quarta-feira, 29 de abril de 2015

UFPA terá dois novos doutorados em 2015

Ciência da Computação e Saúde Animal na Amazônia são os dois novos cursos de doutorado da UFPA. Os cursos foram aprovados pelo Conselho Técnico Científico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última semana de março e começam a funcionar ainda em 2015. Com a aprovação dos novos cursos, a UFPA expande a sua capacidade de formação de doutores em áreas que têm relação direta com o desenvolvimento regional e avança na interiorização da pesquisa e da pós-graduação, contribuindo para a consolidação dos programas de pós-graduação, bem como gerando novas oportunidades de cooperação com centros de pesquisa de outras regiões do País e de países estrangeiros.
Ciência da Computação - O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC/UFPA), agora, com mestrado e doutorado, oferece duas áreas de concentração, Sistemas de Computação e Sistemas de Informação. O curso de doutorado da UFPA será o primeiro do Estado do Pará e o segundo de toda a Amazônia Legal na área. Quatro linhas de pesquisa são vinculadas às áreas: Engenharia de Software Gestão da Informação, Inteligência Computacional e Redes de Comunicação. Segundo o coordenador do PPGCC, professor Jefferson Magalhães, “a meta norteadora é a formação de recursos humanos com qualificação pós-graduada na área para atender a crescente demanda por estes profissionais no Brasil e, em particular, na Amazônia.”
Além disso, o novo curso tem como objetivo desenvolver pesquisas que contribuam para o avanço científico e tecnológico do País, ampliando o polo de pesquisa em Ciência da Computação na UFPA, no Estado do Pará e na Região Norte; aumentar em qualidade e em número a produção científica e tecnológica da UFPA em computação; proporcionar melhoria contínua na ampliação de área física, modernização de infraestrutura computacional, aquisição de equipamentos e softwares para implantação dos laboratórios de pesquisa, além do aumento do acervo bibliográfico da UFPA; e estabelecer redes de pesquisas nacionais e internacionais (com empresas do setor público e privado, assim como outras universidades), criando, assim, ambientes para formação continuada de novas competências em pesquisa.
A previsão é lançar o edital do curso ainda no 1º semestre de 2015, para início das aulas no 2º semestre. Serão ofertadas dez vagas. A expectativa é poder atender tanto os egressos da graduação e do mestrado já existentes na UFPA nesta área, além de outras demandas. Saiba mais sobre as linhas de pesquisa e áreas de concentração do PPGCC, aqui
Saúde Animal – O Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal na Amazônia (PPGSAAM/UFPA), sediado em Castanhal, também passará a contar com mestrado e doutorado. A área de concentração será em Saúde Animal, com duas linhas de pesquisa: Processo de Saúde-Doença em Animais e Saúde Pública e Segurança Alimentar. Para a coordenadora do PPGSAAM, professora Talita Roos, a criação do curso de doutorado “contribuirá para encontrar soluções para os diversos problemas em saúde animal e em saúde pública na região, dando continuidade às atividades do curso de mestrado, permitindo também a ampliação das atividades de intercâmbio e uma maior internacionalização do programa, principalmente mediante a realização de doutorados sanduíches e o desenvolvimento de pesquisas interinstitucionais.”
A expectativa é também que o curso possa contribuir para solucionar um dos principais problemas que enfrentam hoje as instituições de ensino e/ou pesquisa nesta região, que é a fixação de pesquisadores pós-graduados em seus locais de origem. O curso recém-criado também será o segundo da Região Norte do país, nesta área. “Dentro de uma visão moderna da atuação da Medicina Veterinária, como agente modificador e catalisador de transformações da sociedade, o referido programa tem na sua proposta preocupação especial com a abordagem de problemas regionais, incluindo a adequação dos sistemas de produção da região com a questão ambiental, a sanidade de animais domésticos e silvestres e a saúde pública”, complementa a professora Talita.
Embora prazos e número de vagas ainda não tenham sido estabelecidos pelo colegiado do Programa em Saúde Animal, a previsão é que a primeira seleção ocorra após o mês de maio deste ano, com o ingresso de até dez discentes, que iniciarão suas atividades científicas a partir do segundo semestre letivo de 2015. Para mais informações, clique aqui.
Texto: Jéssica Souza – Assessoria de Comunicação da UFPA
FOtos: Reprodução / Google

Nenhum comentário: