terça-feira, 11 de setembro de 2012

Na CPI eles deverão se explicar!

ISTOÉ: Ana Júlia e Simão Jatene podem ser convocados pela CPMI do Cachoeira

A revista ISTOÉ reporta que os contratos “milionários” da Delta Construções com o governo do Pará são investigados Polícia Federal e pelo Ministério Público.
> Delta já faturou R$ 250 milhões no Pará
Relata a matéria que a Delta “faturou cerca de R$ 250 milhões nas gestões de Ana Júlia e Jatene com obras rodoviárias e locação de veículos” e que os inquéritos em andamento “revelam uma série de irregularidades na execução dos contratos.”.
> Risco de convocação
Shot012
Opina a ISTOÉ que, após as eleições, quando a “CPMI do Cachoeira” (lembram que ela existe?) retomar os trabalhos (é a primeira vez que eu vejo uma CPI entrar em recesso) o governador Simão Jatene (PSDB) e a ex-governadora Ana Júlia (PT) “correm o risco de ser convocados”.
> Locação de veículos
Um dos contratos “milionários” é a locação de viaturas para a Segurança Pública, que teve início no final do governo de Ana Júlia, sobre o qual eu fui de encontro em pronunciamento na Alepa. O atual governo, alegando realinhamento de preços e viabilidade econômica, prosseguiu com a locação, o que eu também critiquei rebatendo que, mesmo em procedendo as justificativas, era temerário manter a Delta prestando o serviço.
Shot007
> Caixa 2
Outro contrato “milionário”, ainda na gestão de Ana Júlia, esse com irregularidades materiais ululantes, foi para a “construção da avenida Independência e viadutos de acesso, que consumiu mais de R$ 100 milhões, valor liquidado às pressas pela governadora – que buscava a reeleição – em plena campanha de 2010.”.
Shot009
Na matéria, a revista relata que a PF acalenta a suspeita de que parte dos recursos do erário recebidos pela Delta teriam retornado ao PT, onde foram usados “para abastecer o caixa 2 de campanhas políticas.”.
Leia aqui a matéria completa. (Fonte Parsifal)

Nenhum comentário: