quinta-feira, 1 de novembro de 2012

E a folha caiu!

O dia em que Maurino “caiu” na 3ª Vara Cível. Ele voltará?



O juiz César Dias de França Lins, que responde interinamente pela 3ª Vara Cível de Marabá, afastou na manhã desta terça-feira, 30, o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães de Lima, e seu secretário municipal de Saúde, Nilson da Costa Piedade. Além disso, o magistrado determinou a indisponibilidade e bloqueio de seus bens até o valor de R$ 8.449.032,06. Como o vice-prefeito, Nagilson Rodrigues Amoury, recusou-se a assumir o cargo, Nagib Mutran Neto (PMDB), presidente da Câmara, foi convocado pelo magistrado a assumir o cargo.

Ainda no mesmo dia da “queda” de Maurino Magalhães, muitas pessoas especulavam que ele poderá voltar ao cargo já na semana que vem, quando a titular da 3ª Vara, juíza Aldeci de Souza Pissolatti, deverá retornar a suas funções no Fórum de Marabá. Ela é considerada uma magistrada de perfil sereno e poderá ter uma interpretação jurídica diferente da que norteou a decisão de César Lins.

Esta é a primeira vez que o prefeito Maurino Magalhães é afastado pela 3ª Vara Cível, que julga os feitos da Fazenda Pública, analisando denúncias de possíveis crimes de improbidade administrativa. Nas outras três ocasiões em que ele ficou fora do cargo de gestor municipal, as decisões foram tomadas pela Justiça Eleitoral em um processo de suposta compra de votos. ( Continua AQUI)

Nenhum comentário: