segunda-feira, 15 de julho de 2013

MATEUS, cadê os direitos dos trabalhadores?

Trabalhadores do Grupo Mateus em Marabá fazem greve justa por reivindicações de melhorias de condições de vida.
 
 Mix Mateus(revendedor no atacado que fica na cidade nova) e mais duas filiais do Mateus, que ficam no Maranhão também estão de greve. é importante que os trabalhadores unifiquem a luta.
pra não deixar que nenhum trabalhador fosse para o trabalho hoje, os funcionários que estão de greve trancaram os portões de acesso com correntes e ninguém entra até que os representantes do Mateus negocie.

A pauta de reivindicação, expõe não só a causa da greve dos trabalhadores, mas expoe que são super explorados e possuem direitos previstos em lei que lhe são negados.

... Pauta de reivindicações dos funcionários do grupo Mateus em Marabá

- Aumento de salário (o salário é péssimo e em alguns casos os patrões desrespeitam as leis trabalhistas veja:
Operador de caixa - 735,00 na carteira, e com desconto fica em torno de 600,00.
Embalador - 650,00 na carteira - (muito menor que o salário mínimo que é de 678,00) com desconto fica 500,00 e as vezes chega 400,00 segundo alguns relatos.
Auxiliar de limpeza - 645,00 (também muito menor que o mínimo) - com desconto fica 550,00.

os descontos também são abusivos, pois além de descontar a previdência, segundo relatos, eles descontam o VT card, mesmo sem o trabalhador pegar ônibus ou utiliza-lo, descontam o sindicato mesmo sem as pessoas terem ido se filiar, e no caso das mulheres descontam o salário maternidade mas não repassam.

me diz se não é pra ficar muito indignado com isso?

outras pautas:

- Pagamento de horas extras - o supermercado não paga horas extras a ninguém, mas quer que o trabalhador fique até mais tarde. (quem frequenta o Mateus sabe que ele funciona até meia noite).

- Diminuição da jornada de trabalho

- Plano de saúde - (os funcionários não tem esse beneficio)

- Vale - Alimentação (os funcionários não possuem esse beneficio)

é revoltante ouvir relatos, que não vou colocar aqui mas que ouvi, de assédio moral, maus tratos com os funcionários e até de agressão cometida por um gerente.

Agora diante disso eu me pergunto, cadê o ministério do Trabalho?
Porque não cumpre o seu papel de fiscalizar as condições de trabalho e o pagamento de salários que é menor que o mínimo? cadê o Vale alimentação, garantido por lei a qualquer trabalhador? e o plano de saúde?

(Marcelo Melo)

Nenhum comentário: