quinta-feira, 31 de março de 2011

18,7 disputam vaga na Licenciatura em Educação do Campo da UFPA

Provas para Educação a Distância e Educação do Campo acontecem neste domingo


Mais de 6000 candidatos estão sendo aguardados neste domingo, dia 3, para os dois primeiros Processos Seletivos Especiais de 2011 (PSE 2011) da Universidade Federal do Pará, os quais ofertam vagas para cursos de Educação a Distância (PSE 2011-1) e o curso de Educação do Campo – Marabá (PSE 2011-2). As provas acontecerão nos respectivos polos onde há ofertas dos cursos (Barcarena, Breves, Cametá, Capanema, Dom Elizeu, Juruti, Marabá, Parauapebas, Tailândia e Tucumã), no horário das 8 às 12h para os inscritos nos cursos de Educação a Distância, e das 8h às 13h para os candidatos ao curso de Educação do Campo.

Ao todo, são 559 vagas ofertadas nos cursos de Educação a Distância (Bacharelado em Administração Pública e as Licenciaturas em Língua Portuguesa e em Matemática) e 40 vagas ofertadas para o curso de Educação do Campo.

No total, 6135 candidatos estão inscritos nos dois Processos Seletivos. No PSE 2011-1, o curso mais concorrido é o de Bacharelado em Administração Pública/Capanema, com 18,78 candidatos por vaga. Já no PSE 2001-2 (Educação do Campo), a concorrência é 18,07 candidatos por vaga.

A prova objetiva do PSE 2011-1/2 trará 40 questões de múltipla escolha, com 5 alternativas cada uma, referentes a 8 disciplinas (Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia e Literatura), mais uma prova de Redação. A exigência é que os candidatos tenham 25% de acertos na prova objetiva para terem as suas redações corrigidas. Já para a Redação, a nota mínima para a classificação é 4, em ambos os Processos.

Diferentemente do PSE 2011-1, o PSE 2011-2 tem como uma das etapas de seleção um período de entrevistas individuais somente com os candidatos que realizaram a prova. Esta etapa acontecerá no período de 4 a 6 de maio, depois da divulgação do resultado da prova objetiva e da prova de Redação. A fase de entrevistas servirá para avaliar as intenções dos candidatos em, de fato, colaborar com a educação do campo.

Os candidatos terão acesso aos locais de prova 1 hora antes do início da realização do Processo, e os portões fecharão às 8h impreterivelmente. A diretora do Centro de Processos Seletivos (CEPS), Marilucia Oliveira, aconselha aos inscritos que “prestem bastante atenção para não esquecerem o documento de identidade e o cartão de inscrição, e que olhem com cuidado o local de realização da prova”. O cartão de inscrição está disponível para impressão na página do CEPS, na qual também pode ser acessada a relação com os nomes dos inscritos e os respectivos locais de prova.

Texto: Igor de Souza – Assessoria de Comunicação da UFPA

----------------------------------------------------

A demanda do campo!

O curso de Licenciatura Plena em Educação do Campo da UFPA que selecionará a terceira turma, nos chama atenção quanto a disputa por vaga. São 18,7 candidatos diputando uma vaga, isso nos mostra mais uma vez que é grande a demanda e que o desafio de atender os povos do campo é cada vez maior.

Além da UFPA, o CRMB também têm uma turma de LPEC.

Leitor escreve sobre Concurso dos Correios

A Empresa de Correios e Telégrafo  ( ECT) lançou edital de abertura de concurso público para preenchimento de vagas a vários cargos de ensino médio e superior.
Ocorre que vários usuários estão tendo problema para se inscrever devido a alta complexidade do site que para muitos ,  os quais ainda não foram inserido na nova era digital, está sendo uma grande dor de cabeça.
Outro entrave,  que está fazendo com que muita gente não se interesse pela oferta, está sendo  o numero de vagas, por micro região, que segundo o edital é  reduzidíssimo, para a micro região de Marabá, por exemplo oferta-se  01(uma) vaga para o cargo de carteiro e 02 (duas) para atendente comercial. Porém, segundo informações de dentro dos Correios a Empresa tem a cultura de pôr um numero pequeno de vagas em seus certames , todavia, chamam um grande números de aprovados para compor o quadro de empregados, a exemplo do ultimo concurso no qual a Empresa ofertou uma vaga para esta região e foram chamados todos os aprovados e ainda alguns de outras micro regiões .
A mesma fonte, também nos informou que houve um erro no edital, que oferta 17 (dezessete) vaga para a região de Parauapebas e 01 (uma) para a região de Marabá e que para não haver problema , após o termino do certame serão enviados aprovados daquela região para esta.
Ainda, segundo nossa fonte, devido o acelerado crescimento urbano e populacional dessa região  existe a possibilidade de chamarem um grande numero de aprovados no concurso em vigência, haja vista a defasagem atual do numero de carteiros e atendentes comerciais.
Outra informação que esta meio que nas entrelinhas do edital é a possibilidade do candidato estar concorrendo a dois cargos de nível médio, tendo em vista que as provas ocorrerão em horário e turnos diferentes.

O certame será o organizado pela banca Cespe/Unb. As inscrições estão abertas desde o ultimo dia 23 e irão até o próximo dia 05 de abril, e poderão ser feita  através do site; www. cespe.unb.br;
Luís Cândido

Estrada de acesso ao CRMB sem manutenção!


Estrada que dá acesso ao Campus Rural de Marabá no PA 26 de Março está parcialmente intrafegável. A estrada construída pelo governo do estado no início de 2009, não foi repassada ainda para o município, portanto ainda não há de fato quem ficará responsável pela manutenção .

São extamente 2,7 km que liga da BR 155 à sede do Campus Rural de Marabá (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA).


Sede do Campus Rural de Marabá

Vavá Mutran volta ao banco dos réus (i)

Ele é acusado de assassinar um menino de 8 anos de idade, em Marabá, em 2002, e será julgado longe da sua rede de influências econômicas e políticas
O fazendeiro Oswaldo dos Reis Mutran, ex-deputado estadual conhecido por Vavá Mutran, volta ao banco dos réus no próximo dia 7 de abril, para responder pelo assassinato do menino David Ferreira de Abreu, de 8 anos de idade. O crime ocorreu em 2002, na cidade de Marabá, e agora julgamento será realizado na capital paraense, para diminuir a possibilidade de influência do poder econômico e político da família Mutran sobre o resultado.

No primeiro júri popular realizado na Comarca de Marabá, em agosto de 2005, Vavá Mutran foi absolvido. O Ministério Público do Estado (MPE) recorreu e conseguiu anular a sentença, convencendo a Justiça a realizar novo julgamento, em Belém. A Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) fará a assistência de acusação.

Vavá Mutran volta ao banco dos réus (ii)

 O crime – O menino David jogava bola no terreno que fica atrás da residência de Vavá Mutran e foi morto com um tiro na cabeça, no dia 4 de dezembro de 2002. O acusado foi preso horas depois do crime. A denúncia apresentada pelo MPE sustentou que o assassinato foi testemunhado por pessoas que contaram ter visto o acusado, inclusive, chutar a vítima quando ela já estava caída no chão. À época, a população local chegou a depredar a residência de Vavá Mutran, que nega o crime.

Quando era deputado estadual, Vavá teve seu mandato cassado e foi condenado à dez anos de prisão pelo assassinato de um fiscal da Fazenda do Estado. O servidor havia autuado um carregamento de gado do fazendeiro transportado sem documentação. Mutran cumpriu parte da pena e foi solto pela Justiça.

A família Mutran é a maior exportadora de castanha-do-pará do país e é dona de diversas fazendas na região Sul do Pará. Ela já foi multada pelo Ministério do Trabalho pela comprovação e reincidência de trabalho escravo em suas fazendas.

Vavá Mutran é o patriarca da família de Marabá que também tem grande inserção política na região. É pai Nagib Mutran Neto, que foi prefeito da cidade, vereador e, em janeiro de 2011, assumiu interinamente a Prefeitura; e sogro da ex-deputada estadual Cristina Mutran.

 Erika Morhy – assessora de imprensa

"Desta vez ele não vai escapar", diz Jean Wyllys

A polêmica está no ar!

Pautada pela imbecilidade do deputado da ultra-direita Jair Bolsonaro (PP-RJ), que em suas declarações a imprensa tem atacado os homossexuais e negros, num ataque sem precedentes o deputado pode correr o risco de perder  o mandato.

O atual deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou ao UOL Notícias nesta quarta-feira (30) que acredita na punição do também deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) por suas afirmações de cunho racista feitas durante entrevista ao programa de televisão CQC.
“Historicamente, o deputado vem fazendo ofensas sistemáticas e odiosas, de escárnio e de deboche e nada. Ele está habituado a abusar da imunidade parlamentar (...). A estratégia dele é não assumir que é racista.

Detalhes Aqui

Fonte: Uol Notícias

Carteiras "João Miranda"!!

Segundo o Blog do Chagas Filho foram publicadas hoje (31) as portarias de nomeação para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em Marabá. Por meio da portaria de nº 892/2011-DG/CDRH, Pedro Lima será o gerente regional de Trânsito. Com a portaria 893/2011-DG/CDRH, Ivan Simões assume a agência de Trânsito de Marabá.
Pedro Lima assume por indicação do deputado João Salame (PPS), enquanto Ivan Simões foi indicado pelo deputado Tião Miranda (PTB).
Com isso encerra a briga de cachorro grande que vinha sendo degladiada nos bastidores do poder do Governo do Simão.

CURIÓ PRESO EM BRASÍLIA!!!!!!!!!

Um bom 31 de março para comemorar a prisão do Major Curió - (ex-prefeito de Curionópolis e repressor da Guerrilha do Araguaia), que foi preso ontem (30) sob a acusação de posse ilegal de arma de fogo. A PF não informou o local onde ele estava quando foi detido, mas confirmou ao Correio que a prisão ocorreu em um sítio de propriedade de Curió. Por ser militar, ele foi levado para o Batalhão de Polícia do Exército, mas acabou liberado no mesmo dia, após conseguir um habeas corpus.

Veja as nostícias da prisão de Curió:

Curió preso por porte ilegal de arma - Clippingconteúdo

Curió preso - Jornal Expresso

Detido, major passa menos de um dia preso - Diário do Pará

Curió, o major da repressão é preso em Brasilia - Addivo

MPF exige da Eletronorte compra imediata de terras para compensar Akrâkykatejê

O Ministério Público Federal no Pará mandou manifestação à Justiça pedindo que a Eletronorte seja obrigada imediatamente a comprar terras para compensar a área que os índios Akrãnkykatejê, conhecidos como Gavião da Montanha, perderam com a construção da usina hidrelétrica de Tucuruí.

O caso tramita desde 1989 na Justiça Federal e teve decisão transitada em julgado - sem possibilidade de recurso. A decisão veio do Tribunal Regional Federal da 1ª Região em Brasília e originou uma ordem, em que o juiz Ronaldo Destêrro, da 9ª Vara Federal em Belém, determina à Eletronorte que compre as terras do Condomínio Bela Vista, um conjunto de fazendas já aprovados pela Funai e pelos índios.

A ordem judicial data de junho de 2010, mas, em vez de cumpri-la, a Eletronorte interpôs no mês passado Embargos de Declaração, tipo de recurso cabível apenas para esclarecer dúvidas quanto a uma sentença. "A leitura dos embargos revela o intuito meramente protelatório, como forma de adiar o efetivo cumprimento da ordem judicial emanada", afirma o procurador da República Felício Pontes Jr. na manifestação à Justiça.

A Eletronorte alega que desconhece "elementos básicos de um contrato de compra e venda imobiliária, como por exemplo, proprietário, valor, localização do cartório de registro de imóveis competente". Acrescenta que a ordem de entregar o imóvel rural à comunidade indígena é de "difícil cumprimento: qual pessoa, física ou jurídica, representará a referida comunidade nesse ato?"

O MPF considera as alegações absurdas: "durante todas as fases processuais, por inúmeras vezes, a ré Eletronorte manifestou-se nos autos quanto à área indicada pela comunidade indígena, e emitiu até um parecer em que pedia apoio da Funai para trabalhos de melhoria da qualidade ambiental". Em dezembro de 2009, inclusive, houve reunião da Eletronorte com a Funai, os índios e o MPF para definir a escolha das terras.
Fonte:

quarta-feira, 30 de março de 2011

Fica Marinor!!

Foto: M. Matriz

Senadora Marinor Brito (PSOL) liderará movimento contra a volta dos Fichas-Sujas, uma ampla mobilização nacional será realizada de ponta a ponta. Está prevista sua presença na região por ocasião das atividades de celebração dos 15 anos do massacre de Eldiorado do Carajás.

Arma de fogo sem documento apreendida na casa de Curió!

Além da arma de fogo diversos documentos, um computador foram também apreendidos na manhã de ontem (29), durante operações de busca e apreensão nas duas residências do oficial da reserva Sebastião Curió Rodrigues de Moura, conhecido como major Curió, no Distrito Federal.
Mais detalhes no Quaradouro

----------------------

Abril Vermelho Cultural


Programação completa da Semana da Juventude  Camponesa postada abaixo

Programação da Semana da Juventude Camponesa (17 de Abril)


10/04
11/04
12/04
13/04
14/04
15/04
16/04
17/04
MANHÃ
Chegada das delegações
Análise de conjuntura:
 - Rogério MAB
 - Maria Raimunda MST
Solidariedade de classes e internacionalismo
 - Simone MST
 - Ulisses MST
Reforma Agrária Popular
 - Gilmar Mauro - MST
As tarefas da juventude na construção do Poder Popular
 - Márcio Jandir - MST
 - Amanda – ABEEF
- Antônio Neto - MST
Juventude Camponesa: construindo identidade nos territórios de resistência
 - Marilda Menezes – UFCG
 - Paulo Mansan - PJR

Soberania alimentar e agroecologia

 - Suely Gomes - IFPA
 - André Rocha - MST

FEIRA DA REFORMA AGRÁRIA
Ato político na Curva do S
TARDE
Credenciamento
16h: Plenária de organicidade
Criação do monumento em Memória ao Massacre de Eldorado dos Carajás

Oficinas
teatro, dança, poesia, instrumentos musicais, agitprop, música, artes plásticas, informática, infância, máscaras africanas, rádio

Cinema da terra (auditório da escola)

15 h: Marcha para a Curva do S

17 HORAS
Inauguração do Centro Cultural Che Guevara
Monumento
Inauguração da rádio Camponesa
Inauguração da Biblioteca José Saramago

Sim, eu posso.
Espaço Infância
Ato na Curva do S

NOITE
Abertura
Filme: Eldorado – 10 anos
Curtas


Vivência do internacionalismo

Balada Popular
Show Gospel
Noite Amazônica: Show com Beto Dy Mayo e Banda Nó de Aroeira
Show com Zé Geraldo e Banda
Socialização das oficinas
Show cultural: A Família SP
Vigília
Festa da Reforma Agrária e dos 15 anos do Assentamento 17 de Abril:
- Socorro Lira
- Pereira da Viola
- Clauber Martins
- Zeca Tocantins

SDU lança portal na net

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) lançou oficialmente na última terça-feira o seu novo portal na internet, localizado no endereço http://www.sdu.maraba.pa.gov.br/.

DDT continua matando 1

Em e-mail enviado pelo SINTSEP-PA com o título 37º MORTO POR INTOXICAÇÃO NO ESTADO DO PARÁ, como fonte da matéria pubçlicada hoje no Diário do Pará, postamos abaixo mais um descaso do governo federal.

Morre mais um intoxicado por uso de inseticida DDT

Morreu na última terça-feira (22), mais um servidor da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) intoxicado pelos inseticidas usados no controle de epidemias na Amazônia na década de 80. Milton Araújo dos Santos, 75 anos, possuía tutela judicial para tratamento por intoxicação e morreu em Conceição do Araguaia. O caso é mais um na macabra lista de intoxicados, que já soma 37 óbitos. Houve mortes registradas por câncer de pulmão e de garganta, problemas cardíacos e respiratórios.
Familiares de Milton Araújo dos Santos vão buscar na Justiça os direitos em relação aos anos de “negligência” por parte da Funasa. A filha do servidor, Berenice dos Santos, contou ao DIÁRIO que há mais de dez anos Milton descobriu a infecção por Dicloro-difenil tricloroetano, o DDT - substância proibida no Brasil desde 2009 -, e pelo Malathion, usado no combate à malária. “Ele pagava o Capesaúde, que está entre os 10 melhores planos de saúde do país, mas que foi negligente também, dificultando até a realização de exames”, disse Berenice. Segundo ela, o pai estava sob cuidados de uma enfermeira sendo medicado em sua própria casa.
Berenice, ao lado da mãe Corina dos Santos, afirma que o pai nunca foi assistido pela Funasa quanto ao auxílio médico. Ele sempre trabalhou com a borrifação de DDT e se aposentou em 1993.
O assessor jurídico do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Pará, Marco Apolo, esteve em Washington participando de audiência sobre Belo Monte na OEA (Organização dos Estados Ameriacanos). Na ocasião, fez denúncia sobre a situação do intoxicados na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, pedindo providências contra o Estado Brasileiro.
A saúde de outro servidor público federal aposentado, Rosenildo Antonio Leão Moura, intoxicado pelo DDT, também inspira cuidados. Ele continua passando por um quadro clínico delicado depois de internações por inúmeros agravos em sua saúde. Rosenildo possui tutela judicial para tratamento por intoxicação. Entretanto, esta não vem sendo cumprida regularmente pela Funasa, o que fez com que o seu estado tenha piorado

DDT continua matando 2

SEM ASSISTÊNCIA

O Sintsep vem denunciando as dificuldades passadas pelos servidores expostos ao DDT no exercício de suas funções e a falta de assistência prestada pela Funasa.
Aproximadamente 600 trabalhadores foram intoxicados com inseticidas. Sem receber assistência governamental desde setembro de 2009, eles amargam gradativamente a debilitação física e psicológica. “Estamos desprovidos do direito de saúde, esquecidos aqui no interior”, critica o ex-agente de saúde Genival Rodrigues, contaminado com DDT e malathion há quase duas décadas. Em situação semelhante a dele, cerca de 60 pessoas já teriam falecido em decorrência da intoxicação.
Morador do município de Conceição do Araguaia, ele conta que os sintomas mais fortes são dores de cabeça, falta de apetite e irritabilidade. “No início não sabíamos o que era, mas vários colegas foram adoecendo com o mesmo quadro e, quando foi detectada grande concentração de DDT no sangue de um dos agentes, todos nós fizemos os exames”.
O resultado foi assustador. Dos 120 trabalhadores que se submeteram a análises laboratoriais, 82 saíram com a confirmação de intoxicação.
Genival ratifica ainda que os problemas não ficaram restritos ao físico e se estenderam inclusive aos âmbitos da vida social, já que o comportamento dos enfermos também foi afetado. “Até familiares não suportaram as mudanças de humor, as crises nervosas e muitas esposas se separaram, como a minha”. Com informações de Viviane Fialho, de Conceição do Araguaia, e Raimundo Sena.
O QUE DIZ A FUNASA
Questionada sobre a interrupção da assistência aos trabalhadores intoxicados, a Funasa admite que desde novembro problemas no orçamento da instituição impediram o cumprimento do acordo judicial. O chefe de recursos humanos da Fundação, José Augusto Maranhão, ratifica, entretanto, que já foram concluídas as licitações de empresas que prestarão o serviço de transporte aéreo, hospedagens e alimentação dos beneficiados. “Estamos agora em fase estruturação e no começo de abril retomaremos o atendimento”, afirma.

DDT continua matando 3

Sindicato quer indenizações da Funasa

Segundo o Sintsep, a primeira denúncia de problemas de saúde foi feita em 1996. A contaminação ocorria principalmente no manuseio inadequado dos produtos tóxicos. “Os agentes não usavam luvas, máscaras e alguns até chegavam a dividir os mesmos macacões. Sem contar o transporte do material em veículos inadequados, incluindo animais cargueiros”, conta o presidente do sindicato, Cedício Vasconcelos, que afirma que na época havia a crença que a substância só fazia mal aos mosquitos.
Verificando a situação da categoria, o sindicato entrou com ações na Justiça Federal exigindo uma resposta da Funasa sobre o assunto. Após analisar laudos de perícias técnicas e exames médicos, foi homologado que a fundação arcaria com as despesas de parte dos infectados. Porém, a decisão não tem sido cumprida. Desde setembro, a Funasa suspendeu a assistência aos trabalhadores, alegando falta de verbas.
“Queremos que a Funasa reconheça o acidente de trabalho, indenize os trabalhadores contaminados por danos morais e conceda o tratamento adequado a eles, que inclui deslocamento até Belém para consultas, exames e distribuição dos medicamentos”, expôs Cecídio.

(Fonte Jornal Diário do Pará)
Enviado por e-mail  pela Representação do Sintsep

terça-feira, 29 de março de 2011

Privatização da Limpeza Pública 1

Depois de tentar sem sucesso no início do seu governo em 2009, o prefeito MAUrino Magalhães (PR) esticou seus passos rumo ao seu projeto privatista. A empresa Leão acaba de vencer a Licitação para comandar a Limpeza Pública em Marabá.

A Merenda Escolar foi privatizada e não melhorou em nada! O HMM é outro que está nos planos da terceirização.

Privatização da Limpeza Pública 2

Deu no Blog do Zeca Moreno

Vencedora de licitação da limpeza publica embolsará mais de Um Milhão

A Leão, empresa vencedora da licitação de limpeza pública em Marabá vai embolsar Um Milhão Novecentos e Vinte Reais mensalmente para fazer a limpeza urbana, capina, roçagem, recolhimento domiciliar e comercial. A expectativa é que distribuam mais coletores de lixo na cidade a fazerem o recolhimento, uma vez que a prefeitura conta apenas com seis, os quais estão em estado precário. Na avaliação de uma fonte da própria administração, o gestor procurou o caminho mais fácil e nada econômico para tentar solucionar o problema da limpeza pública, a solução seria buscar financiamento junto a Caixa Econômica, ou BNDS e comprar parcelados os caminhões coletores que hoje custa em média Quatrocentos Mil Reais. Melhorar a estrutura que se tem seria o melhor caminho afinal de contas quem garante que terceirização é sinônimo de qualidade, um dos exemplos para todos refletirem é o caso da merenda escolar que hoje é terceirizada e sobram criticas com relação à qualidade.
 
----------------------
 
O Leão devora o imposto de renda.... e a Leão devorará a renda de Marabá
 
 

Diretores nomeados: Governo do Simão inicia a nomeação de diretores de escolas estaduais

Por e-mail leitor de Parauapebas denuncia a falta de compromisso dos diretores de escola, que por lá não realizaram o processo de eleição.
------------
Ribamar,  meu caro, os diretores petistas incompetentes que administratavam as
maiores escolas do Estado em Parauapebas não realizaram o processo democrático
para escolha dos diretores conforme orientação do governo passado, acreditando
numa impossível reeleição de Ana Júlia, não só se prejudicaram, mas sobretudo
prejudicaram todo um processo democrático que vinha acontecendo no Município.
Nessas escolas, o governo Jatene, através da SEDUC impuseram seus diretores de
plantão que estão saindo agora nas escolas onde aconteceram eleição, dizendo que
a partir de agora não haverá mais eleição nas escolas, portanto os eleitos só
cumprirão os seus mandatos. Essa foi herança que o PT em Parauapebas deixou para
os educadores do Estado, visto que as suas representantes não foram capazes de
encaminhar o processo democrático quando administravam as escolas Eduardo
Angelim, Irmã Dulce, Cecilia Meireles e Euclydes Figueiredo. Que decepção! Não
respeitaram nem a orientação de seu governo!!!

DMTU informa

Através de comunicado que vem sendo divulgado desde o início desta semana, o DMTU (Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano) informa que estará atendendo nos números : (94) 3322-9014, 8803-4071 e 8803-4384. Sendo que todos são provisórios.

Morre o ex-vice presidente José Alencar


O ex-vice-presidente da República e empresário José Alencar (PRB-MG) morreu, há pouco, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A morte do político, que faria 80 anos em outubro, foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital.

Alencar foi internado às pressas, ontem, no início da tarde, com um quadro de obstrução intestinal. Há mais de uma década, ele lutava contra um câncer no intestino.

O diretor-técnico do Sírio-Libanês, Antônio Carlos Onofre de Lira, e o diretor-clínico, Paulo Ayrosa Galvão, assinam nota, divulgada depois das 15h, em que afirmam que Alencar morreu às 14h41 desta terça-feira, "em decorrência de câncer e falência de múltiplos órgãos."

Fonte: www.agenciabrasil.ebc.com.br 

Uma boa leitura!

A Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com apoio do MEC, FINEP e outras instituições, lançou o projeto “Brasiliana Eletrônica”, que objetiva digitalizar e disponibilizar na Internet toda a Coleção Brasiliana, editada de 1931 a 1993 pela Companhia Editora Nacional, de São Paulo – SP.
Trata-se de um conjunto de 415 volumes, de autores nacionais e estrangeiros, sobre vários assuntos (história, geografia, antropologia, folclore, sociologia, biografia, narrativas de viagem etc.), abrangendo todo o Brasil.
Dentre as mais de 100 obras já disponíveis para leitura no portal do projeto, destacam-se as seguintes, todas sobre a Amazônia: “Na planície amazônica” (Raimundo de Morais, volume 63); “À margem do Amazonas” (Aurélio Pinheiro, volume 86); “Amazônia – a terra e o homem” (José Francisco de Araújo Lima, volume 104); “O vale do Amazonas” (Tavares Bastos, volume 106); “Viagem pelo Amazonas e Rio Negro” (Alfred Russell Wallace, volume 156); “Viagem ao Tapajós” (Henri Coudreau, volume 208).

A “Brasiliana Eletrônica” está disponível no sítio http://www.brasiliana.com.br/

O que é Ciência?

Qual a diferença entre o conhecimento produzido pela Ciência e o conhecimento produzido por outras formas do saber como a Filosofia, a Arte e a Religião?

O que caracteriza o método Ciêntífico e como a Ciência se desenvolveu ao longo da História?


SAPERE - Grupo de Estudos em Metodologia, Epstemologia e História da Ciência constitui-se em um grupo que tem por objetivo estudar os principais aspectos relacionados e os fundamentos que sustentam a construção do Conhecimento Cintífico. É um projeto de extensão vinculado ao Curso de Licenciatura em Ciências Naturais da UFPA e é aberto a todas as pessoas que tenham interesse em ampliar seus conhecimentos sobre o tema.

Reunião Inaugural do Grupo de Estudos, dia 01 de abril - as 14h30m
Local: Sala 4 do Campus II da UFPA

Maiores informações com o professor André Picolli - picolli@ufpa.br

Escafedeu-se!

Um dos blogs mais lidos no período eleitoral de 2010 está sem atualizações há dois meses. O que será que aconteceu?

O Blog da Repórter paralisou suas postagens ou paralisaram as postagensa da Repórter do Diário do Pará??

Boa leitura!


Amigos, colegas, estudantes:
É com muita alegria que anuncio o lançamento do livro Oscar Niemeyer: De vidro e concreto / Of glass and concrete. Uma edição bilíngue, português/inglês.
Para o texto da quarta capa, o Prefácio de Luiz Amorim e outras informações por favor visitem minha página, na seção “livros”:
http://www.fredericodeholanda.com.br/
Como prometido na Apresentação do livro, vocês podem ver as fotos em tamanho maior e coloridas, e baixá-las gratuitamente para fins didáticos ou para sua coleção pessoal (para publicações por favor peçam minha permissão). Estão em FLICKR:
http://www.flickr.com/fredericodeholanda/
ou, especificamente para este livro, em
http://www.flickr.com/photos/fredericodeholanda/collections/72157626121739107/

O livro pode ser adquirido:
1) Diretamente comigo. O pedido deve ser encaminhado para o email fredholanda44@gmail.com . Peço informar o endereço para a remessa. A postagem será feita exclusivamente como impresso registro módico, que permite o rastreamento, e ao custo de R$ 4,25 por exemplar. Recebido o pedido, informarei a conta bancária onde o valor do livro (R$ 25,00) e o valor da postagem (R$ 4,25), totalizando R$ 29,25, devem ser depositados. Creditado o valor, o livro será enviado. Esta opção é válida somente para os residentes no Brasil. Para outros países, ver a seguir.
2) Por depósito via PayPal, no endereço eletrônico fredholanda44@gmail.com. O pedido deve ser encaminhado para o mesmo email (fredholanda44@gmail.com). O endereço para remessa deve ser informado. A postagem será feita como econômico registrado, que permite o rastreamento. O valor de postagem depende do país. Recebido o pedido, informarei o valor a ser depositado mediante PayPal (USD 21.00 pelo livro + postagem).
3) Na Livraria Cultura, nas lojas ou na página da internet: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/busca/busca.asp?nautor=402888&refino=1&p=1
4) Na Amazon:
http://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Dstripbooks&field-keywords=frederico+de+holanda

Agradeceria imensamente que vocês contribuíssem para a divulgação do livro entre amigos, colegas, alunos, contatos em geral. Se não acharem abusivo, peço também divulgar nas malas eletrônicas das instituições a que pertencem.
Finalmente, desculpo-me de antemão por mensagens duplicadas que eventualmente recebam.
Com as mais cordiais saudações,
Frederico de Holanda

Enviado por Frederico Holanda

Projetos de inclusão social seleciona

Edital seleciona programas e projetos para inclusão social

Universidades federais, estaduais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia que ofereçam cursos de nível superior têm até 11 de abril para apresentar propostas de programas e projetos de extensão universitária que tenham ênfase em inclusão social. A seleção será feita pelo Edital nº 4 do Programa de Extensão Universitária (Proext), da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação. O limite de financiamento chega a R$ 50 mil por projeto e R$ 150 mil por programa.

O edital contempla 13 áreas temáticas: educação; tecnologias para o desenvolvimento social; cultura e arte; pesca artesanal e aquicultura familiar; promoção da saúde; desenvolvimento urbano, desenvolvimento rural, redução das desigualdades sociais e combate à extrema pobreza; geração de trabalho e renda por meio do apoio e fortalecimento de empreendimentos econômicos solidários; preservação do patrimônio cultural brasileiro; direitos humanos, promoção da igualdade racial, e mulheres e relações de gênero.

O resultado da seleção será divulgado no dia 27 de maio. O Edital 2011 é uma ação conjunta do Ministério da Educação com os ministérios da Cultura, da Ciência e Tecnologia, da Pesca e Aquicultura, da Saúde, das Cidades, do Desenvolvimento Agrário, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do Trabalho e Emprego, além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e das secretarias especiais de Direitos Humanos, de Políticas e Promoção da Igualdade Racial e de Políticas para as Mulheres.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16464

Enviado por Elielson Silva

Zeca Moreno na blogosfera!

O radialista Zeca Morena (RBA) acaba de entrar para categoria de blogueiro.

Com o blog Zeca News - o canal de noticia de Marabá, Zeca inova na blogosfera.

Confira AQUI

FRACASSO!


O movimento emancipacionista está cada vez mais em decadência, nas comemorações dos 25 anos de insistência de um pequeno grupo em querer dividir o Pará, ficou bastante evidente. A estrela do evento não foi o povo, as atenções estiveram voltadas ao governador do Tocantins José Wilson Siqueira Campos (PSDB), que se proselitou irradiante diante da platéia.

O pequeno público que compareceu no ginásio de Parauapebas deve ter ido mais por curiosidade, doq ue por acreditar na proposta fálida de criação de um novo estado. Na verdade, o evento foi mais pra para massificar a presença de politicos do Tocantins, estado que se tornou inviável para governar e para investir. Tanto é verdade, que parte da classe politica de lá, tem grandes propriedades no Sul do Pará.

Além da ausência do povo, faltaram também ao evento os políticos da região: como prefeitos, vereadores e deputados. Os que estiveram por lá já perceberam que vão ter que mudar de estratégia.

Carajás, Não!!!!!!!

A farra das rádios!

Ministro respondeu à reportagem que denuncia venda aberta de outorgas de emissoras em sites

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, divulgou nesta segunda-feira (28) nota à imprensa afirmando que as irregularidades detectadas nos processos de outorgas no setor de radiodifusão serão combatidas e as responsabilidades encaminhadas para apuração do Ministério Público e da Polícia Federal, as instâncias  competentes para conduzir questões criminais. A decisão foi tomada após publicação, pela Folha de S. Paulo, da existência de sites especializados na venda de concessões recém-aprovadas.
De acordo com a nota, a Secretaria de Comunicação Eletrônica, setor responsável pelas outorgas na radiodifusão, vem investindo na gestão e controle de processos para evitar fraudes e considera que o melhor caminho é informatizar e dar maior transparência e acesso à sociedade. “Entretanto, de mesma maneira que outros crimes contra a administração pública, sua apuração cabe ao Ministério Público e à Polícia Federal”, enfatiza o documento. Segundo Bernardo, as medidas ao alcance do Ministério estão sendo adotadas. Toda a Secretaria já está sendo reformulada e repensada para garantir que os novos processos sejam mais transparentes e ágeis, evitando o uso indevido de brechas na lei.  (Enviado por Tony Marques)

segunda-feira, 28 de março de 2011

Baiiro Magalhães?


Magalhães Barata? ou Maurino Magalhães?

Artigo 37 da CF nele!!!

Questão Agrária Brasileira

O Atlas é resultado da minha tese  de doutorado, defendida
em 2008 no Programa de Pós-Graduação da FCT/Unesp -
Presidente Prudente sob a orientação do Prof. Bernardo Mançano
Fernandes e  com o apoio da FAPESP.
O objetivo no trabalho foi a elaboração de um estudo
sobre os principais  temas da questão agrária no Brasil dando
ênfase à sua expressão territorial.  Foram analisados
os problemas (pobreza, desflorestamento, concentração
fundiária, violência no campo etc) e também a luta
pela terra, a produção  agropecuária, a dinâmica
populacional e alguns aspectos da configuração  territorial.
O diagnóstico e as proposições que o seguem são
alicerçados
na teoria sobre  os modelos de desenvolvimento para o campo,
sendo que nos posicionamos junto  ao Pardigma da Questão
Agrária. Isso possibilitou realizar uma leitura dos  dois
territórios divergentes da questão agrária: o
campesinato e o  latifúndio e agronegócio.
O Atlas compreende mais de 300 mapas, número este que
será acrescido  constantemente. Foram mapeadas as violências no
campo e as ocupações e  assentamentos desde o fim da
década de 1970 e início da década de 1980.  Sendo assim, o
Atlas também é um banco de informações geográficas
(mapas)  sobre a luta pela terra no Brasil. Outro destaque é o mapeamento
dos dados  do INCRA agregados em escala municipal, o que
evidencia que não há  necessidade de ocupar novas
áreas. Um resultado inédito é o mapa do Índice  de Gini para os
municípios brasileiros. Na conclusão apresento um mapa
sinótico que comporta as principais estruturas
territoriais da questão  agrária brasileira.
Espero que o Atlas possa contribuir com o movimento para o
estabelecimento  de um modelo de desenvolvimento que
compreenda a necessária reforma agrária  no Brasil.
Além do Atlas, na tese também apresento uma proposta
téorico-metodológica  para a cartografia geográfica -
a Cartografia Geográfica Crítica -, que  certamente é de
interesse mais específico dos geógrafos, os quais
convido à discussão do tema. Desde já, agradeço à todos(as)
que tenham contribuído de alguma forma para o  trabalho.
Críticas, dúvidas e sugestões são bem-vindas para
que o Atlas possa ser  aprimorado.
Convido-os agora para uma vista ao Atlas em
www.fct.unesp.br/nera/atlas Se acharem conveniente, peço
que ajudem a divulgar o endereço eletrônico.(www.fct.unesp.br/nera/atlas).
  Obrigado.
Atenciosamente,
Eduardo Paulon Girardi
Geógrafo
epgirardi@yahoo.com.br

Novo Posto da PRF!


Com a criação do Loteamento Cidade Jardim, aumento do efetivo e a federalozação da antiga PA - 150, agora BR 155! A Policia Rodoviária Federal estará de casa nova nos próximos dias, vai ocupar as aintigas instalaçoes do Posto da Policia Roviária Estadual no km 20 ( imediações da Fazenda Revemar).

Essa semana deve terminar o deslocamento de todos os carros e motos que estão no pátio do posto do km 10 (antiga Vila Lafayete) na BR 230.

O novo posto policial garantirá segurança e a permanente fiscalização da nova rodovia federal.

Atingidos por barragens ocupam rodovia

No início desta manhã (28/3), por volta da 7h00m, mais de trezentos manifestantes, formado por trabalhadores, agricultores e atingidos pela barragem da Usina Hidrelétrica de Samuel, paralisam a rod ovia BR 364, no kilômetro 100, próximo ao município de Itapuã do Oeste.

A ação é organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB, que realizou uma assembléia na tarde de ontem em Itapuã do Oeste, com participação de atingidos dos municípios de Candeias Jamari, Itapuã do oeste e do Distrito de Triunfo. A atividade contou com a parceria de organizações, sindicatos e uma comissão de moradores de Itapuã.  Segundo lideranças do movimento, compareceram na assembléia mais de 600 pessoas, momento em que debateram a dívida histórica social do processo de construção da usina de Samuel e definiram uma pauta de reivindicações.

Entre os pontos da pauta estão um plano de recuperação e desenvolvimento dos municípios atingidos pela usina, o reassentamento de famílias e ações de fortalecimento da pesca e da aqüicultura na região.

De acordo com Cazu, coordenador estadual do MAB, o ato também é uma manifestação de solidariedade à revolta dos trabalhadores de Jirau e a greve dos operários da usina de Santo Antônio. A paralisação da rodovia é por tempo indeterminado e exigimos audiência com a ELETRONORTE, com governador do estado e INCRA, afirmou.
(enviado pelo MAB)