sábado, 12 de janeiro de 2013

Crônica do Centenário

Estou em contagem regressiva para o centenário de Marabá.
Faço-lhe um convite para ler a crônica: "De querencismo e coisa e tal"

Eis o início:
Ouvir falar mal de sua cidade é o mesmo que ouvir falar mal da mãe. E como
tem gente que parece preferir lhe ferir no que mais lhe atinja. É só abrir a
boca para dizer sou de tal ou qual lugar que logo o sujeito vai – ou por ter
posto pés em dois milímetros da nossa poeira ou por ter lido duas linhas a
nosso respeito – vai logo achar meio de meter dedo em ferida velha e
cicatrizada para ver se abre e sangra para depois esgaravatar como coçasse
deseducadamente ouvido em público.


Se desejar ler toda, é só acessar:
http://abiliopacheco.com.br/2013/01/11/dequerencismo/

Nenhum comentário: