quarta-feira, 25 de julho de 2012

Policia da Roseana Sarney e do PT vice no Maranhão agride deputado

Deputado Domingos Dutra (PT) sendo agredido pela Policia da Roseana PMDB e Waschington PT

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos deputados, Domingos Dutra (PT-MA), foi agredido na tarde desta quarta-feira, 25, por policiais, quando participava com os moradores da Vila de Vinhais Velho de uma manifestação de resistência, para impedir a destruição do patrimônio histórico, cultural, ambiental e arqueológico daquela localidade, que são bens da União.

A novo conflito começou por volta das 13 horas, quando um batalhão formado por mais de 150 policiais invadiram a comunidade - que é a mais antiga povoação da Ilha de São Luís do Maranhão ( vai completar 400 anos no dia 20 de outubro).

O deputado Domingos Dutra, juntamente com os moradores da vila e dirigentes de entidades dos movimentos sociais com foco nos direitos humanos, além de professores, jornalistas e intelectuais, fizeram uma "barreira humana" para impedir que os policiais destruísse a comunidade, por ordem da empresa Marquise Engenharia e da governadora Roseana Sarney, que, segundo o parlamentar, "estão descumprindo um acordo celebrado, em abril, pelo juiz da 8ª. Vara da Justiça Federal".

Os policiais usuram de truculência contra os moradores e lideranças, usando bala de borracha, gás lacrimogênio, produtos químicos. Várias pessoas foram feriadas, entre elas um morador do lugar, um senhor de 72 anos, e a professora da UFMA, a arqueóloga Antonio Mota.

"A violência em Vinhais Velho, desta vez, foi tamanha, que eu fui desrespeitado por policias". Denunciou o presidente da CDHM.

"Eles (os policiais) torceram o meu braço, chutaram minha canela, amassaram o meu carro. Eles também me agrediram com gás lacrimogêneo, bala de borracha, produtos químicos, empurrões e me imobilizaram”.

O deputado Domingos Dutra também denunciou que teve o seu carro extraviado pela Polícia Militar. "No meio do conflito desta tarde, o meu carro foi rebocado pela PM. Eles sumiram com o veículo, contendo meu notebook, máquina fotográfica, dinheiro, documentos. Extraviaram o meu carro, cujo paradeiro desconheço", declarou.

O presidente da CDHM já entrou em contato com o Ministério da Justiça, Polícia Federal, Procuradoria Geral da República (PGR) e a Presidência da Câmara dos Deputados. (Fonte Blog Paulo Roberto)

Nenhum comentário: