terça-feira, 9 de julho de 2013

Trabalhadores consolida vitória

Com apoio da UGT PARÁ, FETRACOM-PA/AP e SINTCVAPA, trabalhadores de supermercados conseguem reduzir a jornada de trabalho e aumentar o vale alimentação
Depois de cinco horas de negociação entre patrões e empregados das principais redes de supermercado de Belém, chegou ao fim, na tarde de quinta-feira passada, a greve dos funcionários dos supermercados Formosa, Nazaré, Yamada, Amazônia e Cidade. O movimento havia começado com os funcionários dos Supermercados Líder, que fizeram acordo na quarta-feira à tarde, mediado pelo Ministério Público do Trabalho, ocasião em que conseguiram que não fossem descontados os dias paralisados e a jornada de trabalho ficasse direta em 7 horas, além do pagamento do ticket alimentação.
O segundo acordo que encerrou a greve dos trabalhadores nos demais supermercados foi feito na sede da Associação dos Supermercadistas do Estado do Pará – ASPAS, no bairro de São Braz, onde se encontravam centenas de trabalhadores fazendo pressão para que as mesmas cláusulas aceitas pelo Líder foram estendidas às outras redes supermercadistas.
Segundo Alcenor Pantoja Correa, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Varejista e Atacadista de Gêneros Alimentícios e Similares do Pará (Sintcvapa), todas as reivindicações dos funcionários foram atendidas. “Graças a Deus esse impasse chegou ao fim. A pauta de reivindicação dos funcionários foi atendida e a nossa vitória hoje foi ainda melhor”, explica Alcenor, ressaltando o apoio inconteste da Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviço dos Estados do Pará e Amapá – FETRACOM-PA/AP e da União Geral dos Trabalhadores – UGT PARÁ, na pessoa de seu presidente, o sindicalista Zé Francisco, que foi elogiado a nível nacional por sua forma de negociar de forma a conseguir a vitória que todos os trabalhadores ansiavam.
Alcenor acrescentou ainda que os supermercados aceitaram fixar a carga horária de trabalho em 7 horas diárias, com intervalo de 30 minutos, e o pagamento do vale alimentação mensal no valor de R$ 182. Esse acordo independe da convenção coletiva de trabalho que já havia sido assinada com data retroativa a 1º de março, que é a data-base da categoria dos trabalhadores em supermercados no Estado do Pará.
A partir das 7h da sexta-feira passada, (5), todos os supermercados voltaram a funcionar normalmente, oportunidade em que a cidade voltou a ter o reabastecimento normalizado, principalmente nesta fase em que estamos nas férias de julho, quando o paraense se desloca para as praias do interior do Estado.
 

Nenhum comentário: