sábado, 13 de novembro de 2010

Descanse em paz!

Faleceu hoje pela manhã (13)  em Campestre (MA), um ilustre marabaense.  Em sua última vinda a Marabá ano passado, tomou posse como membro da Academia de Letras do Sul e Sudeste do Pará.

GERALDO VIRGÍNIO RIBEIRO, de Campos Sales, Ceará, 04.06.1927, escreveu, entre outros, “EVENTOS DE UMA EXISTÊNCIA”(2000), com prefácio de Tasso Assunção e notas de orelha de Adalberto Franklin. Vinculado ao Tocantins, por ter residido em Tocantinópolis, outrora Boa Vista do Tocantins, antigo norte de Goiás, bem como em Araguatins(São Vicente do Araguaia), onde manteve a “DROGARIA PÉROLA”. Filho de Cícero José Virgínio e Antonia Alves Virgínio. Com 7 anos de idade, em 1934, mudou-se para Riachão, no Maranhão. Depois de passar por Porto Franco, foi morar na terra do Padre João Lima, em Tocantinópolis, onde iniciou os primeiros estudos. Com o passar do tempo, tornou-se Prático de Farmácia.Chegou em Marabá em 1938, onde morou boa parte de sua vida. Residiu também em Tocantínia e Miracema. Morou em Xambioá e em várias outras cidades brasileiras, inclusive Carolina e Imperatriz. Foi o enfermeiro que deu os primeiros socorros ao Engenheiro Bernardo Sayão, na Serra da Ligação, quando este foi acidentado por uma árvore que o levou à morte, em 15.01.1959, quando faltavam apenas 15 dias para que os dois trechos da BELÉM/BRASÍLIA se interligassem, nas imediações de Açailândia, no Maranhão. Quanto a Geraldo Virgínio, fez-se membro de diversas entidades sociais, culturais e de classe, entre as quais, Ordem Maçônica. Escritor, Ensaísta, Pesquisador. Memorialista, Idealista, Visionário. Intelectual, Produtor Cultural, Espiritualista. Chefiou vários Postos Indígenas no Maranhão, entre os quais, o de Lagoa Comprida, na região de Amarante. Autor da biografia da familia Virginio "Eventos de uma existência". Encontra-se na ESTANTE DO ESCRITOR TOCANTINENSE, da Biblioteca Pública do Espaço Cultural de Palmas. Biografado no DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DO TOCANTINS, de Mário Ribeiro Martins, MASTER, Rio de Janeiro, 2001.

--------------------------------
Tio descanse em paz!!!

Nenhum comentário: