domingo, 20 de fevereiro de 2011

A poesia de Airton Souza

Recebi do poeta Airton Souza, que também cursa Licenciatura Plena em Letras  (UFPA), os trabalhos: Incultações Noturnas, Antologia Literária Vol 5 e Poesias- as melhores poesias de 2010, obras que passarão a compor minha biblioteca.

És o sonho venerado
Longíquo até alcançá-lo
O objetivo é chegar ao menos vê-lo
És o varão perdido
Que me conduzao jardim escuro
É a morte que cobre a nudez
No relento padeço
Vou multiplicando a esperança
Em vão...
À noite já me engoliu
E me conduz ao enterro
O silêncio me congela
Disfarço não sendo eu
Sendo um céu neutro
Sendo uma vasta hora
Que esplêndida,  parece não ser a hora
Agora já não és um sonho formidável
É um rio vazio
Que transborda murmúrio
E eu sou um abandeja
Que os cálices todos secos
A hora passa e o momento chora
Horrivelmente, vou me despedaçando
Me tornando um romance desfolhado
Sou um frágil kortal
E vou me perdendo no crepúsculo matutino

Um comentário:

Alê Barros disse...

Olá!
Gostaria de compartilhar com você, esse poema lindo da Brunna Paese.


SER MULHER
Ah, ser mulher!

Ser mulher é ver o mundo com doçura,
É admirar a beleza da vida com romantismo.
É desejar o indesejável.
É buscar o impossível.

O poder de uma mulher está em seu instinto
Porque a mulher tem o dom de ter um filho,
E cuidar de vários outros filhos que não são seus.

Ah, as mulheres!
Ainda que sensíveis
Mulheres conseguem ser extremamente fortes
Mesmo quando todos pensam que não há mais forças.

Mulheres cuidam de feridas e feridos
E sabem que um beijo e um abraço
Podem salvar uma vida,
Ou curar um coração partido.

Mulheres são vaidosas,
Mas não deixam que suas vaidades
Suplantem seus ideais.

Muitas mulheres mudaram o rumo
E a história da humanidade
Transformando o mundo
Em um lugar melhor.

A mulher tem a graça de tornar a vida alegre e colorida,
E ela pode fazer tudo isto quantas vezes quiser
Ser mulher é gostar de ser mulher
E ser indiscutivelmente feliz
E orgulhosa por isso.

- Brunna Paese -