sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sujando a ficha!

A vereadora Elka Queiroz (PTB) estampa novamente as páginas dos jornais. A vereadora está sendo acusada de falsificar documentos que livraram da cassação por uso indevido do veículo oficial.


E agora vereadores?

As duas declarações apresentadas pela vereadora Ismaelka Queiroz Tavares (PTB) à Justiça, como prova de que ela e assessores de seu gabinete estiveram em São Paulo em julho de 2010 para conhecer projetos esportivos e depois implantá-los em Marabá são falsas, de acordo com uma Medida Cautelar Incidental que a promotora Mayanna Silva de Souza Queiroz impetrou no dia 21 deste mês na 3ª Vara Cível da Comarca de Marabá.

Pela cassação já!!!

Um comentário:

Anônimo disse...

Se ficar comprovado a fraude (digo SE, porque esse pessoal da CMM são capazes de encontrar qualquer argumento, como fizeram em relação aos carros alugados), como ficará a situação dos vereadores que votaram pela permanência dela na Casa?

Sugiro ao MP que afaste também a todos os vereadores que - em sendo comprovado o crime - tornaram-se cúmplices.

E pra quê 21 vereadores, se os 13 que temos não produzem nada? 5 vereadores não estaria de bom tamanho?

___________
Adir Castro