quarta-feira, 23 de maio de 2012

Parauapebas: PSOL apresenta pré-candidato


O Pré-Lançamento das candidaturas do PSOL em Parauapebas ocorreu conforme o previsto pela Executiva Municipal do Partido. Participaram do evento filiados, simpatizantes e lideranças de movimentos sindicais e sociais. O evento que foi marcado com a presença da Ex-Senadora e atual Presidente Estadual do Partido Socialismo e Liberdade, Marinor Brito, que num discurso acalorado pelos presentes, falou da importância dos candidatos do PSOL para mudar a velha política que domina Parauapebas.

 De acordo Marinor, “o PSOL é um partido jovem, mas que traz consigo a experiência de luta dos vários militantes sociais e sindicais que preferiram o PSOL ao invés de continuarem frustrado num partido que não representa mais os anseios da classe trabalhadora. É um novo partido contra a velha política”, afirmou a ex-senadora.

Para Marinor, os 11 meses que passou no Senado Federal serviu para fortalecer a luta pelo socialismo e pela liberdade dos povos que compõem esse imenso Brasil e Pará. Ao ser indagada se guarda algum remoço de ter deixado o Senado Federal, ela respondeu que, “deixei o senado porque a lei do ficha limpa não valeu na sua totalidade, mas saí de cabeça erguida porque nenhum bandido apontou o dedo na minha cara para fazer chantagem ou acusar-me de algo não correto”. Disse ainda que veio a Parauapebas, onde teve mais de 9 mil votos, agradecer a população e ao mesmo tempo pedir o apoio para que os candidatos do PSOL sejam vitoriosos e junto com a população possa mudar as condições de vida e de poder em Parauapebas".

Falaram pelos pré-candidatos a chapa proporcional do PSOL, Raimundo Moura, atual presidente do Diretório Municipal que num discurso emocionante falou: "acredito na possibilidade de mudança política em Parauapebas, porque o povo não pode continuar referendando candidatos patrocinados por fazendeiros, empresários ou por caixa dois, formado a partir de recursos públicos, desviados para comprar os votos das pessoas que vivem nos morros, nos brejos ou no meio do esgoto, pois a prioridade para esses políticos não é o povo, mas a manutenção de seus patrimônios pessoais e do poder político".


Nenhum comentário: