terça-feira, 22 de março de 2016

Dia Mundial da Água I

No dia mundial da água, o rio Itacaiúnas continua sendo poluído, dessa vez pela subsidiária da Vale

Mais uma notícia bombástica, sobre a poluição do rio itacaiunas, conforme matéria abaixo do Jornal Correio. O MPF ja ajuizou ações contra a empresa poulidora do rio.

Salobo derrama nitrato de amônio em Marabá
22/03/2016 - 08:35
Subsidiária da Vale comete poluição química em córregos e rios de Marabá, segundo denúncia do MPF
A Justiça Federal abriu dois processos contra a Salobo Metais, projeto de mineração de cobre da mineradora Vale, em Marabá, no sudeste do Pará. O Ministério Público Federal (MPF) acusa a Salobo de crime ambiental por poluir e desmatar ilegalmente áreas de floresta. A Vale informou, por meio de nota, que ainda não foi notificada e por isso prefere não comentar o caso.
O MPF que ajuizou as ações no último mês de janeiro, teve oficialmente acesso à informação sobre o recebimento das denúncias na última sexta-feira (18).
As ações relatam danos provocados à Floresta Nacional do Tapirapé-Aquiri, localizada em Marabá, São Félix do Xingu e Parauapebas. Segundo MPF, as irregularidades foram praticadas por empregados da Salobo e detectadas por agentes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), chefiado pelo marabaense André Luís Macedo Vieira.
A instituição ainda relata que para reduzir a poluição provocada, os fiscais chegaram a improvisar barreiras de contenção em um córrego para evitar maior contaminação com o nitrato de amônio.  MATÉRIA COMPLETA AQUI


Ano passado o rio Itacaiunas foi palco de notícias por causa da poluição descoberta e denunciada, veja as duas matérias abaixo:

JBS brinca de esconder efluentes no Itacaíúnas
13/10/2015 - 08:16
Menos de uma semana depois de mulher denunciar lançamento de efluentes, empresa faz mágica para minimizar polêmica
Parece passe de mágica, mas não é. A JBS (frigorífico ou curtume) não se sabe ao certo, tentou esta semana amenizar a polêmica estabelecida pela caiaqueira Vivian Barros, que postou fotos em uma rede social de uma tubulação que despejava efluente negro e fétido no Rio Itacaiúnas. Mas de nada adiantou.
Inicialmente, nem a própria Vivian tinha certeza que a tubulação era oriunda do frigorífico ou de seu irmão gêmeo curtume e por isso não colocou o nome da empresa. Todavia, durante o último domingo, uma equipe do Jornal CORREIO com a TV CORREIO seguiu o rastro do odor e do efluente negro para certificar-se de que a fonte dos resíduos são, de fato, os super-gêmeos.

LEIA MAIS AQUI


Grupo JBS/Friboi polui rio Itacaiúnas, em Marabá, com seus resíduos. O Pará está ferrado


O jornal Correio, de Marabá, investigou e ratifica, com foto, a denúncia.
Parece passe de mágica, mas não é. A JBS (frigorífico ou curtume) não se sabe ao certo, tentou esta semana amenizar a polêmica estabelecida pela caiaqueira Vivian Barros, que postou fotos em uma rede social de uma tubulação que despejava efluente negro e fétido no Rio Itacaiúnas. Mas de nada adiantou. LEIA MAIS AQUI

Nenhum comentário: