sexta-feira, 3 de maio de 2013

PREFEITO INICIA DEMISSÕES

PELO MENOS 500 SERVIDORES DEVERÃO SER DEMITIDOS

Desde quinta (2)  o Governo João iniciou uma frente de demissão de funcionários contratados. Uma medida que segundo Salame (MD) " doa a quem doer", dura para equilibrar os gastos do município. Estes "ajustes" não convenceram os sindicatos, que já metralharam em criticas o governo municipal.
 
Presente para os trabalhadores
 
Para o sindicalista José Edmilson (Servimmar), as demissões que começaram ser processadas na prefeitura não vão reduzir gastos porque quem está sendo destratado é o trabalhador de baixo poder aquisitivo, como merendeiras da Semed.

----------------------------------

E as cotas do parlamentares?
 
 

3 comentários:

SINTEPP - SUBSEDE - MARABÁ disse...

Contra as demissões do JS!
Ato Público amanhã em frente a Semad! A partir das 08:30....

O governo tem que cortar na própria carne.....

Anônimo disse...

se falta grana pra pagar as contas e começar as obras, sobra pra comprar pajeros.

Anônimo disse...

A prefeitura repassa para a CMM 6% de sua arrecadação,é muito dinheiro,e na hora de cortar gastos demiti os GARIS,queria ver ele acabar com o cargo de secretário adjundo,diminuir o pessoal comissionado,extiguir as secretárias que o Maurino inventou pra servirem de cabide de emprego,é só observar o PROCON,minha gente o que tem de cargo comissionado é brincadeira,e a SEMSUR,que não se sabe se lá é uma secretária ou um templo é muito pastor pra pouca ovelha.
Moral da historia(istória),o Maurino passou 4 anos culpando a crise mundial,e agora o JS vai passar 4 anos culpando o Maurino.