domingo, 17 de novembro de 2013

Eles não são presos políticos!

Não adianta o PT espernear dizendo que seus filhotes são presos políticos.



Relembre agora a quantos anos de prisão foram condenados cada um dos mensaleiros:
Cristiano Paz: ex-sócio de Marcos Valério foi condenado a 25 anos, 11 meses e 20 dias de prisão em regime fechado por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro.

Delúbio Soares: ex-tesoureiro do PT pegou 8 anos e 11 meses de detenção por formação de quadrilha e corrupção ativa.

Henrique Pizzolato: ex-diretor do Banco do Brasil pegou 12 anos e 7 meses de prisão porformação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro.

Jacinto Lamas: ex-tesoureiro do extinto PL (atual PR) pegou cinco anos em regime semiaberto por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

José Dirceu: ex-ministro da Casa Civil, considerado o chefe do esquema, foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão por formação de quadrilha e corrupção ativa.

José Genoino: ex-presidente do PT e deputado licenciado (PT-SP) foi condenado a seis anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto por formação de quadrilha e corrupção ativa.

José Roberto Salgado: ex-dirigente do Banco Rural foi condenado a 16 anos e 8 meses de prisão por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas.

Kátia Rabello: ex-presidente do Banco Rural, responsável pelos empréstimos fraudulentos ao esquema, pegou 16 anos e 8 meses de prisão e não tem direito a sair da cadeia. Foi condenada por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas.

Marcos Valério: o publicitário, apontado como operador do esquema do mensalão, pegou 40 anos, 4 meses e 6 dias de cadeia e vai cumprir a pena em regime fechado. Valério foi condenado por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Ramon Hollerbach: ex-sócio de Marcos Valério pegou 29 anos, 7 meses e 20 dias de prisão por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Romeu Queiroz: ex-deputado federal pelo PTB foi condenado a 6 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Simone Vasconcelos: ex-funcionária de Marcos Valério foi condenada a  12 anos, 7 meses e 20 dias de prisão em regime fechado por formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas
fonte UOL

Um comentário:

Anônimo disse...

Eles são apenas POLÍTICOS PRESOS que chegam de terno e gravata em carros de luxo.