quarta-feira, 26 de junho de 2013


Acampados realizam Culto em Ação de Graças para agradecer suspensão da liminar

A comunidade evangélica do acampamento Raio de Luz, zona rural de Rondon do Pará, sudeste do Estado reuniu-se, no último dia 20 (quarta-feira), em um culto em ação de graças pela suspensão do cumprimento da liminar de reintegração de posse da área, ocorrida no início de junho, intermediada pelo  deputado estadual Milton Zimmer.

A decisão judicial da Vara Agrária  de Marabá, só foi possível com a união de esforços do parlamentar juntamente com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri), Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Rondon, Vereadora Joelma Costa Pereira e deputado federal Beto Faro, que juntos acionaram o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), o que garantiu na justiça, a permanência das famílias até o Instituto apresentar documentos que comprove que a área rural está localizada em terras públicas do Estado do Pará.

Na propriedade existem 74 famílias de pequenos agricultores. Elas estão no local desde 2007 e produzem arroz, feijão, milho, mandioca e criam pequenos animais. A produção de arroz gira em torno de 10 mil toneladas ao ano, o que garante maior renda.

O evento religioso contou com a presença de mais de 80 pessoas que juntos cantaram hinos de louvor pela vitória e pela intercessão do deputado.

Zimmer agradeceu as orações e disse que a união contribuiu para que a Justiça suspendesse a liminar. ”Agora o próximo passo é criar o Projeto de Assentamento e garantir o acesso aos programas de crédito do governo federal para investir na lavoura”, defende.   

Para a vereadora Joelma Costa Pereira, filha de agricultores familiares, que intermediou as negociações junto ao parlamentar e à Fetagri, esse é apenas um começo de uma nova história na vida dos acampados. “Garantir a sustentabilidade das famílias é uma vitória. Não poderia deixar que perdessem tudo o que construíram durante anos,” destaca.

Um dos coordenadores do acampamento, Edvaldo Fernandes Nascimento, revelou o seu sonho: “Espero ver isso aqui se transformar em assentamento o mais rápido possível para ter a garantia de tranquilidade e não viver mais na incerteza”, desabafa.

O coordenador da Fetagri Regional Sudeste com sede em Marabá, Antônio Gomes disse que essa é uma vitória conjunta e que a união deve ser mantida. “Sem a mobilização e a intervenção política não sei se teríamos esse resultado. Agora vamos lutar para que o Estado cumpra a sua parte”, declara.  

A revelação do agricultor Gilmar Neres de Souza, traduz o sentimento de todos os que moram no acampamento. “ O nosso maior medo é perder tudo o que plantamos. É aqui que a gente mora e com o nosso trabalho na lavoura é que garantimos a comida. Se fóssemos despejados para onde iríamos, porque dependemos desse pedaço de terra para viver”, finaliza.            

Também prestigiaram o evento o secretário municipal de agricultura, Valdecir Clemente, a vice - coordenadora da Fetagri Regional Sudeste, Maria Joel Dias da Costa, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Rondon, Maria Eva Santos Dias e o assessor do deputado, Williamson do Brasil de Sousa Lima.

Por assessoria de imprensa

Nenhum comentário: