sábado, 26 de maio de 2012

Resultado da votação contra o Trabalho Escravo

Dois deputados do Pará, justamente os que defendem a divisão: Lira Maia (DEM) e Giovanni Queiroz (PDT) votaram contra o projeto, será por que?

Por Repórter Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou em 2° turno, na noite desta terça-feira (22), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 438/2001, que prevê o confisco de propriedade onde for flagrado trabalho escravo. A matéria estava estacionada, esperando para ser novamente colocada na pauta de votações do Plenário da Casa, desde agosto de 2004, quando foi apreciada pela primera vez.

Como se trata de uma emenda constitucional, a proposta precisa da aprovação de três quintos do total de 513 deputadas e deputados federais. Ao final, 360 votaram a favor da aprovação da PEC, que segue de volta ao Senado, visto que foi modificada na Câmara, ainda no 1° turno. Um total de 29 foram contra e 25 optaram pela abstenção. Houve uma obstrução e 98 parlamentares não votaram.

Todos os líderes de partido, assim como os dirigentes da bancada do governo e da minoria, encaminharam pela aprovação da emenda.

A Repórter Brasil acompanhou o processo e divulga o posicionamento de cada representante,

Resultado da votação
Sim: 360
Não: 29
Abstenções: 25
Obstrução: 1
Total da Votação: 415
Ausentes 98
Total de deputadas e deputados 513

Nenhum comentário: