terça-feira, 7 de agosto de 2012

Governo Dilma com proposta indecente

Em reunião realizada na noite de ontem (segunda, 6), o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, propôs reajuste de 15,8% até 2015 para os servidores técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior.

A proposta do governo foi apresentada às entidades sindicais representantes da categoria, a Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) e o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe). Também participaram do encontro os representantes do Ministério da Educação, Amaro Lins, secretário de Ensino Superior; e Marco Antônio Oliveira, secretário de Educação Profissional e Tecnológica.
A resposta dos sindicatos será apresentada na próxima sexta-feira, 10, às 14h. Caso a proposta seja aceita, o reajuste será aplicado a 182 mil servidores dos quais 117 mil estão na ativa. O impacto orçamentário é de R$ 1,7 bilhão até 2015.
Os técnico-administrativos das universidades federais tiveram reajuste real, acima da inflação, entre 43,04% e 110,6% entre janeiro de 2003 e dezembro de 2012, nos três níveis do plano de cargos (auxiliar, intermediário e superior). Considerando apenas o salário final, ou seja, o topo da carreira, nesses três níveis, o aumento real variou de 172,3% a 225%. No mesmo período, a inflação acumulada somou 75,3%. ( Sinasefe)

Nenhum comentário: