quarta-feira, 27 de maio de 2015

Se falta água, chame o Exercíto

EXÉRCITO SIMULA OCUPAR A SABESP EM CASO DE CRISE SOCIAL
Operação militar feita sem aviso prévio acrescenta componente dramático à falta d’água na maior metrópole do país. Comunicado do exército fala em “preservação da ordem pública”
Por María Martín, no El País Brasil
O Exército brasileiro ocupou na manhã desta quarta-feira (27) as dependências da Sabesp, no bairro de Pinheiros, na zona Oeste de São Paulo. Cerca de 70 militares armados estudam o perímetro e o interior do recinto "para uma eventual necessidade de ocupação, em caso de crise", segundo o comunicado interno enviado pela companhia aos seus funcionários. O conceito de "crise" não foi esclarecido pela Sabesp, mas funcionários explicaram a este jornal que é conhecido e comentado o temor por possíveis revoltas populares ou tentativas de invasão no local, se a crise hídrica que enfrenta São Paulo se agravar ainda neste ano. O Exército considera esta operação no contexto de segurança nacional e qualifica a sede da Sabesp como "área estratégica".

Nenhum comentário: