segunda-feira, 12 de novembro de 2012

JUSTIÇA!!!!

Camaradas de luta, amanhã começa as 8hs no FÓRUM de Marabá irá acontecer o julgamento de dois PM's (onde um deles é(ra) integrante de milícia que extermina(va) jovens de Marabá) que tiraram a vida de dois jovens inocentes. Vamos marcar presença, manifestando nossa indignação, e acima de tudo, pedir a punição desses PM's!  (texto enviado pelo Facebook - Edson Godim)
POLICIAIS MILITARES SÃO LEVADOS A JÚRI POPULAR
EM MARABÁ
Os Policiais Militares JOSIVALDO ANDRADE DA SILVA e JONAS
CARDOSO FARIAS serão levados a júri popular nesta terça-feira, 13 de novembro,
às 08h30min, na sala do Tribunal do Júri do Fórum da Comarca de Marabá. Os dois
policiais são acusados de assassinar a tiros dois irmãos ELAILSON DE FRANÇA
EVANGELISTA, 19 anos e ELIELTON DE FRANÇA EVANGELISTA, 17 anos, em
28 de maio de 2004, em frente ao Bar Big Brother na folha 07, Nova Marabá.

Desde 2008 esta é a oitava data marcada para ocorrer tal júri, sempre desmarcado
por motivos diversos que impediam o seu acontecimento, causando excesso do prazo da
prisão cautelar dos acusados que ficaram presos preventivamente por quase cinco anos
e foram liberados através de concessão de Habeas Corpus pelo TJE-Pa. O Ministério
Público manifestou-se contrário a liberdade provisória dos presos, em virtude das
ameaças sofridas por algumas testemunhas. A SDDH, diante da demora da Justiça e dos
diversos adiamentos espera que desta vez o júri seja realizado, sob pena de denunciar
o caso aos órgãos nacionais como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e aos órgãos
internacionais: Organização dos Estados Americanos (OEA) e Organização das Nações
Unidas (ONU),

Hoje os PM’s continuam trabalhando normalmente na cidade de Marabá, pois
o procedimento administrativo que definirá a expulsão dos policiais encontra-se
parado aguardando o deslinde do caso na justiça criminal. Relatam os autos que os
dois acusados respondem por outros crimes, até mesmo fora do estado do Pará, de
igual gravidade, como homicídios em que nenhum dos júris desses processos foram
realizados ainda.

DOS FATOS - Consta nos autos que as vítimas estavam retornando da aula por
volta das 23h30min acompanhados de colegas, quando pararam próximo a um
complexo de bares localizado na Folha 07, Nova Marabá, para tomarem refrigerante.
Momento em que foram surpreendidos por disparos de arma de fogo contra as duas
vítimas.

Segundo os autos, o policial Jonas Cardoso atirou contra Elielton, o irmão mais
novo, e o policial Josivaldo atirou contra Elaílson, que era soldado do exército. Segundo
os relatos, o policial Josivaldo, após atingir Elaílson foi a sua direção e lançou-lhe um
chute no rosto.

Apesar de muitas testemunhas terem relatado que viram o fato e terem
reconhecido os autores do duplo homicídio, os acusados, os PM’s Josivaldo e Jonas,
negam a autoria do crime cometido.

ACUSAÇÃO – A Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos
(SDDH), através de seus advogados é representante dos pais das vitimas na Assistência
da Acusação e fará a sustentação oral junto com o Ministério Público. A SDDH, assim
como a família das vítimas, espera que neste júri os acusados sejam considerados
culpados, visto que são policiais militares com histórico de gravíssimos crimes que, por
demora processual na realização do júri estão em liberdade pondo em ameaça a própria
sociedade.

Nenhum comentário: