sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Educação: Sintepp não vai aceitar indicações de diretores de escolas

O Sindicato que representa a categoria dos profissionais da educação em Marabá, já enviou o recado: " não vai aceitar indicação política de quem quer que seja para Dirigir as escolas municipais. A gestão democrática deverá acontecer de forma indireta para os primeiros 06 meses e direta a partir dos mês de agosto". Prossegue defendendo a proposta de que "no dia 16 de janeiro, os servidores das escolas, através de voto secreto, elejam o diretor. A partir do dia 01 de agosto de 2013, a eleição deverá acontecer conforme Lei Municipal aprovada na Câmara Municipal dos Vereadores"

8 comentários:

Anônimo disse...

égua mano essa foto que tu postou aí é da boa! guarda ela para o futuro, mior do que Maurino vestido de nazista. Que grande sacada! rs rs rs rsr
há há há há há há há

Anônimo disse...

Meu prezado poster, eu duvido que o João Salame tenha corajem de acatar essa proposta, muito menos o PT que tem discurso de democratização, mas ja tem a lista para lotear as escolas.

Anônimo disse...

QUEM SABE RESPONDE, O EX: VEREADOR, ADEMAR DE ALENCAR, FOI VISTO FAZENDO DESPACHE NA SEC DE OBRAS, PELO VISTO TINHA FILA DE ESPERA PARA FALAR COM O MESMO, ELE FAZ O QUE ? E QUAL É A SUA FUNÇÃO ? E PORQUE TANTA GENTE PARA FALAR COM ELE ?.

Anônimo disse...

Promover a democracia (deixando que a comunidade escolha os dirigentes das escolas, sem permitir interferência política desses cargos) nas escolas públicas foi promessa de João em 2008. No mínimo, agora, ele tem que cumprir. Se não cumprir terá sido mais uma promessa de campanha.

Anônimo disse...

Inicialmente Ademar de Alencar seria o secretário de obras sob a indicação de Asdrubal. Era bola cantada. Do nada surge outra pessoa em seu lugar. Aí a gente não sabe se essa pasta, igualmente outra, terá dois secretários, sendo um oficial e outro de bastidores. Tá parecendo que são dois que responderão pela pasta. Sabe como é: os amigos não podem ficar fora da Arca. Até porque, quem paga o salário é o povo. E por falar em salários, já que o de vereador foi pra 10 mil, e segundo comentários aqui e ali, o de prefeito foi pra 25 mil, de quanto será o salário dos secretários? E quanto a postar em outros blogs tá difícil mesmo. Até o Pagão tem dispensados alguns comentários. Hiroshi esse nem se fala. Se postar criticando ou colodando dúvidas quanto ao novo governo, vai pra lixeira.

Anônimo disse...

So papo furado,
o sintepp ta
pressionando o secretario de educação para promover caça as bruxas ou melhor caça as diretoras que não fazem parte da panelinha.

E a indicação do chiquinho pra diretoria rural oque vc acha?
Não é um cala boca no sindicato? um atrelamento explicito ao governo?
eles deveriam ficar como ficaram com o maurino" so de namoro".

Anônimo disse...

Acabou a cerimonia!!!!!!!
No governo maurino foi um namoro, agora ouve um casamento ou melhor um acasalamento.
O SINTEPP se atrelou de vez ao governo...o chiquinho diretor financeiro do sindicato ganhou uma portaria de diretor do ensino rural da semed...é o pagamento pelo desempenho de cabo eleitoral do salame.

Anônimo disse...

Uma bomba relogio!!!!
a semed ta uma bomba relogio, mal cpmeçou a gestão compartilhada PT/Bernadete e Toinha e PPS/pedro sousa.
O clima ta esquentando, Bressan não ta aguentando as entradas de pedro sousa.O vereador que se acha a ultima coca cola, ta invadindo com gosto de gas os espaços dos petistas. Ja tem gente contando os minutos para esta bomba explodir.

O combinado era pressionar ate saírem...não podemos afirmar se o líder maior ta apoiando essa táctica de guerrilha.