quarta-feira, 28 de abril de 2010

Os mensaleiros

Te cuida Ana Júlia!!

Sintepp deflagra greve dia 07/05

Os trabalhadores em educação, depois de 3 anos de discussão e quase 5 meses de espera, ficaram revoltados com a proposta de PCCR do governo Ana Júlia. A proposta apresentada é péssima: não estabelece o piso salarial; não contempla toda a categoria, pois se restringe ao magistério (professores e técnicos em educação); não beneficia o professor com nível médio na progressão vertical; na progressão horizontal não define o interstício e não assegura a progressão de fato (depende de autorização da SEPOF) e o percentual estabelecido é de apenas 0,5% (no estatuto do magistério o interstício e de 2 em 2 anos e percentual é de 3,5%). O PCCR do governo é, portanto, um claro retrocesso.

Por isso a resposta da categoria não podia ser outra. Se o governo não sabe ouvir e não respeita a vontade da categoria, usaremos a força e a disposição de luta dos trabalhadores em educação de todo o estado, para conquistar o PCCR que merecemos. A assembléia realizada hoje (27/04) no Paes de Carvalho contou com a presença de cerca de 2.000 trabalhadores, que por ampla maioria decidiram pela greve a partir do dia 07/05. Além disso, foi definido um calendário de mobilização que inclui a realização de um seminário estadual sobre o PCCR dia 30/04, participação massiva no ato do 1º de maio, realização de um ato unificado (município e estado) em Belém dia 05/05 e um grande ato no dia 07/05 para iniciar greve.

 
Em nota o Sintepp, conclama todos os dirigentes e a categoria a reunir com pais, alunos e a sociedade em geral explicitando as razões da greve. Ademais é fundamental reunir os trabalhadores em todos os municípios visando construir uma poderosa greve contra esse governo anti-popular e anti-democrático.



Manifestação fracassa em Brasilia

"Apoiamos a reforma agrária, só não somos a favor das invasões", com essa frase a senadora do DEM, Kátia Abreu berrou ontem durante uma minuscula manifestação pela "paz no campo" em Brasilia. Só faltou dizer que a reforma agrária pode ser feita via internet. È só enviar um e-mail pro fazendeiro que "possuem" grande quantidade de terras, ai eles responderão que chame o pessoal do Incra pra fazer a divisão.

È bom esperar sentado!
-Mas eu digo que o caminho são as ocupações!!!!

Livro recolhido

No kit de livros paradidáticos distribuídos pela prefeitura de Recife, um livro causou polêmica entre os pais dos alunos. Mamãe, como nasci?, foi recolhido por se tratar da tematica da sexualidade. Os pais exigiram, por que em vez de educar, o livro incentiva as criança sas práticas masturbatórias. Veja a sinospe do livro abaixo:

Sinopse


Dirigido a crianças na faixa etária de 7 a 10 anos,Mamãe, como eu nasci? é um excelente instrumento para a educação sexual das crianças: seja em casa ou na escola. O livro fala, com beleza e sem tabus, sobre a intimidade de cada criança, da descoberta do corpo e da sexualidade. Temas como o corpo do homem e da mulher identificando as diferenças físicas entre meninos e meninas ­, masturbação, relação sexual, prazer, fecundação, gravidez, desenvolvimento do bebê, parto e boa imagem corporal são abordados numa linguagem clara ­ num tom específico para a criançada ­, afetuosa e didática.
-------------------------------
E aí??

Só pra não melindrar!

No STF, governo se posiciona contra a punição de torturadores



O Advogado Geral da União, Luis Inácio Adams, defendeu a manutenção da Lei de Anistia de forma a impedir o julgamento de agentes do Estado acusados de praticar tortura durante a ditadura militar (1964-85). Para ele, a legislação foi um instrumento necessário para a o restabelecimento da democracia no país e que a medida foi "ampla, geral e irrestrita".

A posição da AGU evidencia o racha do governo Lula sobre o tema anistia. O Ministério da Defesa e o Itamaraty também são contrários à alteração da lei. Por outro lado, Casa Civil, Ministério da Justiça e Secretaria de Direitos Humanos defendem a punição de torturadores.


---------------------------------

E olha só o nome dele!

Descentralização

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) baixa portarias instituindo Unidades Administrativas, no âmbito das Unidades Regionais dos municípios de Marabá, Santarém e Altamira, a Gerência de Ativação de Licenças, Autorizações e instrumentos similares de competência da SEMA. As Unidades Administrativas, de acordo com as portarias, serão destinadas à ativação no SIMLAM - Sistema Integrado de Monitoramento e Licenciamento Ambiental.

Mais um!

Acontece neste momento no auditório da Escola José Mendonça Virgolino, reunião do Conselho Gestor do Plano Diretor.



Pauta:

Escolha do Relator:

Empreendimento: “Mirante do Vale”

Endereço: Gleba Quidangues, km 3 da BR 230 sentido Itupiranga, Marabá – PA

Proprietário: Mirante Empreendimentos Imobiliário Ltda-ME

Área do terreno: 758.958m²

----------------------
Trata-se de um loteamento, enquanto o minha casa, minha divida , não chega!

O lado invisível do Pará


Com o título a Dinâmica da Expansão, o Jornal Valor Econômico acaba de lançar uma revista especial sobre a dinâmica ecônomica do Pará. A revista com 121 páginas se encontra também no link abaixo: http://www.revistavalor.com.br/home.aspx?pub=47&edicao=1

--------------------------

Outro lado

Nas matérias da dita revista, nenhuma linha ou qualquer citação sobre a realidade amazônica: conflitos de terras, grandes extensões de áreas nas mãos dos latifundiários, resitencia indigena e camponesa aos grandes projetos e por ai vai.

Como a revista teve patrocíonio do governo do estado, da Vale e outras exterminadoras, não dar pra esperar muita coisas mesmo!

TODOS COM PLÍNIO EM BELÉM


O pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, estará em Belém. Ele chegará na quinta-feira (29), no início da tarde, ficando no dia seguinte para o julgamento do Regivaldo Galvão (o Taradão), um dos mandantes do assassinato da irmã Dorothy Stang.

CRMB elabora Planejamento Estratégico

Com vistas  adotar uma gestão estratégica capaz de incrementar uma maior eficácia o Campus Rural de Marabá está implantando um Processo de Planejamento que lhe possibilite, enquanto instituição de ensino, ciência e tecnologia, ampliar os seus horizontes desenvolver melhor o seu potencial atendendo, de forma mais eficiente, as demandas de desenvolvimento econômico-social do sul e sudeste do Pará, regiões nas quais esse campus se encontra inserido. Esse processo envolve os diversos atores institucionais no estabelecimento de prioridades de médio e longo prazo e na formulação e implantação de políticas que levem à realização destas prioridades.

----------------------------------

O Campus Rural de Marabá é o sucessor da antiga Escola Agrotécnica Federal de Marabá.

CAMPANHA PELA EMENDA CONSTITUCIONAL QUE ESTABELECE UM LIMITE MÁXIMO À PROPRIEDADE DA TERRA NO BRASIL

Acesse www.limitedapropriedadedaterra.org.br e participe da campanha




"UMA MEDIDA DE JUSTIÇA:

ACABAR COM - 500 ANOS DE - LATIFÚNDIO:

REPARTIR A TERRA PARA MULTIPLICAR O PÃO"



1) O que é a Campanha?



Trata-se de uma ação de conscientização da sociedade brasileira a respeito da injusta realidade agrária do País e uma conseqüente ação de pressão sobre os parlamentares para que introduzam na Constituição Federal dispositivos que limitem o tamanho da propriedade da terra no Brasil, eliminando os latifúndios.



Entre os direitos que são assegurados ao cidadão e cidadã brasileiros, o inciso XXII do artigo 5 dispõe que "é garantido o direito à propriedade". Esta disposição constitucional é interpretada como garantia de um direito absoluto e ilimitado, legitimando a concentração nas mãos de poucas pessoas e grupos imensas áreas, enquanto a maioria se encontra excluída. Estas poucas pessoas, os latifundiários, há 500 anos impedem através da força e com base nestes argumentos e em leis por eles mesmos aprovadas, que seja promovida uma ampla distribuição das terras no Brasil. São eles os principais responsáveis por este disparate representado pela concentração fundiária vigente no País, que emperra seu desenvolvimento.



Já a Campanha, resgatando o conteúdo do inciso III do art. 3. da Constituição Federal, que diz que constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, "erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais" e do próprio artigo 5., que diz que "todos são iguais perante a lei", entende que o que o inciso XXII ordena é que seja garantido o direito à propriedade da terra a todos os brasileiros e brasileiras que dela precisam para trabalhar e garantir assim o pão para si e para sua família. É nesta luta que ela quer contribuir e constituir assim um instrumento de resgate da cidadania!



São os aportes para o "desenvolvimento"

Com os aportes incluem  ramal ferroviário, terminal fluvial,  frota de barcaças e rebocadores, implantação da fase 3 do DIM e outras isenções tanto do Governo do Estado, como da Prefeitura de Marabá, a Vale e a siderúrgica Sinobras firmaram sociedade para produzir bobinas de aço em Marabá. A nova empresa, batizada de Projeto Aline, é um desdobramento da Aços Laminados do Pará (Alpa), usina da Vale que tem previsão de entrar em atividade em 2013 e terá investimentos de R$ 7,4 bilhões com previsão também de geração de 18 mil empregos. (só previsão, anotem e veremos as consequências!!)

Dizem que a Alpa terá capacidade anual de produção estimada em 2,5 milhões de toneladas de aço, podendo chegar a 5 milhões de toneladas, isso em termos de produção! Mas a produção não se limita apenas ao produto desejado em si, as consequências gravissimas gerarão novas produções: miséria, violência, injustiça, caos urbano e por ai vai....

terça-feira, 27 de abril de 2010

Essa não Vale!

Ministério Público Estadual e Defensoria cobram da Vale no Maranhão



Uma ação civil pública conjunta do promotor do Meio Ambiente, Fernando Barreto com o defensor público Alberto Tavares, este último representando o núcleo de Moradia de Defesa Fundiária, tenta obrigar a Vale S/A e a Prefeitura de São Luís a indenizar e garantir a segurança e bem-estar de uma comunidade de mais de 100 famílias, afetada por obras da ex-estatal. O processo foi distribuído para a 5a vara da Fazenda Pública.

Barreto e Tavares estiveram nesta sexta (16) explicando a situação e colhendo mais informações dos moradores do Alto da Esperança, bairro do Anjo da Guarda. Parte deles perdeu a casa ou teve que abandoná-la às pressas com receio de desabamentos.

Basicamente, a ação pretende que os demandados cadastrem os moradores, indenizem as famílias, terraplanem e reforcem a estabilidade da área e assegurem a todos o direito à moradia. (mais)

Campanha contra a criminalização dos movimentos sociais

Por um Brasil sem Kátia Abreu!

Em um momento oportuno de  fortalecimento contra às ofensivas da direita e  de contribuição com a análise e reação dos movimentos e organizações sociais em luta foi lançado a cartilha: “Para entender a criminalização dos movimentos sociais e defensores de direitos humanos no Pará”. O lançamento foi agora a pouco  no Hotel Beira Rio (Av. Perimetal, prox. á UFPA).


Na programação, estava inserida o evento do Fórum Nacional de Reforma Agrária,  composto pelo pronunciamento das entidades da coordenação da campanha e show cultural com Raimundo Soares e distribuição de exemplares impressos da cartilha para entidades.

Plínio de Arruda Sampaio em Belém

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, estará em Belém. Ele chegará na quinta-feira (29), no início da tarde, ficando no dia seguinte para o julgamento do Regivaldo Galvão (o Taradão), um dos mandantes do assassinato da irmã Dorothy Stang.

Em Belém, Plínio contará com a companhia de Fernando Carneiro (PSOL), pré-candidato ao governo do Pará e de Edmilson Rodrigues.



Agenda

Quinta-feira, 29

18h30 - Debate Público

Tema: Uma alternativa popular e socialista à crise brasileira.

Local: Auditório da Faculdade de Medicina da UFPa - Av. Generalíssimo Deodoro, Nº 01 - Umarizal - Belém - PA



Sexta-feira, 30

8h00 - Participação no ato público durante o julgamento de Regivaldo Galvão, acusado de ser um dos mandantes do martírio de irmã Dorothy Stang.

Local: Em frente ao Fórum Criminal, Cidade Velha, Belém.

Tucano é acusado de desvio

No Pará, ex-secretário de Desenvolvimento Urbano é acusado por prejuízo de R$ 41 mi


Improbidade foi detectada em obras de saneamento do projeto Alvorada



O ex-titular da secretaria estadual de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedurb) do Pará Paulo Elcídio Chaves Nogueira, um integrante da comissão de licitação da secretaria, Heraldo Berthollet Aguiar Grana, e 15 construtoras foram acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de improbidade administrativa na contratação e acompanhamento de obras de saneamento básico que causaram prejuízo de R$ 41,8 milhões aos cofres públicos. As sete ações foram encaminhadas à Justiça Federal nesta segunda-feira, 26 de abril.

As ações judiciais referem-se a irregularidades em obras do projeto Alvorada, lançado pelo governo federal há dez anos. Baseando-se em operações de fiscalização feita pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Auditoria Geral do Estado (AGE) e pela própria Sedurb, o procurador da República Bruno Araújo Soares Valente elenca uma série de deficiências na contratação e execução de obras que deveriam ter beneficiado 50 municípios.
http://www.prpa.mpf.gov.br/

domingo, 25 de abril de 2010

HIDRELÉTRICA DE MARABÁ: PAC 2 pode iniciar ainda este ano

Nova hidrelétrica poderá atingir 10 mil famílias


http://www.diariodopara.com.br/
O fantasma da construção de grandes barragens volta a rondar populações ribeirinhas no interior do Pará. A bola da vez é a construção da polêmica hidrelétrica de Marabá, que fica a montante da usina de Tucuruí e que surge cercada de mistérios e amedrontando a população de pelo menos cinco municípios paraenses. Apesar de estar prevista no Programa de Aceleração do Crescimento, PAC 2, do governo federal, lançado no final de março, o empreendimento não chegou a ser discutido com as comunidades, o que virou motivo de preocupação da população.

Há duas semanas um grupo de vereadores do município de São João do Araguaia – que poderá ter 65% de sua área territorial alagada - desembarcou em Brasília para buscar informações sobre a nova hidrelétrica, que será construída no rio Tocantins, prevista para o final deste ano. Eles estão preocupados com as consequências para os moradores da região.

“Nossa população é composta por pessoas muito simples. Já está nos preocupando o fato de não termos ainda nenhuma explicação. Os técnicos chegam em seus carros, demarcam os pontos próximos ao rio e vão embora sem dar nenhuma satisfação. Nos sentimos como meros coadjuvantes”, reclamou a presidente da Câmara de Vereadores de São João, Isa Labres (PMDB).


Os moradores temem que a futura usina repita o flagelo social em que se transformou a usina de Tucuruí, localizada rio abaixo da cidade de Marabá, e que na década de 80 provocou um enorme êxodo para a região sem que tivesse sido feito qualquer trabalho de infraestrutura para suportar os impactos na época. Até hoje não se sabe o número preciso de pessoas atingidas pela construção da barragem de Tucuruí - que há mais de 20 anos lutam pelo reconhecimento das várias formas de sofrimento que a barragem provocou.
--------------------------------------------



MST: BALANÇO DA NOSSA JORNADA DE LUTAS

O mês de abril se tornou um símbolo da luta pela democratização da terra no Brasil e em todo mundo. Em 17 de abril de 1996, dezenove trabalhadores rurais que participavam de uma marcha foram brutalmente assassinados pela Polícia Militar do Pará, em Eldorado dos Carajás. Era governador do Pará o sr. Almir Gabriel (PSDB). Era presidente do Brasil o sr. Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Segundo o advogado de defesa dos policiais, a empresa Vale do Rio Doce financiou a mobilização da tropa. O Massacre de Carajás foi um dos crimes mais covardes e estúpidos de toda história de nosso país, e deve figurar como tal na História da Humanidade.



Passaram-se tantos anos, e até hoje ninguem foi punido ou condenado.

Em 2002, o Executivo Federal sancionou projeto de lei de iniciativa da senadora Marina Silva, e instituiu o 17 de Abril como Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária. Por isso, no mês de abril, aqui no Brasil e em todo mundo acontecem mobilizações camponesas na batalha por melhores condições de vida e para avançar na Reforma Agrária. Neste ano realizamos mais uma jornada de lutas, com mobilizações em todo país, ocupações de terras, protestos e marchas, para seguir pautando as necessidades históricas dos camponesas e camponesas.

Temos na pauta dois temas complementares. O primeiro é a necessidade de retomar o debate sobre a necessidade de mudanças estruturais na propriedade da terra e no modelo agrícola imposto pelo capital internacional em nosso país, o chamado agronegócio. E o segundo são as diversas demandas concretas, compromissos assumidos pelo governo, para melhorar as condições de vida dos trabalhadores de forma imediata.

A eleição do presidente Lula abriu novas perspectivas para os trabalhadores rurais e para a Reforma Agrária. Depois da posse, acompanhamos a formulação do Plano Nacional de Reforma Agrária, que foi rebaixado por pressão da bancada ruralista e pela falta de prioridade da área econômica.

Em 2005, fizemos uma grande marcha de Goiânia a Brasília, com 12 mil trabalhadores e trabalhadoras rurais, que caminharam mais de 200 km, durante 17 dias. No final da marcha, fomos recebidos pelo presidente Lula e entregamos uma pauta de reivindicações, com sugestões para melhorar a política agrária. Naquela ocasião o governo se comprometeu, por escrito, com os seguintes pontos:

1. Priorizar o assentamento de todas as familias acampadas


2. Atualizar os índices de produtividade (ou seja, cumprir a Lei Agrária)


3. Garantir liberação de recursos para a desapropriação de áreas


4. Criar pauta de uma linha de crédito específica para assentados


5. Criar pauta de uma linha especial de crédito no BNDES para custodiar agroindústrias e cooperativas nos assentamentos


6. Ampliar os recursos para os programas da educação no campo

sábado, 24 de abril de 2010

Começou as ameças!

Nota do Sintepp

GOVERNO ANA JÚLIA JÁ COMEÇOU AS AMEAÇAS E INTIMIDAÇÕES AOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO


O Governo do Estado tem se articulado no sentido de confundir a base da categoria, bem como colocou a sua tropa de choque (gestores, direções ligadas ao governo) para tentar a todo o custo difundir toda uma profusão de ameaças e de intimidações em que deixa a categoria reticente quanto ao ato de hoje.

É preciso que fique claro de que a categoria tomará a decisão sobre o movimento. O momento é de compreendermos de que os setores governistas deverão insistir de que a nossa greve, caso haja, é eleitoreira, entretanto precisamos desmistificar isso, pois o Governo precisa descer de seu pedestal de arrogância e prepotência e apresentar de fato algo em que categoria possa sentir-se contemplada nas suas reivindicações se suspender o movimento paredista com base na proposta a ser apresentada pelo governo de Ana Júlia.

É LEGAL O SERVIDOR PÚBLICO FAZER GREVE?


O texto original do inciso VII do Artigo 37 da Constituição Federal de 1988 assegura o exercício do direito de greve pelos servidores públicos civis, a ser regulamentado através de lei complementar; como tal lei complementar nunca foi elaborada, o entendimento inicial – inclusive do STJ – foi o de que o direito de greve dos servidores dependia de regulamentação.


O SERVIDOR EM ESTÁGIO PROBATÓRIO PODE FAZER GREVE?


No que se diz respeito aos servidores em estágio probatório, embora ainda não estejam efetivados no serviço público e no cargo que ocupam, têm assegurado todos os direitos previstos aos demais servidores. Portanto, também devem exercer o seu direito constitucional de greve.

É necessário salientar, nesse aspecto, que o estágio probatório é o meio adotado pela Administração Pública para avaliar a aptidão do concursado para o serviço público. A participação em movimento grevista não configura falta de habilitação, não podendo o estagiário ser penalizado pelo exercício de um direito seu.

Na greve ocorrida no ano de 1995, na Justiça Estadual do Rio Grande do Sul, houve a tentativa de exoneração de servidores em estágio probatório que participaram do movimento grevista, sendo, no entanto, estas exonerações anuladas pelo próprio Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, que afirmou, na ocasião, haver “licitude de adesão do servidor civil, mesmo em estágio probatório”, concluindo que o “estagiário que não teve a avaliação de seu trabalho prejudicada pela paralisação”. (TJ/RS Mandado de Segurança nº. 595128281).

QUAL A DIFERENÇA ENTRE UMA GREVE E UMA PARALISAÇÃO?

Greve no sentido jurídico significa a suspensão da prestação pessoal de serviços. A suspensão do trabalho que configura a greve é a coletiva, não havendo como caracterizar greve a paralisação individual. (NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Comentários à Lei de Greve. São Paulo. LTR. 1989,44/45).

A greve, entretanto, pode ser por tempo indeterminado, ou por tempo determinado. Comumente se denomina greve a paralisação por tempo indeterminado, e paralisação a greve por tempo determinado.

Assim sendo, a paralisação, nada mais é do que uma greve por tempo determinado, e como tal deverá ser tratada, inclusive do ponto de vista legal.







Queda de braço!

A queda de braço nas tendências internas do PT, teve uma derrota essa semana para o grupo da Dep. Bernadete (PTpraValer). O professor Paulo Junior (DS) retorna a sua cadeira na 4ª Ure, e a professora indicada pela deputada retorna ao seu local de origem.

------------------------
Como diz um comentarista anônimo "caiu pra cima"

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Vereadores 1

No blog do Chagas Filho em sua ultima postagem ele conta direitinho a mais recente papagaiada do vereador Antonio da Òtica (PR). Onde o DMT aprendeu o  carro da esposa do vereador e ele ligou para o Maurino e disse que só votaria a favor do empréstimo de R$ 20 milhões se o prefeito mandasse o DMTU devolver o carro para ele imediatamente.

E o nosso prefeito o que fez? Tirou o moral do coronel Araújo e dos agentes e mandou entregar o carro de volta.

Marrento, Antônio da Ótica não aceitou o que o carro fosse entregue lá na Câmara. Disse que só receberia em casa.

Que tal?

--------------------------------

Pra que servem os representantes do povo?

Vereadores 2

È lamentável a decisão da Cãmara de aprovar um empréstimo sem um debate mais aprofundado. Os vereadores que voraram afavor do prefeito foram: Nagib Mutran Neto ( PMDB); Miguelito (PP);Irismar (PR);Alecio (PSB);Antonio da Otica (PR);Ronaldo da 33 (DEM); Ronaldo Yara (PTB); Ismaelka (PTB)  e Julia Rosa (PDT).Merece registrar quem votou contra;VANDA AMERICO (PV),TOINHA, EDVALDO (PPS).e a historia vai mostrar para os eleitores dessa cidade quem ta certo como diz os comentaristas.

-----------------------------

Eo Tião Miranda (PTB) não tem controle dos vereadores do seu partido?

Manifestantes ocupam Eletronorte em Belém contra Belo Monte

O senador José Nery (PSOL-PA) participou da manifestação contra o leilão para a construção da Hidroelétrica de Belo Monte na última terça-feira, 20, em Belém, com representantes do Movimento Xingu Vivo para Sempre e de outras entidades contrárias à obra. O protesto ocorreu no momento da realização do leilão.


Os cerca de 600 manifestantes se concentraram no Portão 03 do Campus da Universidade Federal do Pará, no bairro do Guamá. Após a passeata, os participantes do ato ocuparam a sede da Eletronorte de forma pacífica. Nery foi um dos líderes da reunião com técnicos da empresa no auditório do prédio.

Após comemorar o cancelamento do leilão e da licença prévia de Belo Monte, por meio de uma liminar concedida pela Justiça Federal de Altamira na semana passada, José Nery lamentou a cassação da decisão judicial e a concretização do leilão. “A luta dos povos do Xingu não pode parar. Precisamos evitar a tragédia sem precedentes que Belo Monte trará junto com seus equívocos sócio-ambientais”, afirmou.

Pelo país – Protestos contra Belo Monte foram realizados em várias capitais do país. Em Brasília, o ato foi coordenado pela ONG Greenpeace e mobilizou mais de 500 manifestantes, incluído representantes do Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB). O pré-candidato do PSOL à presidência da República, Plínio de Arruda Sampaio, participou na manifestação ao lado do líder do partido na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP).

Durante o ato, foram jogadas três toneladas de esterco em frente à entrada principal da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Manifestantes também se acorrentaram às grades do prédio.

Manifestações também foram realizadas em Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis e Fortaleza.

Assessoria de Imprensa do senador José Nery com informações da liderança do PSOL na Câmara dos Deputados e MST

PORTAL DE TRANSPARÊNCIA

 Marabá  terá portal transparência??


Os municípios de Marabá, Parauapebas,  Ananideua, Abaetetuba, Itaituba, Santarém e Altamira,  terão que ter na Internet seus portais de transparência, a partir do dia 28 de maio próximo. Neles deverão constar todas as receitas e despesas, publicadas em tempo real. É o que determina a Lei Complementar nº 131, de 27 de maio de 2009, que alterou a Lei de Responsabilidade Fiscal – LC 101/2000. Ela determina que município com mais de 100 mil habitantes deve ter o seu Portal de Transparência.


Pelo artigo 73-A, introduzido pela nova Lei na LRF, qualquer cidadão, partido político, associação ou sindicato é parte legítima para denunciar ao respectivo Tribunal de Contas e ao órgão competente do Ministério Público, o descumprimento das prescrições estabelecidas nesta Lei Complementar.

Fonte: Blog do Piteira

----------------------------------
 
Quero pagar pra ver a gestão azulina publicar as contas públicas!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

O que eles foram fazer lá?

Foto: Governo do Estado


Prefeitos de todas regiões do Pará, reuniram com presidente da Assembléia Legislativa e com deputados e pediram a aprovação dos 366 milhões de  empréstimos para o governo do estado. Uma articulação do secretário André Farias junto aos prefitos do interior.
Em ano de eleição é assim, empréstimo, pressão, um puxa dali, outro dacolá....

--------------------------------------------

Aprende Governadora!!!!!!!

Eu já tinha avisado!


Há muito tempo eu venho batendo na tecla de que o que parte da imprensa e aprefitura denominam de ATRERRO SANITÁRIO em Marabá, é um LIXÃO! Agora uma consultoria contratada pela Fundação Vale acaba de confirmar e já estão fazendo as readequações para evitar um possível acidente áreo, já que a quantidade de urubus é enorme.

Quanto ao novo local a ser const´ruído o futuro Aterro Sanitário  a prefeitura estuda o caso.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Funtelpa oferece 83 vagas para profissionais de nível médio e superior

Foi publicado nesta terça-feira (20), no Diário Oficial do Estado do Pará, o edital do concurso da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), que oferece 83 vagas para provimento imediato, além de oportunidades para cadastro de reserva. As inscrições poderão ser feitas de 26 de abril a 23 de maio de 2010, no site do Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional), contratado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead) para executar o concurso.

O concurso visa selecionar 83 profissionais que substituirão todos os servidores temporários da Funtelpa. As oportunidades são para profissionais com ensino médio e ou superior, que trabalharão em um dos três veículos que compõem a Rede Cultura de Comunicação (Rádio, TV e Portal Cultura). Inicialmente, a Funtelpa havia apresentado à Sead a solicitação de concurso para 156 vagas, mas Câmara de Gestão autorizou apenas o número exato de temporários do órgão. Por isso, as demais vagas serão destinadas ao cadastro de reserva.

Além das vagas para Belém, o concurso fará cadastro de reserva nos municípios de Santarém, Altamira, Xinguara e Marabá, onde também serão realizadas as provas. As vagas no interior são para repórter cinematográfico, assistente administrativo, diretor de imagem, auxiliar de externa e jornalista.

Entre as vagas de provimento imediato, 62 são para nível médio: repórter cinematográfico (04 vagas), técnico de suporte (01), assistente administrativo (02), produtor executivo (04), locutor apresentador animador (04), locutor noticiarista de rádio (03), roteirista de intervalos comerciais (03), operador de áudio (08), técnico de manutenção de televisão (02), técnico de manutenção de rádio (02), operador de máquina de caracteres (01), operador de vídeo tape (02), assistente de estúdio (02), operador de gravação (02), auxiliar de externa (05), operador de câmera (01), almoxarife técnico (01), maquiador (02), arquivista de tapes (04) e editor de vídeo tape - imagem/multimí dia (09). Os salários para nível médio variam de R$ 733,63 a R$ 1.558,82, acrescidos de outras vantagens pecuniárias.

Para nível superior, o provimento imediato de vagas é voltado para jornalistas. São 21 vagas, com remuneração mensal de R$ 2.217,98, acrescida de outras vantagens pecuniárias. O processo seletivo constará de provas escritas objetivas de múltipla escolha, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório; prova de títulos, para todos os cargos, apenas para os candidatos convocados.

Mais informações sobre as inscrições e a respeito de todo o processo seletivo poderão ser obtidas no site do Idecan (www.idecan.org. br). O edital do concurso está disponível na internet, na página da Imprensa Oficial do Estado http://www.ioepa.com.br/siteincludes/mostraMateria.sp?ID_materia= 398768&ID_tipo=21



Serviço

As inscrições para o concurso da Funtelpa poderão ser feitas de 26 de abril a 23 de maio de 2010, no site http://www.idecan.org.br/. O edital está disponível no site da Imprensa Oficial do Estado: http://www.ioepa. com.br/site/ includes/ mostraMateria. asp?ID_materia= 398768&ID_tipo=21.

Eric Hobsbawm aponta questões cruciais do século 21

Aos 92 anos, o historiador britânico Eric Hobsbawm continua um feroz crítico da prevalência do modelo político-econômico dos EUA. Para ele, o presidente americano Barack Obama, ao lidar com as consequências da crise econômica, desperdiçou a chance de construir maneiras mais eficazes de superá-la.


"Podemos desejar sucesso a Obama, mas acho que as perspectivas não são tremendamente encorajadoras", diz, na entrevista abaixo. "A tentativa dos EUA de exercer a hegemonia global vem fracassando de modo muito visível."



Leia a entrevista comleta aqui:  http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u720155.shtml

O que ele veio fazer aqui?

A PORTARIA N° 679/2010-SCCG, DE 19 DE ABRIL DE 2010, designa o ex-chefe da Casa Civil, agora assessor especial da governadora com diárias para Marabá.
 
Mais detalhe abaixo
http://pjpontes.blogspot.com/2010/04/campanha-em-maraba.html

----------------------------

Tratar das questões educacionais?
Ou fazer campanha???

O que ela foi fazer lá?



Acredintado ainda ser possivel uma aliança com o PMDB, a governadora Ana Julia PT, visitou nessa terça (20)   a casa  do deputado Jader Barbalho.
Mais detalhe acesse abaixo
http://edilzafontes.blogspot.com/2010/04/visita-da-governadora-casa-do-deputado.html

terça-feira, 20 de abril de 2010

Belo Monte: Plínio fala!

O pré-candidato do PSOL a presidência da república  Plínio de Arruda Sampaio,  afirma, em relação à usina de Belo Monte, que "a lógica do desenvolvimentismo a qualquer custo não pode prevalecer em detrimento das populações ribeirinhas e indígenas". O pré-candidato do PSOL acredita que não houve o debate adequado a respeito do assunto, e acusa o governo federal de impor a questão. De acordo com Sampaio, com a marcação do leilão, "Lula demonstra de que lado está. Certamente não é do povo, nem dos ribeirinhos e do povo indígena. É uma traição”.

----------------------------------

LIDER?


O nobre deputado Gabriel Guerreiro, PV, é desde a semana passada o novo líder do governo na Assembléia Legislativa. Eleito pela oposição ao PT, Gabriel Guerreiro foi deputado na gestão anterior apoiando o Govenro Jatene, daqual foi por um certo período secretário de Meio ambioente, ciência e tecnologia.

-------------------

Justiça!


Ausente de Marabá e da comunicação via celular, só soube agora o falecimento de Cláudio. Vitima de espancamento, mais um caso que será rapidamente esquecido nas investigações da policia em Marabá. Claúdio era primo de terceiro grau, filho de Marabá e como muitos, vitima era também dos problemas que a cidade produz.
A familia enlutada, muita força neste momento!

Coisas da Politica: Empréstimo para que??

Se nem os vereadores estão convictos do destino do empréstimo que MAUrino Magalhães (PR) solicitou à Câmara, imagine a população. Acontece que assim como o Governo do Estado está em pé de guerra com a AL por um empréstimo no valor de 366 milhoes, a prefeitura de MARABÁ vem tentando desde a semana passada aprovar um de 20 milhões.

A sessão desta quinta feira (22) será decisiva, e a população devria dar uma passadinha por lá e deixar seu protesto!

--------------------------------

Atualização

Leia aqui
(...) o prefeito Maurino Magalhães protagonizou momentos hilários (ou revoltantes?).
Ele disse que a prefeitura está com as contas saneadas e não deve ninguém. É brincadeira!
Além do fato de que todo mundo sabe que muitos fornecedores da prefeitura simplesmente não recebem, ele está tentando um empréstimo de R$ 20 milhões.
Tudo isso sem contar com as compras sem licitação de quase R$ 2 milhões para a Secretaria de Saúde. Mas isso é assunto para logo mais.(...)

Isso ocorreu ontem durante cerimonia de assinatura do alvará que liberra a cosntrução do Y. Yamada, confira no Blog do Chagas Filho

----------------------------------

Coisas da Politica: PJ caí (2)

Demorou pouco a gestão do titular da 4ª Ure.

Convidado a limpar as mesas e deixar o cargo, o professor PJ será substituído por uma professora do grupo da deputada Bernadete. (PT pra Valer). A moda pegou este grupo, pois no início do ano só batou um ameaça de provocar as prévias no partido, que a governadora cedeu e a indicação do INCRA regional voltou as mãos do grupo da deputada.


segunda-feira, 19 de abril de 2010

Educação: Mauindo?

Com apenas algumas correções deste repórter, publico a seguinte postagem de um leitor anônimo:

“Já descobri por que o dinheiro da educação não está dando para investir em salários e benfeitoria nas escolas. Na quinta-feira passada (veja só) o secretário Ney Calandrini, o ‘sub Carlos Lucena’ e a diretora manda-chuva Rosicleide foram assaltados na saída do BB Nova Marabá. R$ 40 mil  (leia mais no link acima) 

--------------------------------------------------

Ainda falta dinheiro?

Com a palavra a SEMED e o SINTEPP

Belo Monte: Não!!

Você concorda com a construção de grandes usinas hidrelétricas na Amazônia, como a de Belo Monte, prevista como a 3a maior do mundo?



Vote no link: http://polls.folha.com.br/poll/1010202/

Valorizando a cultura indígena





Hoje  ocorre vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e as instituições organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais.

-------------------------------

O Campus Rural de Marabá (IFPA) está elaborando o primeiro curso Técnico integrado ao Ensino Mèdio em Agroecologia, a turma inicial é para 30 indígenas  da região, será uma experiência significativa  para todos. O curso deve funcionar em regime de alternancia pedagógica, valorizando a cultura e o aprendizado  dos povos indígenas.





domingo, 18 de abril de 2010

PT: Festas e festejos

Depois  de Mário Cardoso, Paulo Rocha, agora foi a vez de Edilson Moura. Haja comemoração de aniversário neste governo! Basta dar uma olhadinha no blog da governadora ou do Puty, vocês verão a quantidade de festa de aniversário que estes fazem em ano de eleição.

Fernando Carneiro



Morrer é apenas não ser visto


(Fernando Pessoa)

por Fernando Carneiro

Onde estão nossos miseráveis? Segundo dados oficiais o Pará tem hoje cerca de 2,1 milhões de seres humanos vivendo abaixo da linha de miséria. Quase um a cada três paraenses. Você sabe onde eles estão? Muitos haverão de ser invisíveis aos olhos de quem está acostumado a viver em um mundo de exclusões. Muitos não são vistos e por essa razão estão quase mortos.

Mas mortos de verdade estão os 512 mil brasileiros assassinados no período de 1997 a 2007. Isso mesmo, mais de meio milhão de pessoas assassinadas em 10 anos. A maioria jovens meninos entre 15 a 24 anos. Boa parte negros, pois em 2002 morriam, vítimas de homicídio, 46% mais negros do que brancos. Já em 2007, apenas cinco anos depois, essa proporção se elevou para 108%.

No Pará, no mesmo período de 1997 a 2007, a taxa de homicídios aumentou 195%, o que fez com que pulássemos da 20ª para a 7ª colocação entre o ranking dos estados mais violentos. Entre as 15 cidades mais violentas temos duas: Marabá e Tailândia, sendo que esta ocupa o nada desejado posto de 3ª cidade mais violenta do país.

Miséria e violência andam juntas. Não precisa ser um cientista político ou sociólogo pra saber disso, mas estes números além de serem menosprezados ou escondidos pela propaganda oficial são ofuscados, entre outras coisas, pelo gasto de dinheiro público para fazer propaganda de uma empreitada privada: a construção de uma siderúrgica em Marabá pela Vale. Uma empresa que em muitos aspectos se configura como um estado dentro do estado.

Ao governo estadual, a quem cabe a obrigação de ver toda a população, os mortos e miseráveis são invisíveis. Neste caso, contrariando Saint Exupéry em seu antológico “O pequeno príncipe”, o essencial não é invisível aos olhos. E só vê bem com o coração, quem ainda se indigna diante de tanta iniqüidade.

Mudar esse mundo é preciso. Não dá mais para conviver com hipocrisias e mentiras oficiais, não dá mais para ouvir autoridades afirmarem que a culpa das mortes no desabamento do “morro do bumba”, em Niterói, é da população pobre que “resolveu morar” lá, como se tivessem opção de morar numa suíte na Viera Souto. Por isso revoltar-se é inadiável. Precisamos ver, precisamos não morrer, precisamos da luta.

Fernando Carneiro é Historiador, membro da equipe editorial do Ponto de Pauta e pré candidato do PSOL ao Governo do Pará.

Postado por Somos Todos Edmilson

sábado, 17 de abril de 2010

Explicação@câmaramuncipal.govbr

Já ta passando da hora de ter uma explicação sobre quem é Luiz Fernado?
Qual o seu papel na CMM?

Com a palavra a presidente da Câmara!

17 de Abril: Dia Internacional de Luta pela Reforma Agrária

344 vagas na Ufpa em Marabá

Campus de Marabá abre inscrições para vestibular de vagas remanescentes: são 344 vagas.




O Campus Universitário do Sul e Sudeste do Pará em Marabá abriu inscrições nesta sexta-feira (16),  para o processo seletivo que irá preencher 344 vagas remanescentes. O prazo vai até o dia 3 de maio. A disputa que deve ocorrer no dia 23 de maio. As inscrições custam R$ 45.

http://www.ufpa.br/

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Belo Monte: Na justiça e os efeitos!

José Nery celebra cancelamento de licença e leilão da usina de Belo Monte

 

O senador José Nery (PSOL-PA) ficou satisfeito com a decisão judicial anunciada na última quinta-feira, 14, que pede a suspensão da licença prévia e do leilão para a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, na região do Xingu, no Pará. A liminar foi concedida pelo juiz federal do município de Altamira, Antonio Carlos Almeida Campelo, a pedido do Ministério Público Federal. Na avaliação do parlamentar, isso significa um alívio e uma vitória para os movimentos sociais e indígenas, pois o Governo Federal estava conduzindo o projeto e chegou a anunciar que a obra seria 'inevitável'. Nery estará neste sábado, 17, em Altamira, e vai tratar do tema com lideranças locais.
 
-----------------------------------
Decisão judicial é anulada
Não durou nem uma hora a suspensão da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) dos prazos do leilão da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (Pará). A agência voltou atrás após parecer favorável da Justiça, a qual derrubou a liminar que suspendeu o leilão nesta semana. (mais aqui)

-----------------------

Ministério Público Federal vai recorrer para impedir leilão de Belo Monte


O Ministério Público Federal anunciou na tarde desta sexta-feira que irá recorrer da decisão do presidente do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), Jirair Aram Meguerian, que cassou no final da manhã a liminar impedindo o leilão de concessão da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA).


O procurador Renato Brill de Góes, da Procuradoria Regional da República da 1ª Região, deve entrar ainda hoje com um recurso pedindo que o caso seja analisado pela Corte Especial do TRF-1. "Foge à rotina do TRF-1 decidir sobre um assunto tão complexo como este em cerca de três horas", afirmou.




Encontro divulga carta

Carta Internacional dos Atingidos pela Vale


Nós, mais de 160 participantes de 80 organizações, movimentos sociais e sindicais da Alemanha, Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Equador, França, Itália, Moçambique, Nova Caledônia, Peru, Taiwan, nos reunimos nos dias 12 a 15 de abril de 2010 no Rio de Janeiro para o I Encontro Internacional de Populações, Comunidades, Trabalhadores e Trabalhadoras atingidos pela política agressiva e predatória da companhia Vale.

A propaganda da Vale nos lembra todos os dias que ela é brasileira e que trabalha com “paixão” para promover o “desenvolvimento sustentável” internacionalmente e para garantir um futuro para nossas crianças. Utiliza em suas propagandas a imagem de pessoas ilustres e artistas famosos. No entanto, durante o Encontro Internacional constatamos que sendo ela uma empresa transnacional, trabalha única e exclusivamente para seus acionistas e para o grande capital. Denunciamos as violações dos direitos humanos, exploração de trabalhadores e trabalhadoras, precarização das condições de trabalho, destruição da natureza e o desrespeito às comunidades tradicionais, periferias urbanas e sindicalistas.

Os depoimentos mostram as resistências e conquistas de trabalhadores e comunidades que convivem com empreendimentos de longo prazo como os localizados em Barcarena, Marabá, Parauapebas no Pará e em Açailândia e São Luís-MA (Eixo Carajás); Sudbury, Voisey’s Bay, Thompson e Port Colborne, no Canadá; minas de níquel na Nova Caledônia e na Indonésia; minas de ferro em Itabira e Congonhas-MG; hidrelétrica de Aimorés - MG; Siderurgia de Anchieta- ES; Companhia Siderúrgica do Atlântico – TKCSA-RJ. Outras lutas de enfrentamento à instalação de empreendimentos ou contra a sua execução, como: complexo siderúrgico de Pecém-CE; usina termoelétrica de Barcarena-PA, Pantanal-MS; Hidrelétrica de Belo Monte-PA; Projeto Rio Colorado na Argentina, depósito de rejeitos na lagoa Sandy Pond, Newfoundland,Canadá; Serra do Gandarela e Capão Xavier-MG, novos projetos de mineração em doze localidades da Bahia, Canaã dos Carajás e Ourilândia-PA; Projeto Tres Valles no Chile, projetos em Cajamarca e San Martin de Sechura no Peru e a mina de carvão de Moatize em Moçambique.

A vida das comunidades, dos trabalhadores e trabalhadoras e de todo o planeta deve estar acima do lucro desenfreado das grandes empresas transnacionais. Atrás de uma falsa imagem verde e amarela, a Vale destrói e mata ecossistemas e comunidades inteiras. Estamos aqui porque acreditamos na vida e no bem viver. Estamos aqui porque resistimos. Estamos aqui porque os bens da natureza devem estar nas mãos dos povos. Estamos aqui porque acreditamos na humanidade e na sua capacidade de luta.

A partir desse momento fortaleceremos o seguimento e denúncia de cada passo dessa empresa, ampliando a luta, a resistência e a construção de alternativas a esse modelo explorador e depredador. Assim, convocamos as comunidades que atualmente sofrem com os grandes empreendimentos mineradores, a sociedade civil, os trabalhadores e trabalhadoras da Vale, movimentos e organizações sociais, pastorais sociais, estudantes e professores para participar da construção desse novo momento da luta internacional de enfrentamento à Vale.

TRABALHADORES EXPLORADOS, FAMÍLIAS DESPEJADAS, NATUREZA DESTRUÍDA... ISSO VALE?

GLOBALIZEMOS A LUTA, GLOBALIZEMOS A ESPERANÇA!

Presepadas do PT

 Governadora do PT anula nomeação de ex-performer erótica para seu gabinete

JOÃO CARLOS MAGALHÃES

da Agência Folha, em Belém

Dois dias após nomear a ex-performer erótica, atriz, DJ e ecologista Élida Braz como assessora de seu gabinete, a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), disse ontem que anulará a nomeação. Élida, que é filiada ao PV e usa o nome Lady Green, "a musa da sustentabilidade", teria um salário de R$ 1.500.
A Folha noticiou ontem o caso. Ana Júlia, que tenta a reeleição, já havia nomeado para a vaga, em 2007, uma manicure e uma esteticista.
A exoneração ocorreu a pedido do marido de Élida, André Lobato, o Kaveira (artista e ecologista). Ele criticou a Folha, que a chamou de "ex-stripper": "Isso não é verdade, ofendeu profundamente nossa honra. Ela é uma atriz profissional".

----------------------------------
O caso Elida Braz  - (Blog do Fabio Castro)




Essa celeuma que criaram em torno da nomeação de Elida Braz a um cargo de assessoria especial mostra duas coisas: 1) o preconceito e a arrogância das elites paraenses e 2) a disposição da mídia conservadora e autoritária do Pará, aí incluídos os blogs, a apelar para a falsa polêmica na disputa eleitoral em curso.

Preconceito e arrogância porque produziram um julgamento sumário sobre a pessoa, como se houvesse alguma indignidade na sua atividade profissional, seja como DJ, seja como artista. Eu falo artista, mas sem demérito algum podem dizer dançarina, porque é a mesma coisa. Não interessou saber se a moça tem uma vida civil, uma atividade política, uma militância, como de fato tem. Interessou, apenas, considerar sua nomeação como um escândalo.

Uma apelação. Mesquinha e ignorante. Selvagem. Desrespeitosa. Da forma como foi tratada por jornais e blogs não havia, ali, notícia, apenas julgamento moral. E, por trás, os que chamam isso de jornalismo. Trata-se de julgamento sumário e moral, nada além disso.

E assim será a disputa política deste ano, preparem-se para o pior.

Porfim, não posso deixar de referir o erro do Governo em atender a essa forma de pressão e anular a nomeação da moça, mesmo que o tenha feito por demanda da própria ou de seu marido, se foi o caso.

Penso que o correto seria, no próprio ato de cada nomeação, explicitar as funções que caberiam a cada assessor nomeado. Não seria um problema fazê-lo.

Minha solidariedade a Elida e a Kaveira. Resta aproveitar esse mídia extra, ainda que espúria, para o projeto político, não é mesmo?
 
------------------------------------

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Abril Vermelho: MST Inicia sua jornada de Luta por Reforma Agrária no Pará

Já faz 14 anos que policiais militares cometeram um dos maiores massacre de trabalhadores da história do Brasil. Em 17 de abril de 1996, a mando do governo do Estado - na época Almir Gabriel - foram brutalmente assassinados 19 trabalhadores rurais sem terra, deixando centena de feridos e 69 mutilados.

Até hoje, o caso permanece impune. Dos 144 acusados julgados, apenas 02 foram condenados, o coronel Mário Collares Pantoja e o major José Maria Pereira de Oliveira, mais ambos aguardam em liberdade, a análise de recurso a sentença.

A violência gera impunidade. Essa é uma das táticas da burguesia agrária para tentar nos derrotar. Eles pensam que assassinando nossos militantes e dirigentes iremos parar de lutar. Estão enganados, pois a cada ataque burguês, fortalecemos nossa luta, com mais mobilização, formação e ocupação de terras e seguimos construindo no dia-a-dia a vida e dignidade de milhares de trabalhadores e trabalhadoras no campo.

É por isso que no mês de Abril, a classe trabalhadora se levanta e se põe em luta. Neste ano, no Estado do Pará realizaremos duas ações: acampamento pedagógico da juventude entre os dias 10 e 17 no KM 4 Em Eldorado dos Carajás (entrada do Assentamento 17 de Abril) e o acampamento em Belém de 16-20:



Programação do Acampamento da Juventude:



Dentre as principais atividades estão os debates e os estudos, de acordo com Márcio Jandir do coletivo estadual de juventude do MST Pará, os momentos de formação serão sobre a leitura e o debate do momento histórico-político enfrentados pela juventude, apontando perspectivas de desafios para construção de um projeto popular, além de se debater sobre esse projeto nos eixos da educação, dos valores, do trabalho e articulação campo/cidade entre a juventude.

Durante o acampamento os temas abordados serão “Juventude no MST: pontos para o debate”, a juventude e a luta de classes, os 20 anos do MST/PA, a construção da Soberania Popular na Amazônia e a criminalização dos Movimentos Sociais e o papel da juventude, além de apresentação cultural das regionais do MST e oficinas. No dia 17 de abril será realizado o Ato em Memória as Vítimas do Massacre de Eldorado.

Em Belém:
Na capital, será montado um grande acampamento na Praça Mártires de Abril de 16 a 20 com 1000 pessoas. A jornada com o tema: “LUTA POR REFORMA AGRÁRIA E JUSTIÇA SOCIAL” será uma ação construída coletivamente pelos diversos movimentos e organizações sociais existentes nas regiões norte e nordeste do Estado, com a participação dos trabalhadores do Movimento dos Ribeirinhos das Ilhas e Várzeas de Abaetetuba – MORIVA, MSTU (Movimento Sem Teto Urbano), MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores) e Consulta Popular.
PROGRAMAÇÃO

Tradicionalmente realizado em Belém, o acampamento terá em sua programação a Assembléia Popular com objetivo de debater os desafios dos movimentos sociais na Amazônia e a construção de um Projeto Popular, a criminalização dos movimentos sociais e os modelos de desenvolvimento para Amazônia e contra a construção da UHE de Belo Monte.

O MST também reivindicará suas demandas para as áreas de acampamentos e assentamento junto aos órgãos públicos.

Parauapebas: Estudantes apresentam a pauta

Movimento estudantil se organiza e reivindica melhorias

Uma delegação de estudantes de Ensino Médio (de escolas públicas e particulares) de Parauapebas, composta por 23 estudantes e 2 professores, representando o Movimento Estudantil Pró-Campus Universitário, estará embarcando hoje (15 de abril), às 13 h, com apoio da Prefeitura Municipal de Parauapebas, para a capital do Estado, Belém, para reuniões agendadas com representantes do Governo do Estado, da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) e das universidades públicas (UFPA e UEPA).

As reuniões acontecerão nesta sexta-feira (16 de abril) pela manhã. Nos encontros os representantes do Movimento Estudantil Pró-Campus Universitário apresentarão uma Pauta de Propostas e Questionamentos aos interlocutores que foi elaborada ao longo destas semanas de mobilização, cujo ápice foi o fechamento da Portaria da Flona, que dá acesso à Mina de Carajás, na sexta-feira passada.

A pauta de reivindicações e questionamentos é a seguinte:

1. Pauta de Reivindicação

1.1. viabilizar a construção (imediata) de campus universitário:

1.1.1. da UFPA;

1.1.2. do IFPA;

1.1.3. da UEPA;

1.2. viabilizar o oferecimento de cursos superiores da UEPA imediatamente para Parauapebas;

1.3. realização do Vestibular 2011 da UEPA em Parauapebas;

1.4. contratação imediata de professores para escolas da rede pública de Ensino Médio:

1.4.1. Química;

1.4.2. Física;

1.4.3. Biologia;

1.5. construção imediata de novas escolas de Ensino Médio em Parauapebas:

1.5.1. objetivo: fim do turno intermediário;

1.5.2. melhores condições de ensino e aprendizagem nas escolas públicas;

1.6. agendar (de imediato) audiência pública em Parauapebas para discutir as propostas dos estudantes.

2. Questionamentos:

2.1. Por que ainda não existe campus das universidades públicas em Parauapebas
2.2. Quem pode decidir ou responder sobre o problema do campus universitário em Parauapebas

2.3. Como podemos ter garantias de que veremos campus universitário em Parauapebas

2.4. O que é necessário (ou está faltando) para a construção do campus universitário em Parauapebas

Plebiscito: Não!!!!!!!


Não!!!

----------------------------------

Criação de novos estados é inviável
Acesse aqui , agora aqui , e aqui novamente.

-----------------------------------


quarta-feira, 14 de abril de 2010

Mais um!

Foi aprovado na tarde dessa quarta feira (14) na plenária do Conselho Gestor do Plano Diretor, parecer do processo de autorização para construção de mais um empreendimento na cidade. Trata-se do supermercado SUPERNORTE, que ficará localizado às margens da Rodovia Transamazônica - no perímetro urbano do Distrito Cidade Nova, mais precisamente no Bairro Amapá. O supermercado terá uma área de mais 3 mil metros quadrados entre estacionamento e o prédio. Mais um grande investimento que chega a cidade que está em Booommm!.

------------------------------


O problema!

Acontece que ao lado do futuro Supernorte, também outro grande supermercado será erguido, trata-se de mais uma unidade do Rede Valor. Com isso, teremos um caos no transito naquele trecho onde ocorre a grande maioria dos acidentes em Marabá. (lembrando qual o trecho: Rodovia Transamazônica entre o acesso ao INSS e o Centro de Saúde Pedro Cavalcante).
 Um outro problema, as duas ruas que circulava a quadra dos dois empreendimentos, foram apropriadas, invadidas por terceiros, isso acarretará em outro problema, um maior impacto de vizinhança.
Pra completar o prédio onde funcionava uma revendedora de Pneus que também fica ao lado, será uma agência da Caixa Econômica Federal, tão sonhando pelos moradores do Distrito Cidade Nova.
Isso tudo do ponto de vista do ordenamento urbano, minhas criticas são baseadas no Estatuto da Cidade que visa garantir o desenvolvimento urbano adequando ao uso e a ocupação do solo.
---------------------------------

25 anos sem irmã Adelaide!

Hoje, 14 de abril de 2010, lembro com o coração emocionado, que em 1985, em Eldorado do Carajás um tiro certeiro teve a intenção de calar a voz de Irmã Adelaide, a voz do amor. E me parece que poucas homenagens estão sendo feitas - nem a semana camponesa explicitou  na sua programação um tempo dedicado a ela.

Irmã Adelaide foi assassinada durante um atentado a uma liderança sindical na cidade Eldorado,  no dia 14 de abril de 1985. Sua vocação religiosa a levou ao trabalho de ser presença da Igreja entre o povo pobre e sofrido daquela região.

Sabia!

Estado do Carajás: O que diz Chagas Filho

Carajás: Começou a pressão




Políticos separatistas - os nossos e os do nordeste paraense - estão neste momento em Brasília (DF) pressionando a Câmara dos Deputados a aprovar a realização do plebiscito para criação do Estado de Carajás.


Eu sou até meio temeroso de me posicionar em relação a este assunto porque tenho medo de ser mal interpretado, mas vamos lá:


1) É lógico que a elite belenense é arrogante, nos trata como se fôssemos inferiores e isso logicamente fortalece mais o nosso desejo de criar nosso Estado;


2) Vivemos longe dos investimentos, sem infraestrutura, sáude, educação, embora sejamos economicamente importantes para o Estado;


3) Mas o que me deixa temeroso em relação ao Carajás é o fato de que muitos dos políticos que estão diretamente engajados nessa luta não gozam de minha confiança. A maioria é defensora do agronegócio e nunca fez nada pela distribuição de renda nesta região.


4) Embora eu aunda alimente a ideia de criar um novo Estado, independente de Belém, tenho medo de que o Carajás se tranforme num feudo e as desigualdades hoje tão combatidas acabem se acentuando.


Vamor ver no que vai dar.
 
-------------------------------------
 

ENCONTRO DOS ATINGíDOS PELA VALE: Segue com protestos

Protestos: Vale enfrenta as dificuldades de ser multinacional



 A Vale está enfrentando as dificuldades de se tornar uma multinacional. Hoje, no Rio de Janeiro, há gente de todo o mundo  protestando contra ações da empresas em vários países. O encontro é organizado por ONGs, sindicatos e movimentos sociais. Do Canadá,  vieram representantes do sindicato dos trabalhadores do setor de  siderurgia e mineração (USW, na sigla em inglês). Eles dizem que há  falta de diálogo e vontade de negociar da Vale Inco, a subsidiária da brasileira, durante uma greve que já dura mais de nove meses. Também há gente do Chile, da Argentina, do Peru, de Moçambique, e de vários estados do Brasil.

A exploração de minério e outras atividades da cadeia de siderurgiatem causado sérios impactos sobre o meio ambiente e a vida das pessoas. A Vale tem usado a crise econômica mundial para pressionar trabalhadores em todo o mundo, reduzir salários, aumentar a jornada detrabalho, demitir e rebaixar direitos conquistados com anos de luta", diz a nota assinada pelos participantes. De acordo com a ONG Justiça Global, o objetivo do "Encontro Mundial dos afetados pela Vale" é trocar experiências e formar uma aliança
para que sejam feitos movimentos políticos em conjunto. Na quinta-feira, está programado um ato público na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), que terminará com uma caminhada até a sede da empresa.

 O blog procurou a Vale, mas a empresa disse que não vai se pronunciar.

(Fonte: Por: Miriam Leitão http://oglobo.globo.com/economia/Miriam/)

Hoje na Semana Camponesa

Continuando as atividades da Semana Camponesa, promovida pelo Núcleo de Extensão em Educação do Campus da Ufpa - Campus de Marabá, temos:


Filme: “Nas Terras do Bem Virá I”

Debate: “Caso Dorothy Stang e Criminalização dos Movimentos Sociais”

José Batista Afonso [CPT]

Jorge Luiz Ribeiro [UFPA]

Coord: Cássio Tavares [UFPA]

CPT lança relatório Conflitos no Campo

Está sendo lançado hoje (14) pela Comissão Pastoral da Terra (CPT)sua publicação anual, Conflitos no Campo Brasil 2009. É a 25ª edição do relatório que concentra dados sobre os conflitos, violências sofridas e ações de trabalhadores e trabalhadoras rurais, bem como comunidades e povos tradicionais, em todo o país. O lançamento se realizará no auditório da Editora da Unesp (praça da Sé, nº 108, 7º andar), em São Paulo (SP).




A criminalização: CNA sabe fazer!

Mais uma tentativa irresponsável de tentar criminalizar os movimentos sociais feita pela CNA (digo: Kátia Abreu), dessa vez um suposto vídeo em que há imagem de tortura feitas por militantes do MST. Mais a mentira  foi detectada, e não passa mais uma vez de uma fraude, um video sem credibilidade e autenticidade e por sinal sem qualidade.

-----------------------------------

Kátia Abreu(DEM) sonha em ser vice de Serra, e ainda teve a coragem de propor ações duras de repressão ao Abril Vermelho.

------------------------------------

Plano Diretor: Em pauta

18 ª Reunião Extraordinária do Conselho Gestor do Plano Diretor de Marabá, será no Auditório da Faculdade Metropolitana hoje ( 14) a partir das 16:00h

Mais informações a qualquer momento.

----------------------------

Ainda não!

Uma notinha na coluna social do Jornal Opinião (edição de ontem (13)) afirmava que o empreendimento acima já estaria aprovado. Negativo! Ainda não passou pelo crivo do Conselho Gestor do Plano Diretor.
Os conselheiros estão aguardando, e querem saber se o estudo de impacto de vizinhança ( EIV) vai apresentar a miniminização da  problemática do  trafego nas redondezas. Vai vier um caos!!
--------------------------
O problema é o local ( pra depois não dizer que sou contra tudo!)

Marabá: Nossa história!



http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/fotografias/GEBIS%20-%20RJ/2791.jpg

Nova casa de Noca só em agosto

O novo prédio sede do Poder Legislativo deverá ser inaugurado em agosto, no início do calor eleitoral, abrigará os doze edis e seus vastos assessores. A novidade são os dois plenários, espero que não seja para justificar a falta quando não tiverem na sessão. (Deve ta no outro plenário!!...dirá o secretário).


Os dois com a Dilma!


Bonito pra cara de vocês.... uma campanha bem colorida DILMA

terça-feira, 13 de abril de 2010

Escolhidos os 35 projetos paraenses contemplados com o edital Cine Mais Cultura

De Marabá 3 projetos foram selecionados


Veja quem são os selecionados e como serão beneficiados com acervo do cinema nacional.

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult) publicou no Diário Oficial da última terça-feira, 06 de abril, o resultado final do processo de seleção de projetos que concorreram ao Edital Cine Mais Cultura Pará, que garantirá a a implementação e ampliação de espaços de exibição audiovisual e apoio a atividades regulares sem fins lucrativos, como incentivo ao surgimento e consolidação de iniciativas em cinema e vídeo. As 35 propostas receberão os kits de cinema oriundos do Programa Mais Cultura, como resultado da estadualização das ações do referido programa.


O edital é uma parceria entre o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), com o Ministério da Cultura, que possibilitará a criação de 35 salas de exibição em todo o Estado, distribuídas proporcionalmente entre as 12 Regiões de Integração, democratizando o acesso às políticas na área audiovisual. Depois da seleção dos Pontos de Cultura, esta é mais um projeto do Programa Mais Cultura, que foi criado para democratizar o acesso aos bens culturais por todos os brasileiros, em parceria entre o Pará e o Governo Federal.


O Edital selecionará projetos de Organizações Culturais e Sociais, juridicamente constituídas, e disponibilizará equipamento audiovisual de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil e oficina de capacitação cineclubista. A apresentação deve contar com a participação de produtores culturais, gestores, cinéfilos, cineclubistas, grupos e movimentos culturais.

O “Cine Mais Cultura Pará” terá investimento de R$ 525 mil – 66% recursos federais e 33% contrapartida do estado. Ação do Programa Mais Cultura, o Cine Mais Cultura visa promover o acesso da população a obras audiovisuais e apoiar a difusão da produção audiovisual brasileira por meio da exibição gratuita de filmes. A prioridade é atender localidades rurais e urbanas que não possuem salas de cinema, localizadas nos Territórios da Cidadania e nas periferias dos grandes centros urbanos.


As iniciativas selecionadas receberão kit com telão (4mx3m), aparelho de DVD player, projetor digital, mesa de som de quatro canais, quatro caixas de som, amplificador, dois microfones sem fio, dentre outros equipamentos. Também poderão escolher até 104 DVDs de obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil (filmes de ficção, documentário e animação em curta, média e longa metragens de todas as épocas, para todos os públicos), em evento ainda a ser marcado pela Secult. O acervo completo da Programadora Brasil reúne atualmente cerca de 500 obras organizadas em 154 programas (DVDs).
Projetos selecionados:
Associação dos Artistas Plásticos de Marabá;
Fundação Sócio-Agroambiental Cabanagem;
Lions Clube de Marabá – Melvin Jones