quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Recado ao João!

As lutas se aproximam!


Elas parecem estar mais perto do que nunca, não somos Nostradamus muito menos advinhamos o futuro mas tudo nos leva a acreditar que teremos mais 4 anos de muita luta em Marabá, isso não somente na Educação, sobretudo nos diversos segmentos da sociedade. Que o governo do João não seria o dos melhores, isso nós já sabíamos. Já sabíamos também que quem governaria este município seria o grupo do PT e João (PPS) não pode gritar muito com eles, pois foram os próprios que financiaram sua campanha eleitoral, já que o PPS em Belém estava fechado com Simão Jatene. Assim somente havia uma torneira aberta para patrocinar o levante da campanha popular de João Salame.
O que o atual prefeito começou a fazer, se configura com todas as atitudes que Tião também faria, com o corte de GTI em todas as áreas, corte no mestrado e doutorado, com pagamento parcelado dos servidores e contratados, com o apadrinhamento de contratados sob a tal "cota" dos vereadores, com a possível extinção do cargo de vice-diretor, com os cortes nas gratificações e até a bendita especialização que estão de olho.
A desculpa do governo de austeridade tenta emplacar, mas parece que não consegue, devido a manutenção de cargos e secretarias criadas pelo próprio Maurino (PR), e então o que difere com verdadeira mudança do Governo de joão para Tião? Sinceramente continuo acreditando que nenhuma, aquela aliança já nos dizia como seria a repartição desta pizza.
Quem quiser continuar achando que este governo fará realmente a mudança, só lamento a tragédia que ainda está por vir. além de que o discurso ficou no ar e o vento levou. Tenho sérias críticas acerca da Gestão Democrática dentro deste contexto nefasto que estamos vivendo, pois se os vereadores começar a ter direito em cotas para contratar e manter os seus, então manterá os redutos eleitorais durante a Eleição Democrática, que talvez ela nem saía.
Dirigentes sindicais fizeram um opção política há alguns meses atrás, assim como eu como pessoa fisíca, no entanto, esses fantasmas do passado não são esquecidos tão facilmente por todos, pelo contrário com esta dada conjuntura, parecem que estão a assombrar todos os dias nas portas daqueles que infelizmente trilharam um caminho errado, ou pelo menos duvidoso.
Não dá mais para esperar, os trabalhadores precisam se mobilizar junto aos seus sindicatos para dizer não aos cortes.

DIGA NÃO AOS CORTES NA EDUCAÇÃO!!! PARALISAÇÃO JÁ!
Joyce Rebelo
(capiturado no Facebook) 

Nenhum comentário: