quarta-feira, 21 de julho de 2010

Serra Pelada: Desolação e abandono

Depois de 30 anos Serra Pelada ainda suspira, o gesto de esperança é manifestado por muitos que ainda resistem naquela vila, é como se fosse o arraial de Antonio Conselheiro, as pessoas de alguma forma nutrem por uma esperança. Mas o clima é desolador, o cenário é de abandono,  é o mais real retrato da desigualdade que a região possui. Casebres, pobreza, doenças, prostituição, violência e o conflito instalado entre a própria categoria.

Por outro lado, a cerca, as máquinas, a ganância da Vale e o aparelhamento do Estado. A vila não consta com uma estrutura que dê conta do minímo do minímo, porém o Governo do Estado acaba de iniciar a construção de um quartel de policia. Enquanto que a unica escola estadual tá com mais de 60 dias sem que os alunos tenham aulas: falta de estrura, de professores e de vergonha deste governo.

Nenhum comentário: