quarta-feira, 22 de junho de 2011

Mineração: Relatório do Encontro Regional (iii)

ESTADO DO MARANHÃO
Vale e Alumar, na ilha. Expansão das periferias, migração do interior do Estado para a cidade de São Luis. Em 2004, tentativa de implantação de um pólo siderúrgico na ilha, foi enfrentado pelas comunidades, causando a desistência das empresas, que foram para o Rio de Janeiro. Os impactos com a construção da ferrovia que atravessa 21 comunidades. Deslocamento das comunidades. Os problemas causados pelas guseiras. A duplicação dos trilhos não é só outra linha férrea, mas também a desterritorialização do campesinato, o aumento de atropelamentos e os mais diversos transtornos.
Quilombo da Santa dos Pretos: Tem tirado a vida de companheiros,  vida de animais,  tem provocado rachadura nas casas, desde 2004 a comunidade luta pela reconhecimento e a Vale questionou e atrapalhou, agrava a situação que já é difícil com a presença de madeireiros e fazendeiros
Califórnia -  lá não é diferente de outro lugar onde tem Vale. O nosso  PA fica ao lado de uma carvoaria da Vale. Temos denunciado para o mundo, respirando fumaça de eucalipto. Denunciamos e fizemos uma ação das mulheres da via campesina. Demos o recado. Foi organizado uma reunião com Vale e Governo do Estado. A empresa ficou de desenvolver ações para parar com a poluição. Hoje temos uma parceria com a JnT .A Vale está indo embora e está deixando  uma vizinha que é a Suzano. Que está tentando conquistar a comunidade com a construção de uma biblioteca. Tem um processo na justiça contra a Vale.

Nenhum comentário: