quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A historiadora e ex-deputada Araceli Lemos será a candidata do PSOL ao governo do Pará


Randolfe Rodrigues e Araceli lemos, pré-candidatos aos governos do Pará e do Brasil.
Randolfe Rodrigues e Araceli lemos, pré-candidatos aos governos do Brasil e do Pará.
A historiadora e ex-deputada Araceli Lemos, será a candidata do PSOL ao governo do Pará segundo fontes seguras de dirigentes do partido, embora a decisão ainda não tenha sido formalizada pela direção estadual da legenda.
Araceli foi apresentada no 4º Congressso dos psolistas paraenses realizado no final de outubro. A historiadora conta com o apoio da maioria dos membros da nova direção e integra o campo Unidade Socialista, que reúne no Pará e no Brasil as mais expressivas lideranças do partido, entre elas, a do senador randolfe Rodrigues, pré-candidato à presidência da República, por decisão do 4º Congresso Nacional da legenda, ocorrida entre os dia 29 e 1 de dezembro.
Os psolistas também pretendem ampliar a sua bancada estadual na Assembléia Legislativa que hoje conta apenas com um parlamentar, o deputado Edmilson Rodrigues, o mais votado deputado da história do Pará, e eleger sua primeira bancada federal em 2014.
Na avaliação dos dirigentes, a ex-deputada é um dos nomes mais expressivos da esquerda socialista paraense. Araceli é professora, ex-coordenadora estadual do SINTEPP e da antiga Intersindical dos Servidores Públicos do Estado. Entre os anos de 1998 e 2006, foi considerada a melhor deputada estadual pelo Observatório da Cidadania, do Fórum da Amazônia Oriental (FAOR), reconhecimento à sua ação em defesa da infância, da educação e dos direitos humanos.
Araceli tem criticado o atual governo tucano, que segundo ela, é responsável pelo aprofundamento dos vergonhosos Índices de Desenvolvimento Humano, em todas as áreas – saúde, educação, segurança, pobreza e desigualdade social, e o atual modelo político e econômico.
A formalização de sua candidatura deverá ser feita pela nova direção estadual do partido eleita em seu Congresso recente

Nenhum comentário: