quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Emater em Marabá atende agricultores com curso de agente vacinador





 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Agricultores clientes da reforma agrária, assentados nos Projetos de Assentamentos (PAs), Tocantins, Piquiá, Sereno, Lajedo e Talismã, participam até no próximo dia 28, de um curso de agente vacinador contra brucelose bovina. A programação que já teve início, contempla 100 famílias e acontece por iniciativa da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), atendendo objetivos da chamada pública 001/2011, que contempla mais de mil famílias na região, com trabalhos de assistência técnica e extensão rural.

O curso é trabalhado em teoria e prática, destacando os cuidados com a vacina, forma correta de contenção dos animais, aplicação e procedimentos para o cadastramento do vacinador junto a Agencia de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará). Os alunos também recebem a informação sobre os malefícios da brucelose, doença que contamina o animal, causa infertilidade e aborto no terço final de gestação no caso de fêmeas. A zoonose também traz prejuízos a saúde do homem.

Segundo Weberson Rocha, técnico da Emater, a proposta do curso nasceu a partir da necessidade de orientar os agricultores familiares sobre os corretores procedimentos de prevenção da brucelose. Hoje a vacina contra a brucelose é obrigatória e a finalidade é erradicar a doença que traz grandes prejuízos econômicos a pecuária nacional. O animal contaminado com a zoonose precisa ser descartado. Durante o curso os alunos são capacitados a identificar os sintomas da doença no animal, como repetição de cio e apresentação de orquite (inchaço nos testículos) “Por meio do leite, da carne mal passada a doença também é transmitida. É importante detectar os sintomas”,disse o técnico.

Ao final do curso o agricultor está apto a vacinar o rebanho de forma segura. Cada aluno recebe um certificado, o que o torna apto a ser um agente multiplicador da prática da vacinação. Os cursos são ministrados pelos médicos veterinários da Emater, Cássio Rafael Vasconcelos e José Luis Gomes.

Texto: Iolanda Lopes ASCOM/EMATER
 

Nenhum comentário: