sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Bida pega 30 anos em novo julgamento

"A Justiça do Pará condenou, no fim da noite de ontem (19), o fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, a 30 anos de prisão, inicialmente em regime fechado, pela morte da missionária Dorothy Stang, na qualidade de coautor e mandante do crime. O julgamento, o quarto realizado após recursos dos advogados, durou mais de 14 horas. A sentença foi lida pelo juiz Raimundo Moisés Alves Flexa"

Nenhum comentário: