terça-feira, 6 de novembro de 2012

É O VAI E VOLTA DO PREFEITO DERROTADO NAS URNAS

DEFINITIVAMENTE ESSA NOVELA ACABA DIA 31 DE DEZEMBRO

No final da manhã de hoje (6), a juíza titular da 3ª Vara Cível, Maria Aldecy Pissolati, atendeu ao pedido de efeito suspensivo protocolado pelo advogado do prefeito Maurino Magalhães )PR), determinando o seu imediato retorno ao cargo. Acontece, porém, que minutos depois, a Câmara Municipal de Marabá (CMM), até que enfim instaurou uma Comissão Processante (CP) e afastou o prefeito Maurino Magalhães (PR). A comissão é formada por três vereadores: presidente da comissão é o vereador Ronaldo da 33 (PP), que conduzirá os trabalhos em conjunto com Vanda Américo (PSD) e Ismaelka Queiroz (PTB).

Um comentário:

Aurismar Lopes Queiroz disse...


Esse tal de Ronaldo Yara, não sei não. Está respondendo processo por suposto esquema entre a empresa da família dele, que funciona na casa do vereador, a F.A. OLIVEIRA CRUZ LTDA ME, responsável pela construção, reforma e pintura de todas as escolas municipais, desde o início do governo Maurino,e a prefeitura. Isso sem que tenha havido processo licitatório. A Polícia Federal em Marabá está investigando o caso.Pelo documento entregue ao Sintepp pela PF há um possível favorecimento a ele por ser da base aliada do prefeito. Tem jogada suja ai. Mas, pelo bem ou pelo mal, MAUrino não volta mais.