quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Conselho Municipal de Transporte determia recuo de catraca

O Conselho Municipal de Transporte (CMT) e o Departamento Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (DMTU) fizeram uma vistoria, na tarde de ontem, quarta-feira (20), nas catracas instaladas nas portas de trás dos ônibus que estão atendendo ao transporte coletivo de Marabá e decidiram que as empresas Nasson Tur Turismo e TCA (Transporte Coletivo de Anápolis) terão 30 dias para fazerem um recuo de pelo menos 50 centímetros dos equipamentos.


A decisão aconteceu após reclamações dos usuários acerca das dificuldades em descer do ônibus, isso porque, quando passam pela catraca, são impulsionadas em direção às escadas e muita gente acaba se desequilibrando. As empresas, no entanto, alegam que as catracas traseiras são necessárias devido à grande quantidade de pessoas que utilizavam o serviço sem pagar, entrando pela porta de desembarque.

Segundo o diretor do DMTU, capitão PM Emmett Alexandre Moulton, o prazo para a regularização é de 30 dias. Ele destaca que a necessidade do equipamento é por determinado tempo, até que os passageiros sejam reeducados acerca do uso do transporte coletivo. “Infelizmente isso é uma cultura que realmente havia em Marabá, mas muitos usuários faziam isso porque a prestação de serviço era de má qualidade. As empresas novas utilizavam a catraca para evitar, mas está tendo muita reclamação por parte da sociedade”, declarou
 
 
Fonte Correio do Tocantins e Blog do Fabiano

Nenhum comentário: