quarta-feira, 19 de março de 2014

Ação de servidor contra prefeitura

A demissão do servidor Elho Araújo da Prefeitura de Marabá motivada por perseguição política, vai agora par ajustiça comum.




AÇÃO ORDINÁRIA DE ANULAÇÃO DE ATO ADMINISTRATIVO C/C PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA/INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS em desfavor do MUNICÍPIO DE MARABÁ, será acionada pelo servidor demitido para provar de que sua demissão foi motivada por perseguição política do atual vereador Coronel Araújo (PROS).
Uma vasta documentação provará que o estopim foi quando o então servidor  e estudante de direito Elho Araújo reivindicava melhoria no ambiente de trabalho. Mais o coronel então Diretor do DMTU não teria gostado e partiu par ao ataque.
  Segundo o documento "Vale relatar que além do requerente outros dois  servidores foram perseguidos pelo senhor Antônio Ferreira de Araújo, conforme  documentos em anexo (docs. 27, 28, 29, 30 e 31). O servidor Moacir Silva de Sousa foi removido do DMTU para a SEMAD por conta de discordar de Antônio Ferreira de Araújo na sua primeira reunião como Diretor do DMTU, ainda em 2007. Em 2012, após ser eleito vereador e antes de tomar posse Antônio Ferreira de Araújo suspendeu Thalys Rios Aguiar, sem direito a defesa, por enviar mensagem de celular aos colegas de trabalho com conteúdo que Antônio Ferreira de Araújo discordava, é isso mesmo, absurdo."
 

Nenhum comentário: