sábado, 9 de janeiro de 2016

Dica de leitura: Barbante Grosso


Conhece BARBANTE GROSSO,livro da peça teatral em 7 atos,286 páginas? Por favor, veja ,leia e opine...se puder...Agradeço a sua atenção e gentileza......,e desde já peço desculpas caso considere um incômodo...Ótimo dia! 

Cena 1 Na entrada de uma favela do Rio de Janeiro.

Há uma grande movimentação de pessoas ...Um vendedor de água, com muita dificuldade, carrega duas latas de 18 litros penduradas nos ombros. Um idoso caminha equilibrando um tabuleiro com cocadas na cabeça e grita “Cocada preta,branca, quem vai?”. Crianças chutam frutas estragadas no chão...Algumas pessoas bebem cervejas em bares...Um homem de meia -idade, sem os dentes da frente, tenta palitar os detrás. Um jovem rapaz, vestido com o uniforme do Colégio Pedro II, carrega uma mochila nos ombros e vários livros nas mãos. Um senhor passa com uma enxada nas costas...Camelôs vendem CDs e DVDs piratas. Uma senhora, com cabelos bem longos, caminha com uma Bíblia na mão. Crianças correm atrás de dois bodes, enquanto uma mulher lhes grita: ”Eu vou matar vocês, quando chegar em casa, seus filhos da puta!”. Carros novos e velhos estão parados em frente aos estabelecimentos comerciais(lojas de sapatos,farmácias,sorveteria,bares...). Barraqueiros vendem frutas, ferramentas, e produtos do nordeste; outras pessoas vendem produtos usados que estão espalhados no chão...Em algumas paredes das casas e lojas observa-se dizeres como: “ É nóis na fita e Deus no DVD”; ”Segue em frenti ,o bar dos côrno é logo ali”; ” Se Deus é déis, o diabo nunca vai ser omze”; ”O comando aqui é de Deus, tá ligado?” ; ”Não roba ,os poderoso não quer concorrente”; “Puta que o pariu, a copa é no Brasil”. 

Perto de uma pastelaria, escondidos atrás de um carro, viciados(as) em crack e outras drogas, de diferentes idades, dormem em um chão cheio de cocô e xixi . Todos estão muito sujos. O mau cheiro é intenso. Um jovem negro está sem uma perna. Uma jovem grávida, usando um shortinho e um sutiã, se acorda e começa a tossir e a cuspir; posteriormente, pega uma garrafa plástica com cola, que está sobre um caixote, e começa a cheirar. Escuta-se o barulho de um alto falante anunciando: “Pamonhas quentinhas, macias, gostosinhas, feitas do puro milho verde. Pamonhas.”. Vários “olheiros” do tráfico observam a movimentação da favela, enquanto ocorre o comércio de drogas...





DUARTE,Esperidião. Barbante Grosso. Rio de Janeiro: Litteris Ed: Quártica Premium,2012.

Nenhum comentário: