quarta-feira, 9 de maio de 2012

Reciclagem e Compostagem: Ação e Pesquisa no CRMB

Em agosto de 2010, após duas décadas de tramitação, foi aprovada no Congresso Nacional a lei nº 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Trata-se de um conjunto de normas, diretrizes e metas que orienta as esferas pública e privada quanto à destinação e ao tratamento do lixo. A legislação tem entre seus principais objetivos eliminar depósitos inadequados (os chamados “lixões”), reduzir o volume de resíduos gerados, ampliar a reciclagem e implantar nas cadeias produtivas.
No Campus Rural de Marabá, uma equipe de educadores e educandos coordenam a iniciativa a partir dos residuos orgânicos produzidos pelo refeitório.
=================

O projeto denominado de
PROJETO DE DESTINAÇÃO DOS RESÍDUOS PRODUZIDOS NO CAMPUS RURAL DE MARABÁ
COMPOSTAGEM E RECICLAGEM

 
1. Ação
Implantação de ações para a destinação adequada dos resíduos produzidos no CRMB por meio da compostagem dos resíduos orgânicos e reciclagem dos materiais inorgânicos.

2. Objetivo
Contribuir para adequar a destinação dos resíduos produzidos no CRMB, potencializando o desenvolvimento das ações de ensino, pesquisa e extensão

3. Justificativa

A preocupação com a destinação adequada dos resíduos orgânicos e inorgânicos produzidos no CRMB também se apoia na concepção de Agroecologia, que pauta o PPP do campus, que acredita que os processos de produção e reprodução da vida devem ser baseados em princípios tais como: o bem estar da coletividade, a partir do compromisso com processos que respeitem a dignidade humana; e imitar a natureza, potencializar os ciclos naturais e manejar os recursos naturais sem, contudo degradá-los. Apesar de estar em fase de implantação o CRMB já produz uma quantidade expressiva de resíduos, como as embalagens que envolvem os novos equipamentos e móveis. De modo geral, pode-se dizer que no CRMB há a produção de papéis no bloco das salas de aula e administrativo. Na cozinha se produz restos alimentares “in natura” (cascas de frutas, cebola, resto de saladas, etc), processados (sobras de arroz, feijão, carne, etc..) e também embalagens de papelão, metal, vidro, plástico e também madeira. Pode se afirmar que a cozinha é o local onde se produz mais variedade e quantidade de resíduos (...)

-------------------------------



Nenhum comentário: