quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Região Metropolitana com Parauapebas como referência


O deputado estadual Milton Zimmer  apresentou nesta terça- feira (20), na Assembleia Legislativa, projeto de lei instituindo a Região Metropolitana de Carajás. Ao todo quatro municípios serão incluídos na região de abrangência: Parauapebas, Eldorado dos Carajás, Canaã e Curionópolis. Por ser a maior cidade e com melhor infraestrutura da área de influência, Parauapebas será a principal referência.    

A região é composta por grandes jazidas de minérios de espécies variadas  como ferro, manganês, ouro, cobre e  bauxita, riquezas que contribuem para a arrecadação de  royalties milionários.  

Só a cidade de Parauapebas possui um Produto Interno Bruto (PIB) de 2,1 bilhões de dólares, configurando-se como o segundo maior do Pará.

Em sua justificativa, Zimmer destaca que mesmo diante de tanta riqueza os cerca de 300 mil habitantes ainda sofrem com a falta de políticas de reordenamento urbano, transporte, estradas, segurança, educação, saúde, saneamento, geração de emprego e renda, além da ausência efetiva do Estado.

“ Criar a Região Metropolitana de Carajás significa possibilitar condições para um debate regionalizado e realizar uma gestão integrada, alinhada aos interesses e necessidades comuns”, disse, completando que nesse modelo será necessário envolver as prefeituras, empresas mineradoras e sociedade civil organizada para um planejamento futuro de desenvolvimento socioeconômico.          

Para o parlamentar, a riqueza extraída do solo e comercializada para o exterior deve ser revertida em benefícios para a população.    “Temos que  exigir parte dos valores dos recursos arrecadados por meio da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) e garantir investimentos concretos no melhoramento de infraestrutura, desenvolvimento sustentável e qualidade de vida das comunidades”, finaliza.  
Vantagens

A criação de uma Região Metropolitana possibilita grandes vantagens para a sociedade nela inserida. Dentre elas destacam-se: o planejamento organizado do território, visando atender as necessidades comuns; a implantação de projetos técnicos unificados para a região; aumenta a representação conjunta de força política, garantindo maior participação em projetos do governo federal como “Luz para Todos”, “Minha Casa, Minha Vida;  gestão integrada de políticas, parcerias e sistemas para atender áreas de segurança, educação, saúde, comércio, agricultura, meio ambiente, entre outros.   
Por Mara Mara Barcellos (assessoria de imprensa)

Nenhum comentário: