documento não traz nenhuma novidade concreta, mas apenas promessas e mais promessas que não convencem mais a nossa categoria.
Diante disso, informamos que a Coordenação do Sintepp defenderá a manutenção da Greve até que o Governo apresente uma proposta concreta de cumprimento de todas as nossas pautas e que essas propostas sejam homologadas pela categoria em Assembleia Geral.   
Esclarecemos ainda que não aceitaremos nenhuma reunião fora dos espaços públicos, e recomendamos que todas as negociações sejam realizadas na Câmara Municipal de Marabá, com a participação da equipe de negociação do Sintepp, conforme aprovada pela categoria, sendo 02 (dois) servidores da base, 02 (dois) da Coordenação do Sintepp e 02 (dois) da Comissão Ampliada.

Marabá-PA, 01 de março de 2016.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Contraponto:

Dos 12 vereadores que aparecem na foto do cartaz do Sintepp, 5 deles fazem parte da bancada governista. Isso rendeu ao prefeito uma extrema dor, não de cotovelo, mais de traição! E teve fortes consequências imediatas: Muita dor!!! Só em pensar que dos 5 vereadores governistas, dois são de seu partido o PROS, o prefeito ficou muito dolorido. Vejamos: Leodato e Edvaldo Santos ambos do PROS, votando contra o prefeito; Irismar (PR), Toinha (PT) e Gerson (PTN) também governistas desde a posse. O que nos surpreende, é o fato dos 7 vereadores oposicionistas na posse e depois apenas vanda se mantenve firme, é se manifestar agora com veemência contra o desgoverno João.  Por outro lado, o vice prefeito tá muito caladinho, pois ainda resta uma esperança de que o caos tome de conta e seu filho seja o candidato a prefeito.

Nenhum comentário: