sexta-feira, 2 de novembro de 2012

MARABÁ: CORRUPÇÃO E DESMANDOS ADMINISTRATIVOS

PREFEITO INTERINO CONCEDE ENTREVISTA E APRESENTA O CAOS QUE ENCONTROU.

Como vereador e presidente da Câmara devia ter cumprido seu papel de fiscalizar para ajudar evitar que  estes desmandos apresentados por ele tomasse tamanha dimensão.
--------------------------------------------------------------------------------------
NAGIB MUTRAN AGE COM RIGOR, TOMA MEDIDAS IMEDIATAS – VEJA A COLETIVA COMPLETA NA ÍNTEGRA
Postagem da Folha do Pará

Exonerou Nilson Piedade da Secretaria Municipal de Saúde, nomeando em seu lugar o farmacêutico/bioquímico Paulo Geraldo de Souza; Demitiu o David Aguiar, então Secretário de Gestão Fazendária, retornando a titularidade ao economista Karam El Hajjar, que também continua administrando o Ipasemar – Instituo de Previdência dos Servidores Municipais de Marabá, demitida também Adriane Nunes de Jesus Melo nomeada pouco meses na secretaria de Obras a qual faz parte da quadrilha que desviou mais de 30 milhões da prefeitura. Em seu lugar entra José Bastos Gaby (Zé Gaby) para administrar nesses dois últimos meses a Secretaria de Obras.
Nagib anunciou, ainda, a fusão das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, exonerando os respectivos secretários interinos (Maria do Carmo Silva e Antônio Karth), e, ato contínuo, substituindo-os por Dacivan Ramos, então chefe de Gabinete da Prefeitura de Marabá.
ASSESSORES: Nagib ficou indignado ao descobrir que a prefeitura só no gabinete havia mais de 200 assessores especiais do prefeito Maurino. “Nem o governo do Estado tem tantos assessores” disse o prefeito empossado. Descobriu também que até em Brasília havia nove assessores ganhando salários altíssimos, que nem se quer conhece Marabá, já foram todos demitidos disse Nagib.
COMBUSTÍVEL: Estava uma verdadeira farra, funcionários vendendo óleo diesel a UM REAL, isso mesmo R$ 1,00. “Nem mesmo secretários terá autorização para abastecer”.
CARROS ALUGADOS: Uma verdadeira quadrilha, “Todos os contratos são viciados. Não assino nenhum contrato e não pago nenhum. Secretários com vários carros alugados isso é um absurdo. Cancelados todos os Contratos de aluguel para a prefeitura”.
CHEQUES CANCELADOS: “Já economizados mais de 600 mil reais”. Cheques que deveriam ser pagos já em mãos dos fornecedores, ao invés de pagar os funcionários em atraso.
DESABAFO: “Iremos fazer Economia de Guerra”. “Quem não quiser vestir minha camisa que peça demissão, se não pedir, Eu demito”.
“Vou fazer esta cidade a minha maneira, Marabá pra mim está acima de tudo, acima do meu partido, acima do prefeito que estava, acima do prefeito que vai assumir, acima de mim, acima da minha família, acima de tudo. Nem que eu venha a passar só um dia na prefeitura, mas será do meu jeito”, eu não sei se vou passar só um dia, as coisas que tem na Câmara Municipal, eu não passarei por mais que a Justiça devolva a prefeitura para o Maurino, não vou passar só um dia, nós temos uma ação de responsabilidade na Câmara que ele não passará nem 24 horas mais na prefeitura.
Só que eu já demiti foram 94 assessores especiais hoje, quando fui prefeito não tive 10 assessores, isso são coisas que pode está acontecendo? Um prefeito ter mais de 200 assessores especiais? Toda prefeitura por Lei só é permitido juntando todas as secretarias, 82 assessores. Com seu Maurino só no gabinete tinha mais de 200, brincadeira!
A prefeitura tem que ser administrada com mão de ferro, nesse ponto o Tião Miranda tinha uma virtude administrava. No governo do Maurino aconteceu a incompetência e a desonestidade, eu falei direto pra ele quando ele foi convidar minha esposa para ser a sua vice, Maurino termina o teu governo com dignidade, larga esse negócio de ser candidato, vai arrumar a prefeitura pra ti entregar pro teu sucessor uma prefeitura mais ou menos redonda, sim porque hoje ela está quadrada nem oval ela ta.
Mais ficou uma meia dúzia de puxa saco irresponsável, querendo arrancar o dinheiro da prefeitura, jogando ele no fogo dizendo: vai que tu vai ganhar, Jesus disse que tu vai ganhar. Aonde! Jesus não ia fazer um desastre desses, Jesus gosta de Marabá, ele nunca cometeu um pecado se quer, jamais iria deixar o Maurino governar novamente Marabá, isso é um pecado mortal, Jesus não ia fazer isso.

Pro Maurino eu não devo nada e ele me deve tudo.

Quero dizer que a partir de agora nem que seja um dia, 30, ou 60 dias, esse governo vai ser a minha cara, vai ter o meu ritmo o meu jeito, fica comigo quem quiser trabalhar, quem não quiser peça logo pra sair porque eu vou botar pra fora, to sendo claro, franco, esse é meu objetivo de trabalho.
To fazendo esse desabafo, porque não é fácil depois de 55 anos planejar alguma coisa pra você, voltar a vida pública como vereador com humildade, honestidade, fazer um trabalho com ostentação e depois se deparar com um governo desses, um verdadeiro desastre, jogaram uma bomba dessas em nossa cidade, você não pode ficar calado”, falo mesmo.”
Em seguida Nagib mostra a lista de pessoas comissionadas com cargos e salários altos na prefeitura. “Isso é uma vergonha, isso é uma das caixas preta desse governo, isso é coisa pra ser preso, é pouco ser preso, é pouco ser preso (repete), é brincar com o dinheiro dos outros, é brincar com o povo de Marabá”.
Mostrando a lista de assessores de Brasília criticou novamente, “Nem o governo do Pará tem tantos, nem o governo do Rio de Janeiro tem tantos assessores.
“O Secretario de Saúde deve lembrar que falei muitas vezes, entrega teu cargo se não tu vai preso, taí teimou foi preso”.
Nesse momento Nagib nomeia imediatamente Paulo Geraldo de Souza como secretario de saúde.
“A primeira coisa que vamos cortar é esse plantão médico que tão roubando a prefeitura, absurdo que tem que pagar um milhão e seiscentos e cinqüenta mil reais, se tiverem que chamar um colega meu de ladrão, de bandido eu vou chamar, colocamos o valor de um mil e quatrocentos mil para o médico de plantão, enquanto esses caras ficam em casa dormindo e pacientes ficam sentido dores, morrendo esperando atendimento, esses médicos tem que meter é na cadeia, comigo isso não acontece”.
“A Secretaria de Saúde virou uma Máfia de Branco, está sob a tutela de uma Máfia de Branco, eu disse pro seu Maurino, mas ele quis pagar pra ver. O Maurino ainda vai pagar muito caro, muita coisa de ruim ainda vai acontecer, ele achava que administrar é brincadeira, não se brinca com dinheiro público, os verdadeiros amigos dele, ele chutou, trocou os verdadeiros por esses que queriam comer até a alma dele, não posso também generalizar mais a maioria comeram a carne e a alma dele, só tem um pedacinho da alma, mas o resto comeram, culpa única e exclusiva dele.
 



Quando assumir essa prefeitura da última vez em seis dias limpei essa cidade, coisa que seu Maurino não fez em 3 anos.” Concluindo Nagib voltou a dizer que não tem nada pessoal contra ninguém, “apenas quero zelar pela minha passagem aqui na prefeitura, fazer um trabalho pelo menos razoável, vou provar que pode se fazer as coisas quando se quer fazer”.

“Então quero contar com vocês, vai ser economia de guerra, pra pagar funcionário e pra pagar encargos sociais tem que fazer economia de guerra”. Não é permitido nenhum secretario admitir ou demitir ninguém, quem manda enquanto for prefeito sou eu.” Desabafa Nagib Mutran.
Acerca da folha de pagamento e outros benefícios do servidor público municipal, Mutran anunciou priorizar a remuneração prestes a vencer, o Vale Transporte, encargos sociais em atraso com o Governo Federal e o 13º salário, integral, considerando que a Prefeitura não antecipou, este ano, metade do benefício como de costume.
Também com objetivo de conter despesas, o atual gestor ainda referiu-se à fusão de outras secretarias, considerando a afinidade de tarefas por elas executadas na área social.
 
=======================================
Agora tire suas conclusões"

Nenhum comentário: