quarta-feira, 15 de junho de 2011

Violência no Campo: Carta aberta!

Carta aberta ao senhor Israel Lima Ribeiro

É imprescindível que os bons lutem, e lutem por toda vida!

Meu caro,

Desde 1992 quando no combate a gestão então do Diretor da Escola Estadual Plínio Pinheiro, que acompanho a partir de uma outra perspectiva uma outra forma de ver o mundo. Nessa longa caminhada, onde estudantes foram organizados, onde a meia passagem foi garantida para todos, independente do local de Marabá onde residia; onde o processo disciplinar no período em que servia o exército não me fez calar; onde na disputa por uma universidade pública sempre pautei  a defesa de um grupo mais orgânico para dirigir os destinos do Campus de Marabá, e por lá disputamos as entidades como Centros Acadêmicos e o Diretório Acadêmico; Onde no PT aprendi a discutir com organicidade e lá mesmo rompemos quando do seu esfacelamento pelo caminho que trilhou; Onde a partir de nossa célula orgânica ajudamos a construir o PSOL; Onde a partir da militância política nos foi dada a oportunidade de ajudar a construir um procesos de participação popular no primeiro mandato do Governo Davi em Xinguara; Onde nossa organização politica fez nossa indicação para ajudar a organizar o partido e desempenhar a função como assessoria do mandato do então senador José Nery; Onde hoje com todo o acumulo temos desempenhado tenho oposto a atual gestão do Campus Rural de Marabá, por considerarmos na contramão do projeto de Educação do Campo que defendo. Por isso e por muito mais, por conhecer a história da região Sul e Sudeste do Pará, pela minha formação acadêmica, profissional e política aliada as minhas convicções luto por justiça social.

Há aqueles que lutam a vida inteira!!!

Nenhum comentário: