terça-feira, 22 de março de 2016

Coxinha I


O Tipo Ideal de Max Weber
                                                                                            Por Cristiano das Neves Bodart

Um termo muito usado recentemente nos ajuda a compreender o conceito de Tipo Ideal, de Max Weber*. Trata-se do termo "Coxinha". 

Quando adjetivamos alguém de "Coxinha" estamos pensando em um conjunto de  características que os compõem, uma espécie de modelo padronizado, ainda quem ninguém possua todas essas características (voltaremos depois ao "Coxinha").

De acordo com Weber, para que o sociólogo possa analisar uma dada situação social, principalmente quando se trata de generalizações, torna-se necessário criar um "TIPO IDEAL", que será um instrumento que orientará a investigação e a ação do ator, como uma espécie de modelo ou tipo.

 "Um conceito ideal é normalmente uma simplificação e generalização da realidade. Partindo desse modelo, é possível analisar diversos fatos reais como desvios do ideal: Tais construções […] permitem-nos ver se, em traços particulares ou em seu caráter total, os fenômenos se aproximam de uma de nossas construções, determinar o grau de aproximação do fenômeno histórico e o tipo construído teoricamente. Sob esse aspecto, a construção é simplesmente um recurso técnico que facilita uma disposição e terminologia mais lúcidas" (WEBER, apud BARBOSA; QUINTANEIRO, 2002, p.113).

O tipo ideal refere-se a uma construção mental da realidade, onde o pesquisador seleciona um certo número de característica do objeto em estudo, a fim de, construir um "todo tangível", ou seja, um TIPO. Esse tipo será muito útil para classificar os objetos de estudo. Por exemplo, quando pensamos no "coxinha" temos em mente um conjunto de características em nossa mente dando origem a um todo idealizado (o Tipo Ideal).
 
O objetivo de Weber, ao utilizar o recurso "Tipo Ideal", não é de esgotar todas possibilidades das interpretações da realidade empírica, apenas criar um instrumento teórico analítico. Exemplos de tipo ideal são o "homem cordial", em Sérgio Buarque de Holanda, e o "Coxinha". 


"Um constructo de tipo ideal cumpre duas funções básicas: i) fornece um caso limitativo com o qual os fenômenos concretos podem ser contrastados; um conceito inequívoco que facilita a classificação e a comparação; ii) assim, serve de esquema para generalizações de tipo (...) que, por sua vez, servem ao objetivo final da análise do tipo ideal: a explicação causal dos acontecimentos históricos "(MONTEIRO; CARDOSO, 2002, p. 14).

O conceito de Coxinha se enquadra como um tipo ideal, algo muito próximo ao estereótipo, porém com objetivos analíticos e características mais próximas do real quanto possível. 

Por meio da música "Classe Média, de Max Gonzaga, é possível identificarmos características que supostamente seria de um "Coxinha".
 
obs: 
É importante destacar que Max Weber nunca tratou o conceito de coxinha e certamente usaria outros exemplos para destacar o que seria Tipo Ideal, sobretudo por questões de posicionamentos ideológicos, ainda que ele defendesse a neutralidade científica (coisa que os coxinhas ainda acreditam rsrs

Nenhum comentário: