domingo, 8 de julho de 2012

Sucessão em Marabá - setima parte

Sebastião Miranda Filho não pode negar que entrou na política pelas mãos do ex-prefeito Haroldo Bezerra.

Nas eleições de 1998 o então canditado derrotado a prefeitura Haroldo Bezerra (PMDB) tinha como vice Antonio Carlos Miranda, o Bogô, irmão de Tião Miranda. O grupo Triunfo investiu pesado na campanha de Haroldo em 1992 e ajudou eleger HB, que quando assumiu teve por um grande período Tião Miranda na secretaria de obras. Tião se cacifou e só não foi o candidato a sucessão de HB por falta de articulação do próprio grupo politico dirigido por Haroldo. O nome de Tião ainda chegou a ser ventilado, mais prevaleceu o nome do médico Geraldo Veloso (PFL) e Tião como vice pelo PSDB, bancado por Haroldo Bezerra.

Com a vitória contra Dra Cristina (PMDB) em 1996, ao assumir a prefitura o médico Geraldo Veloso nomeia Tião Miranda para secretaria de obras. Foi nesta secretaria que Tião se destacou, comandando obras e construindo praças. Na chapa de reeleição em 2000 Tião Miranda continuou como vice e novamente secretário de obras no segundo governo do médico Geraldo Veloso (que já estava no PSDB). Com morte do prefeito em 2002, Tião assume o comando da prefeitura e reorganiza a base de apoio na câmara municipal e explicita sua forma de governar com toda centralização. Aliás, o gabinete do prefeito era mais na secretaria de obras do que na prefeitura.

Tião Miranda (já pelo PTB) é reeleito em 2004 enfrentando o PMDB de Asdrubal e o PSDB de Elza Miranda. No entanto, não consegue fazer seu sucessor em 2008. Se candidato João Salame (PPS) fica em segundo lugar perdendo para um vereador da sua base de apoio, Maurino Magalhães (PR) que aliás já havia assumido a prefeitura em curto período em que Tião foi afastado pela Justiça Eleitoral.

Tião Miranda (PTB) ficou obstinado pelo poder e decepcionado com a derrota de seu candidato, partiu para disputa nas eleições de 2010 rumo a Assembléia Legislativa, e  foi eleito deputado mais votado por Marabá, marcando assim a corrida eleitoral de 2012. Com a derrota da candidata do prefeito, a vereadora Irismar Sampaio que também concorreu a deputada estadual, o prefeito Maurino carimbava o enfrentamento com o ex-prefeito nas urnas.

Depois de muitas articulações Sebastião Miranda Filho (PTB) emplacou como vice o médico e ex-vereador Adailton Sá (PSDB), além de pequenos partidos como PRTB, PSD, PC do B e PRB. A única novidade nessa composição foi a adesão do atual vice-prefeito Nagilson Amoury. Continmuará tendo o apoio de Vanda (PSD), Mamoré (PSB) Elka Queiroz (PTB) e Edmilson (PCdo B).

Então, como se vê não há também nessa composição nenhuma perspectiva de mudança.

Nenhum comentário: