terça-feira, 7 de abril de 2015

Senador Romário quer tipificar crime de apologia a violência em músicas

Assunto muito sério, galera!
Recebi a música de dupla sertaneja que me deixou indignado. A letra narra uma história muito comum, infelizmente, mas que é crime: a pornografia de vingança. Inconformado com algumas atitudes de uma garota, um cara ameaça se vingar publicando na internet uma cena de sexo dos dois. O clipe do vídeo tem milhares de visualizações nas redes sociais da dupla.
O refrão da música diz: “Eu vou jogar na internet. Nem que você me processe. Eu quero ver a sua cara quando alguém te mostrar. Quero ver você dizer que não me conhece”. E como se não bastasse, o vídeo ensina a fazer uma gravação escondido, em uma espécie de emboscada para a vítima.
Isso é apologia ao crime. Hoje esses atos covardes são enquadrados em difamação e injúria, que têm pena relativamente branda. Por isso apresentei um projeto de lei (PLS 63/2015) que tipifica como crime o ato de divulgar fotos e vídeos íntimos sem a autorização da vítima. O acusado poderá pegar pena de até três anos de detenção, além de ser obrigado a indenizar a vítima por todas as despesas decorrentes de mudança de domicílio, de instituição de ensino, tratamentos médicos e psicológicos e perda de emprego.
Isso não é brincadeira. As consequências para as vítimas são gravíssimas. A integridade física, moral e psicológica das vítimas são abaladas depois de terem a vida íntima exposta desta forma.
Não podemos ficar calados diante de cri

Nenhum comentário: